Enem MEC

Enem — Escrito por

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, vem desde 1998, quando foi aplicado pela primeira vez, se tornando cada vez mais uma métrica importantíssima para avaliar a qualidade da educação no Brasil, além de ser, hoje, garantia de vagas em grandes universidades do país. Atualmente o Enem é composto por 180 questões de múltipla escolha e uma redação. Em dois dias de provas, normalmente aos finais de semana, os estudantes testam o conhecimento adquirido durante o Ensino Médio e são testados pelo governo, que avalia como anda a educação desta fase estudantil no Brasil.

O que é o MEC?

O Ministério da Educação (MEC) é o órgão do governo responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio, o famoso Enem. Recentemente reformulado, o Enem é um exame importante tanto para os alunos como para o país, que também utiliza o resultado do exame para avaliar o nível de sua educação ano após ano no país. Alguns programas de acesso à educação, como o Prouni (Programa Universidades para Todos), por exemplo, utilizam o resultado do Enem para distribuir bolsas de estudos em universidades pelo Brasil inteiro. Em algumas universidades, inclusive, o Exame é utilizado para complementar a nota do vestibular ou até mesmo substituir o processo para ingresso na Instituição de Ensino.

Qual a importância de fazer o Enem?

Cada vez mais este exame se parece com o vestibular, que tem em si características bem mais competitivas. O Enem é um exame que também necessita de preparação. Embora seja um teste para avaliar a qualidade do Ensino Médio, as provas trazem questões que exigem dos alunos excelente interpretação de texto, lógica e raciocínio, além de domínio da língua portuguesa. As provas em si são elaboradas a partir de temas da atualidade. Tanto as questões de múltipla escolha como a redação exigem dos candidatos conhecimento geral e em atualidades. A leitura de jornais, revistas e o acompanhamento do noticiário é de extrema importância neste contexto.

O Enem para o MEC

O desafio permanente do Ministério da Educação, principalmente a partir dos últimos dados, é fazer com que os alunos de escola pública participem mais e entendam a importância do Exame. Só na última edição do exame foram mais de 7,1 milhões de inscritos que não comparecem para o Enem, um prejuízo de R$ 58 milhões para os cofres públicos. Popular entre os alunos ele já é, mas é necessário mostrar a importância para os brasileiros e para cada aluno, já que com ele também é possível conseguir vagas, e até mesmo bolsas de estudos, em grandes universidades, o que tende a virar realidade também em universidades particulares com o passar dos anos.

Mais recentemente, o MEC apresentou uma nova proposta de reformulação para o Enem. O Ministério da Educação propõe que a prova seja usada cada vez mais como critério de seleção nas universidades federais e incentiva a iniciativa também nas instituições particulares. A ideia é fomentar a democratização do acesso às vagas de ensino superior, além de reestruturar o currículo do Ensino Médio de todo o país.

As universidades também poderão aceitar as notas do Enem combinando com a pontuação de seus vestibulares, ou ainda como processo único para vagas remanescentes. No momento, as normas vigentes ainda não obrigam as universidades a optarem por uma destas modalidades, mas o processo esta em discussão e tramitação. Por isso, é importante se manter atento quanto às novas condições da provas e às novas resoluções.

Todas as decisões tomadas pelo MEC em relação ao Enem trabalham em prol da melhoria da educação de qualidade no país. O que consequentemente também interfere no futuro da nação. Por isso, não deixe de participar! Fique atento às datas de inscrição, bem como a das provas, e garanta a sua participação no Exame!

Tags: , , , , ,

Comente