Entenda como funcionam as vagas remanescentes do ProUni

Prouni — Escrito por

As vagas remanescentes do ProUni são uma chance a mais de conseguir bolsa de estudos em faculdades privadas de todo o Brasil. É uma oportunidade de ouro para aqueles que disputaram o processo normal e não conseguiram entrar ou para quem não fez o Enem mais recente mas ainda assim gostaria de estudar com benefício do Governo Federal.

 

As inscrições para as bolsas remanescentes só abrem bem depois de sair o resultado do ProUni. Quando tudo parece já ter terminado e todos estão esperando a edição do próximo semestre, de repente o MEC vai à mídia, anuncia novas vagas e reacende a esperança de milhares de brasileiros que ficaram de fora da disputa regular.

 

Descolar o benefício aqui pode até ser mais fácil, mas é preciso ser rápido: as vagas são poucas e distribuídas a quem chegar primeiro!

 

Se você está pensando em entrar na disputa, fique de olho no texto a seguir: vamos explicar todos os passos, da inscrição até a obtenção da bolsa!

 

Bolsas remanescentes do ProUni

As bolsas remanescentes são aquelas que por alguma razão (desistência dos escolhidos, falta de documentação, etc.) não foram ocupadas pelos candidatos do ProUni nas etapas regulares de seleção (primeira chamada, segunda chamada e lista de espera).

 

Para o MEC é importante que todos os benefícios sejam distribuídos, por isso abre mais um processo seletivo para concessão de bolsas – só que dessa vez e, escala bem menor e com mais facilidades para os participantes.

 

Sabe aqueles mil requisitos necessários para participar do ProUni? Aqui só alguns deles ainda se mantêm de pé!

 

Conheça todos os detalhes a seguir.

 

Quem pode entrar na disputa por uma bolsa remanescente do ProUni?

O processo seletivo das bolsas remanescentes é bem mais tranquilo. Se por um lado alguns requisitos tradicionais são mantidos, por outro o MEC facilita um bocado a vida de alguns candidatos que, por exemplo, não fizeram o Enem mais recente – a exigência número um no processo seletivo tradicional.

 

Veja se você se encaixa nos requisitos para entrar na disputa por uma vaga remanescente do ProUni:

  • É preciso ter feito qualquer edição do Enem partir de 2010, com pelo menos de 450 na média das provas e nota superior a zero na redação. Essas duas condições devem existir em uma mesma edição. Não dá para combinar notas de exames diferentes.
  • Para disputar uma bolsa integral, a renda familiar bruta mensal é de até 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • Para a bolsa parcial (paga metade da mensalidade) é de 3 salários mínimos per capita.

 

É preciso se encaixar também em pelo menos um dos requisitos a seguir:

  • Estudante que cursou todo o ensino médio em escola pública ou em particular como bolsista integral.
  • Pessoa com deficiência
  • Professor efetivo da rede pública de ensino que busque vaga em curso de licenciatura. Nesse caso não é preciso comprovar renda nem ter feito o Enem para concorrer.

 

Quem já foi aprovado no ProUni regular não pode participar desta etapa.

 

Datas do processo seletivo das bolsas remanescentes do ProUni

As datas variam a cada novo processo. Não há um anúncio com certa antecedência, como nas edições regulares do ProUni. O candidato precisa acompanhar a divulgação das informações na imprensa ou junto ao próprio Ministério da Educação (MEC).

 

O comum é que a seleção aconteça alguns meses depois do encerramento de determinada edição do ProUni.

 

Não, você não leu errado: são meses mesmo!

 

O ProUni do primeiro semestre normalmente acontece entre o meio e o fim de janeiro. Já a seleção das vagas remanescentes aparecem entre o fim de março e o começo de abril – basta fazer as contas!

 

O período de inscrições pode ser curto ou longo, dependendo do perfil do candidato. Entenda melhor:

  • 10 dias, em média para aqueles candidatos que ainda não estão matriculados na faculdade onde desejam obter a bolsa.
  • 40 dias, em média, para quem já está matriculado na faculdade onde deseja obter a bolsa.

 

Como obter uma bolsa remanescente do ProUni

O primeiro passo para obter uma bolsa remanescente do ProUni é fazer a inscrição gratuitamente pela internet.

 

O candidato só tem que acessar o sistema e informar alguns dados. Veja como é:

  • Durante o período de vigência do processo seletivo de bolsas remanescentes, acesse a página do ProUni.
  • Informe seu número de CPF e sua data de nascimento. Com esses dados, o sistema vai identificar as edições do Enem que você participou. Escolha a que tiver maior pontuação (caso haja mais de uma).
  • Informe um e-mail válido.
  • Escolha uma senha.
  • Preencha os dados de escolaridade e renda (aqui não vale tentar enganar o sistema. Lembre-se de que toda documentação terá que ser comprovada mais adiante).
  • Se for professor da rede pública de ensino básico, concorrendo a uma bolsa de licenciatura, basta marcar essa opção. Você ficará dispensado de apresentar nota do Enem e atender ao requisito de renda.

 

O sistema irá enviar um link de ativação para o e-mail informado. A inscrição só será efetivada depois disso.

 

Depois de validada a inscrição, o candidato poderá escolher o curso e a instituição onde quer receber bolsa.

Veja a seguir como acontece a escolha dos candidatos contemplados com bolsas remanescentes do ProUni.

 

Como é feita a seleção das bolsas remanescentes do ProUni

Como já dissemos, o processo seletivo por uma bolsa remanescente é mais suave, mas nem por isso é menos concorrido.

 

Aqui a sistemática é bem diferente. Não tem primeira chamada, segunda chamada nem lista de espera. Não tem nota de corte diária nem tantas vagas disponíveis.

 

É tudo bem simples. Ao se inscrever no sistema e se a bolsa desejada ainda estiver disponível, o candidato já ganha, automaticamente, o que o MEC denomina “expectativa de direito à bolsa” – uma espécie de reserva que vai precisar ser confirmada mais adiante.

 

Na sequência, o candidato terá que levar toda a documentação à instituição onde a bolsa está disponível. Se comparecer no prazo e a documentação estiver nos conformes, a bolsa será concedida.

 

Caso contrário, o candidato perde o direito ao benefício e a bolsa fica novamente disponível no sistema.

 

Por isso a gente aconselha todos os participantes a monitorar o sistema todos os dias, já que as bolsas vêm e vão com uma certa frequência.

 

 

Faculdades que oferecem bolsas remanescentes do ProUni

A relação de instituições participantes, assim como os cursos disponíveis, muda a cada edição do ProUni – e no caso das bolsas remanescentes não poderia ser diferente: o candidato só vai ter acesso à lista exata no momento da inscrição.

 

Mas pode ficar tranquilo: o MEC só permite que instituições bem avaliadas participem do ProUni. Ou seja: você irá ganhar bolsa em uma faculdade de primeira linha!

 

Separamos a seguir algumas instituições que participam do ProUni e que podem aparecer entre as que oferecem bolsas remanescentes:

 

Veja também:

Conheça quais os tipos de bolsa disponíveis no ProUni

 

E aí, vai participar da disputa por uma bolsa remanescente do ProUni? Conte para a gente nos comentários!

Comente