Descubra tudo o que você pode fazer com a nota do Enem 2016

Enem — Escrito por

Nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo) mais de 8 milhões de estudantes são esperados para fazer a prova do Enem 2016.

As vantagens de se fazer o Enem são muitas. A nota obtida nas provas é usada como critério de classificação em diversos processos seletivos e programas do Governo Federal. Isso pode significar uma vaga em universidades públicas e privadas, bolsas de estudo, financiamentos estudantis e até o certificado de conclusão do ensino médio.

O que os inscritos buscam é tirar uma excelente nota nas provas para terem mais chances de entrar numa boa faculdade. E quanto maior for a pontuação, maiores serão as chances de atingir esse objetivo.

Vai fazer a prova do Enem 2016? Então descubra tudo o que é possível fazer com a nota deste exame!

 

O que fazer com a nota do Enem 2016?

O resultado do Enem 2016 deve ser divulgado somente em 18 de janeiro de 2017. É quando os participantes terão acesso ao boletim de desempenho individual e poderão conferir a nota que tiraram em cada uma das provas.

Não será divulgado nenhum “listão de aprovados” neste momento, pois o Enem, por si só, não aprova ou reprova ninguém.

O que acontece é que, após a liberação do boletim de desempenho, os participantes do Enem 2016 podem se inscrever nos processos seletivos que vão surgir em 2017.

Saiba quais são:

  • Ingresso direto em universidades particulares sem vestibular.
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – seleciona candidatos para ocupar vagas em universidades públicas de todas as regiões do Brasil.
  • Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) – concede financiamentos estudantis com juros baixos a pessoas de baixa renda.
  • Programa Universidade para Todos (ProUni) – distribui bolsas de estudos a pessoas de baixa renda.

Veja em detalhes:

 

Ingresso direto em universidades particulares

Muitas universidades particulares oferecem vantagens a quem teve boa pontuação no Enem. Uma delas é a possibilidade de fazer a matrícula no curso desejado sem ter que fazer um novo vestibular. Basta mostrar seu boletim de desempenho e pronto!

Cada universidade define a quantidade de vagas destinadas aos participantes do Enem e se vai cobrar uma nota mínima dos estudantes.

Assim que você souber a nota que tirou no Enem, procure a instituição de ensino de seu interesse para saber que outros benefícios você pode conseguir. Isenção da taxa de matrícula, descontos nas mensalidades e parcelamentos facilitados são alguns exemplos.

Confira algumas universidades credenciadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem:

 

Entrar em universidades públicas pelo Sisu em 2017

O Sisu acontece duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre. É através deste programa do Governo Federal que os participantes do Enem podem concorrer a vagas em universidades públicas de todas as regiões do País.

Não é exigido nenhum requisito de renda, mas é obrigatório ter feito o Enem em 2016 e não ter zerado na redação para participar das duas edições do Sisu 2017 (que devem ocorrer em janeiro e em junho).

Os candidatos devem se inscrever pela internet, informando o curso, turno, universidade, cidade e modalidade de concorrência (ampla concorrência ou cotas) que preferirem.

A disputa só acontece entre os candidatos que escolherem exatamente as mesmas opções. Aqueles que tiverem as maiores notas no Enem serão aprovados.

 

Financiar a faculdade particular através do FIES

O FIES é uma linha de crédito do Governo Federal que ajuda pessoas de baixa renda a pagarem uma faculdade particular. Os juros aplicados são baixos e o estudante tem um prazo bem longo para quitar a dívida.

Para concorrer a uma vaga é obrigatório ter feito o Enem e atingido no mínimo 450 pontos na média geral das provas e não ter zerado na redação. A diferença aqui é que são aceitas as notas de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Isso significa que os participantes do Enem 2016 podem se inscrever nas duas edições do FIES em 2017 e também nos próximos anos, caso a regra não mude.

 

Ganhar uma bolsa de estudo pelo ProUni em 2017

Outra forma de entrar na universidade particular é através do ProUni. Este programa distribui bolsas de estudo integrais (100%) e parciais (50%) para cursos superiores de todas as áreas do conhecimento.

As inscrições são abertas a cada semestre. Para participar das duas edições do ProUni 2017 é obrigatório ter feito a prova do Enem em 2016, com no mínimo 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.

Além de tirar uma boa pontuação no Enem, para se inscrever no ProUni é preciso atender a alguns requisitos de renda e escolaridade.

 

Obter o certificado de conclusão do ensino médio

A nota do Enem 2016 pode ser usada ainda para receber o certificado de conclusão do ensino médio. Quem não terminou os estudos regulares na escola formal poderá comprovar esse nível de escolaridade através do desempenho no Enem.

Quem marcou a opção de “receber o certificado de conclusão do ensino médio” no momento da inscrição do Enem deve se dedicar muito aos estudos para comprovar um bom nível de conhecimento em todas as áreas.

Nesse caso, não existe uma concorrência ou processo seletivo. Receberá o diploma quem atingir a seguinte pontuação:

  • 450 pontos em cada uma das provas objetivas (Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Linguagens)
  • 500 pontos na redação

Quem não atingir esta nota em alguma das provas não terá direito ao diploma, mas poderá solicitar uma declaração parcial de proficiência que serve, por exemplo, para eliminar disciplinas em um curso supletivo.

 

Veja também:

Saiba tudo sobre a prova do Enem 2016

 

Vai fazer o Enem 2016? Conte para a gente o que você pretende fazer com a nota.

Comente