Entenda se dá para fazer ProUni e FIES ao mesmo tempo

Fies, Prouni — Escrito por

Tanto o ProUni como o FIES já beneficiaram milhões de pessoas em todo o Brasil. Graças a esses dois programas do governo federal, muitos estudantes realizaram o sonho de conseguir um diploma de nível superior.

 

Mas será que dá para facilitar a vida ainda mais e usar ProUni e FIES juntos? A gente foi atrás e descobriu que sim. É possível utilizar a bolsa do ProUni para bancar uma parte do curso e financiar o restante da mensalidade pelo FIES, desde que se cumpram algumas regras.

 

Confira agora mesmo nosso guia sobre a utilização do ProUni e do FIES ao mesmo tempo. Saiba mais sobre cada um, os requisitos para se candidatar e como fazer a inscrição. Ao final, ainda trazemos uma lista com algumas ótimas faculdades que participam dos dois programas.

 

O que é o ProUni?

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) é um programa do governo federal que concede bolsas integrais e parciais (que cobrem 100% e 50% do valor da mensalidade, respectivamente) a estudantes de baixa renda em universidades particulares.

 

O que é o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) também é uma iniciativa do governo federal destinada a ajudar a população de baixa renda a cursar uma universidade particular. No entanto, a ajuda vem em forma de financiamento das mensalidades – o estudante precisa quitar a dívida com o governo depois.

 

Posso usar o ProUni e o FIES ao mesmo tempo?

Pode. Vale lembrar que essa opção só é válida para quem tem bolsa parcial do ProUni e quer usar o FIES para financiar o restante da mensalidade do mesmo curso e na mesma faculdade onde tem a bolsa. Ou seja, não dá para fazer o curso X com o ProUni e financiar o curso Y com o FIES.

 

Quem pode pedir o ProUni

Para se candidatar ao ProUni, é necessário cumprir alguns requisitos:

  • Pelo menos 450 pontos na média das provas da edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sem ter zerado a redação.
  • Para concorrer a uma bolsa integral o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para tentar uma bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Além dessas duas exigências, o candidato deve atender a um dos seguintes critérios:

  • Ter feito o ensino médio em escola pública ou em escola particular na condição de bolsista integral.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor da rede pública de ensino e estar concorrendo a uma bolsa em curso de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Como pedir o ProUni

A inscrição para o ProUni é gratuita e realizada exclusivamente pela internet, no site oficial do programa.

Para fazer o cadastro e pedir o ProUni, siga os passos:

  1. Acesse o site oficial do ProUni.
  2. Informe seu número de inscrição e senha da última edição do Enem.
  3. Digite um endereço de e-mail válido e seu número de telefone.
  4. Informe todos os dados cadastrais exigidos (seus e dos integrantes do seu grupo familiar).
  5. Selecione até duas opções entre as vagas disponíveis. Para cada uma, escolha a instituição de ensino, unidade, curso, turno, tipo de bolsa (integral ou parcial) e modalidade de concorrência (cotas ou livre concorrência).
  6. Siga as orientações da tela para salvar e confirmar sua inscrição.

 

Quem pode pedir o FIES

Para se candidatar ao FIES, é necessário cumprir alguns requisitos:

  • Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.
  • Ter feito qualquer Enem a partir de 2010 e apresentar, na mesma edição, pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

Como pedir o FIES

Assim como o ProUni, a inscrição para o FIES também é gratuita e deve ser realizada por meio do site oficial do programa. Para se candidatar, faça o seguinte:

  1. Acesse o site do FIES Seleção.
  2. Digite seu CPF, data de nascimento e um endereço de e-mail válido.
  3. Um link será enviado para o e-mail informado. Clique nele e ative o cadastro.
  4. Preencha o formulário com os seus dados pessoais.
  5. Informe o CPF, a data de nascimento e o rendimento mensal de cada um dos membros de seu grupo familiar maiores de 14 anos.
  6. Selecione a instituição de ensino, campus, curso e turno desejados.
  7. Salve as informações.

 

Nota de corte para o ProUni e FIES

Fazer a inscrição para o ProUni e para o FIES é só o começo da jornada. Você pode aumentar muito as suas chances de obter uma vaga se prestar atenção nas notas de corte parciais.

A nota de corte corresponde à menor nota necessária para ser aprovado. Para chegar a ela, é preciso considerar a pontuação de todos os concorrentes para uma mesma vaga na mesma instituição de ensino, campus, curso, turno e modalidade de concorrência.

O macete é ficar de olho nas notas de corte parciais para saber suas chances reais de ser aprovado. Explicamos: se a vaga em que você está de olho tem uma nota de corte de 600 pontos e você fez apenas 500 pontos, não vai conseguir ser aprovado. É melhor, no caso, mudar de opção de curso (para algum que exija menos pontos) ou mudar de instituição de ensino (para uma menos concorrida, que também peça uma nota de corte menor).

Tanto o ProUni como o FIES divulgam diariamente as notas de corte parciais enquanto durarem as inscrições. Dá para mudar sua escolha a qualquer momento e quantas vezes quiser até o encerramento desse período.

 

Faculdades que aceitam ProUni e FIES

Estudar em uma faculdade que aceita o ProUni e o FIES significa que você não precisa esquentar a cabeça quanto à validade do diploma ou à qualidade do curso. Todas as instituições de ensino que participam desses programas precisam ter passado por uma avaliação rigorosa do MEC – só são aceitas aquelas que tiverem notas boas.

Confira a seguir algumas faculdades que participam do ProUni e do FIES:

 

Veja também:

Como usar a nota do Enem pra entrar na faculdade

 

E aí? Está pensando em usar o ProUni com o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!

Comente