Novas regras do FIES exigem desempenho mínimo no Enem

Fies — Escrito por

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Governo Federal para ampliar o acesso ao ensino superior destinado a estudantes de baixa renda, que não podem arcar com todos os custos de uma faculdade particular.

A partir de 2015, o programa vem passando por uma série de modificações.  A principal delas é que os candidatos precisam ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter atingido um desempenho mínimo.

Veja como funciona

Qual a nova regra do FIES?

A principal mudança no FIES é a exigência de uma pontuação mínima no Enem. A partir de abril de 2015, além de ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio a partir de 2010, o candidato ao FIES deve cumprir também dois requisitos:

  • pelo menos 450 pontos de média nas provas do Enem
  • nota maior do que zero na redação

 

Além disso, o MEC está mais rigoroso quanto ao uso do FIES junto com o ProUni. O financiamento só poderá ser usado por bolsistas parciais do ProUni para pagar a outra metade do mesmo curso no qual tem a bolsa.

 

A nova regra do FIES vale para quem já tem o financiamento?

A regra da nota mínima no Enem só vale para quem vai pedir o financiamento do FIES a partir de 2015.

Quem já usa o FIES para pagar a faculdade, ou seja, tem um contrato em andamento, não vai precisar apresentar a nota mínima no Enem e não perderá o benefício por esse motivo.

Como fica o uso do ProUni com o FIES?

Existe também uma regra nova do FIES para a utilização do financiamento junto com o ProUni. A partir de 2015, vai ser possível usar os dois programas somente se o requerente for bolsista parcial do ProUni e pedir o FIES para pagar o restante do mesmo curso, na mesma faculdade onde tem a bolsa, e se a soma dos dois benefícios não ultrapassar o valor da mensalidade com descontos.

A partir de 2015, o uso do FIES com o ProUni fica proibido nos seguintes casos:

  • Bolsista integral do ProUni que quiser o financiamento do FIES para pagar qualquer outro curso superior.
  • Bolsista parcial do ProUni que quiser o financiamento do FIES para pagar outro curso que não seja aquele em que tem a bolsa parcial.
  • Bolsista parcial do ProUni que quiser o financiamento do FIES para pagar o mesmo curso, se a soma da bolsa e do financiamento ultrapassar o valor da mensalidade com desconto.

A medida afeta os contratos em andamento. Ou seja, se você já usa o FIES junto com o ProUni e não se encaixar na nova regra, vai precisar regularizar sua situação quando fizer o aditamento semestral do FIES, escolhendo apenas um dos benefícios ou fazendo transferência de um dos benefícios para usá-lo na mesma instituição e curso onde tem bolsa parcial do ProUni.

Limite para os financiamentos

Até 2015, todo mundo que cumpria os requisitos do FIES conseguia o financiamento e as inscrições ficavam abertas o ano todo. Agora, as vagas são limitadas e está mais difícil entrar no FIES. As inscrições acontecem duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre.

Para definir a quantidade e distribuição de vagas, o MEC passou a priorizar algumas áreas do conhecimento (Saúde, Engenharia e Formação de Professores), bem como regiões mais necessitadas. Essa distribuição muda todo semestre e depende do orçamento disponível.

O preenchimento das vagas acontece por meio de um processo seletivo que usa como critério a nota do Enem.

 

O que não vai mudar no FIES?

Os requisitos de renda, o funcionamento do FIES e a taxa de juros permanecem iguais. Para pedir o FIES, a renda bruta familiar mensal não pode ultrapassar o valor de 2,5 salários mínimos por pessoa e a taxa de juros do financiamento é de 6,5% ao ano.

Como fazer a inscrição do FIES?

As inscrições do FIES são gratuitas. Durante o período determinado pelo MEC, os candidatos que cumprirem os requisitos do Programa devem se inscrever no site oficial do FIES Seleção.

 

Faculdades que participam do FIES

Somente universidades privadas reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC podem participar do FIES. A lista completa, com todas as instituições onde há vagas disponíveis para financiamento, só é divulgada quando abrem as inscrições e muda a cada edição.

Confira algumas faculdades que costumam participar do FIES:

Veja também:

Descubra quantos pontos você precisa ter tirado no Enem para obter o FIES

Você se encaixa nos requisitos para pedir o FIES? Vai tentar o financiamento? Conte para a gente nos comentários!

Tags: , ,

Comente