Vai fazer o Enem 2016? Descubra as notas de corte para cada curso

Enem — Escrito por

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 está chegando e os mais de 9 milhões de inscritos têm uma preocupação em comum: tirar uma ótima nota nas provas!

É que o desempenho no Enem pode garantir uma vaga no tão sonhado curso superior. Ele serve como critério de classificação em diversos programas do Governo Federal que selecionam candidatos até para os cursos mais concorridos, como Medicina e Direito, por exemplo.

Dependendo da graduação, a concorrência é grande e é preciso ter uma excelente média nas provas para garantir um lugar ao sol.

Mas a nota de corte (pontuação mínima para ser aprovado) não depende só do curso escolhido. O turno, a instituição de ensino, o desempenho dos outros candidatos e o tipo de processo seletivo também influenciam na disputa por uma vaga.

Se você vai fazer o Enem 2016 e está curioso para saber qual o desempenho necessário para entrar na faculdade, confira este guia que preparamos com as notas de corte organizadas por curso!

 

Notas de corte do Enem 2016 por curso

O resultado do Enem 2016 deve ser divulgado em 18 de janeiro de 2017. É neste momento que os participantes acessam o boletim de desempenho individual e ficam sabendo que nota tiraram em cada uma das provas.

Em seguida começa a corrida por uma vaga nas universidades. Quem fez a prova do Enem 2016 poderá participar dos seguintes programas do Governo Federal:

Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2017

O Sisu classifica candidatos para universidades públicas de todas as regiões do Brasil. Para se inscrever nas duas edições de 2017 (primeiro e segundo semestre), é obrigatório ter feito o Enem 2016 e não pode ter zerado na redação. O Sisu não tem requisitos de renda para participar.

 

Programa Universidade para Todos (ProUni) 2017

O ProUni distribui bolsas de estudo em faculdades particulares. O programa exige alguns requisitos de renda e escolaridade.

Além disso, só poderá concorrer a uma vaga no ProUni 2017 quem tiver no mínimo 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação do Enem 2016.

As bolsas do ProUni podem ser integrais (o aluno não paga nada) ou parciais (o aluno deve arcar com metade dos custos). O ProUni também acontece duas vezes ao ano, geralmente em janeiro e junho.

A nota mínima para ser aprovado é sempre uma surpresa. Ela depende de vários fatores e não podemos saber com exatidão qual será esta nota antes de todos os candidatos se inscreverem nos processos seletivos.

No entanto, se observarmos as edições mais recentes do Sisu e do ProUni, podemos ter uma boa ideia da pontuação necessária para conseguir uma vaga.

Confira alguns exemplos de notas de corte recentes para os cursos mais procurados.

 

Notas de corte do Enem para passar no Sisu:

  • Medicina – de 760 a 880 pontos
  • Direito – de 625 a 830 pontos
  • Arquitetura – de 630 a 825 pontos
  • Biomedicina – de 625 a 825 pontos
  • Odontologia – de 620 a 825 pontos
  • Engenharia Civil – de 610 a 830 pontos
  • Psicologia – de 605 a 805 pontos
  • Fisioterapia – de 605 a 815 pontos
  • Engenharia Química – de 590 a 815 pontos
  • Enfermagem – de 575 a 805 pontos
  • Engenharia de Produção – de 575 a 795 pontos
  • Nutrição – de 575 a 785 pontos
  • Jornalismo – de 565 a 795 pontos
  • Administração – de 555 a 775 pontos
  • Ciências Contábeis – de 550 a 765 pontos
  • Engenharia Elétrica – de 545 a 820 pontos
  • Educação Física – de 535 a 765 pontos
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas – de 515 a 745 pontos
  • Medicina Veterinária – de 515 a 745 pontos
  • Pedagogia – de 485 a 725 pontos
  • Engenharia Ambiental – de 460 a 755 pontos

 

 

Notas de corte do Enem para passar no ProUni

  • Medicina – de 720 a 815 pontos
  • Engenharia Ambiental – de 545 a 775 pontos
  • Medicina Veterinária – de 530 a 775 pontos
  • Odontologia – de 520 a 760 pontos
  • Jornalismo – de 500 a 720 pontos
  • Arquitetura – de 480 a 780 pontos
  • Biomedicina – de 455 a 760 pontos
  • Direito – de 450 a 810 pontos
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas – de 450 a 790 pontos
  • Engenharia Civil – de 450 a 790 pontos
  • Psicologia – de 450 a 790 pontos
  • Pedagogia – de 450 a 790 pontos
  • Engenharia Química – de 450 a 785 pontos
  • Engenharia Elétrica – de 450 a 780 pontos
  • Engenharia de Produção – de 450 a 775 pontos
  • Administração – de 450 a 770 pontos
  • Ciências Contábeis – de 450 a 760 pontos
  • Enfermagem – de 450 a 745 pontos
  • Nutrição – de 450 a 730 pontos
  • Educação Física – de 450 a 730 pontos
  • Fisioterapia – de 450 a 730 pontos

É importante lembrar que estas notas servem apenas como referência, uma estimativa para você saber quanto precisa se dedicar aos estudos.

A nota de corte dos processos seletivos de 2017 ainda não são conhecidas e podem ter valores bem diferentes dos apresentados acima.

 

Nota do Enem 2016 para participar do FIES

Para se inscrever no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é obrigatório ter feito o Enem e atingido no mínimo 450 pontos na média geral das provas e nota maior que zero na redação. O FIES também tem requisitos de renda, que podem variar de acordo com a edição do processo seletivo.

A diferença em relação ao Sisu e ao ProUni é que o FIES aceita as notas de qualquer edição do Enem a partir de 2010. Isso significa que os participantes do Enem 2016 podem concorrer a um financiamento estudantil em 2017 e também nos anos seguintes.

A cada nova edição destes programas a lista de faculdades participantes pode mudar. Quando o período de inscrição estiver aberto, os candidatos terão acesso à listagem completa das vagas.

 

Nota do Enem 2016 para entrar na faculdade sem fazer vestibular

Muitas faculdades privadas aceitam a nota do Enem como forma de ingresso. Pode ser exigida uma nota mínima nas provas ou na redação, dependendo da universidade, e várias aceitam notas do Enem a partir de 2010.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso e costumam participar do ProUni e do FIES:

 

Veja também:

Saiba tudo sobre a prova do Enem 2016

 

Como você pretende usar a nota do Enem 2016? Conte para a gente aqui nos comentários!

Comente