Algas Nocivas e Benéficas

Biologia — Escrito por

Em um aquário, seja de água doce ou salgada, para que o equilíbrio biológico esteja perfeito, é fundamental a presença das algas, pois elas, purificam a água, auxiliam no processo de oxigenação, são transformadoras de substancias minerais inorgânicas em compostos orgânicos, os quais são transformados em alimentos que servirão de alimentos naturais a várias espécies de peixes e crustáceos. As algas também são um bom indicador do equilíbrio biológico do aquário, além de excelentes fontes de vitamina para os seus habitantes. As algas, como todo ser vivo, requer certos cuidados, para que se mantenha saudável. Estes cuidados são: Iluminação coerente, manter um Ph estável apos sua assimilação, não deixar de fazer as trocas parciais de água , para que haja uma reciclagem regular dos nutrientes. As algas, são formadas por um talo que é originado por uma ou mais células. Não tem raiz, caule ou folhas.

ALGAS BENÉFICAS

As algas verdes filamentosas é uma delas, a mais comum em aquários de água doce, tão logo haja a estabilização do mesmo, começam a surgir, gostam de bastante luz e trocas parciais da água no mínimo a cada dois meses. Se o aquáristas quiser ter um recipiente forrado de algas verdes, na formação das mesmas, não deverá colocar peixes herbívoros, os quais só deverão entrar quanto as algas atingirem um bom tamanho, caso contrário, as mesmas serão devoradas. Para apresar o desenvolvimento das algas, podemos adicionar fragmentos de algas coletados em um outro aquário já estabilizado e formado.

ALGAS NOCIVAS

Este tipo de algas, as planctônicas, que vivem em suspensão no aquário, prejudicam, quando em grande quantidade, as plantas palustres, a decoração, tendem a deixar a água muito verde e opaca, chegando a impedir a visualização interna do aquário. Normalmente aparecem quando há uma grande quantidade de acumulo de matéria orgânica em decomposição e iluminação excessiva (muito forte), para elimina-las, deve se fazer uma sinfonagem periódica do substrato, utilizar um filtro externo potente e controlar a luminosidade

As algas filamentosas de grande comprimento, passam de benéficas a nocivas, pois tendem a ocupar todo o espaço do aquário, matando as plantas palustres, dificultando o movimento e o nado dos peixes. Como no caso das algas planctônicas, o surgimento se dá por falta de cuidados, limpeza, muitos sais minerais dissolvidos na água, Ph alcalino, iluminação intensa. No combate as algas filamentosas de grande comprimento, devemos proceder como no caso anterior e dependendo da gravidade do caso, ser até mais radical, aumentar a quantidade de troca parcial da água do aquário em até 40%, e utilizando uma água nova bem mole ou destilada, atentar para a diminuição da iluminação, e também utilizar alguns peixes herbívoros, que certamente irão acabar em poucos dias com estas algas.

Fonte: www.aquariofilia.bio.br

Comente