Pode modificar um verbo, um adjetivo, outro advérbio ou uma frase inteira. Classificam-se de acordo com as circunstâncias que expressam:

• lugar: longe, junto, acima, atrás, alhures…
• tempo: breve, cedo, já, dentro, ainda…
• modo: bem, mal, melhor, pior, devagar, a maioria dos adv. com sufixo -mente
• negação: não, tampouco, absolutamente…
• dúvida: quiçá, talvez, provavelmente, possivelmente…
• intensidade: muito, pouco, bastante, mais, demais, tão…
• afirmação: sim, certamente, realmente, efetivamente…

Obs.: as palavras onde (de lugar), como (de modo), por que (de causa) e quando (de tempo), usadas em frases interrogativas diretas ou indiretas, são classificadas como advérbios interrogativos.

São locuções adverbiais: à direita, à frente, à vontade, de cor, em vão, por acaso, frente a frente, de maneira alguma, de manhã, de repente, de vez em quando, em breve, etc. São classificadas, também, em função da circunstância que expressam.

Grau

Apesar de pertencer à categoria das palavras invariáveis, o advérbio pode apresentar variações de grau comparativo ou superlativo.

Comparativo:
igualdade: tão+adv+quanto
superioridade: mais+adv+(do) que
inferioridade: menos+adv+(do) que Superlativo:
sintético: + sufixo -íssimo
analítico: muito+adv.

Obs.: bem e mal admitem grau comparativo de superioridade sintético: melhor e pior. As formas mais bem e mais mal são usadas diante de particípios adjetivados. (Ele está mais bem informado do que eu)

Emprego

• na linguagem coloquial, o advérbio recebe sufixo diminutivo. Nesses casos, embora ocorra o diminutivo, o advérbio assume valor superlativo
• a repetição de um mesmo advérbio também assume valor superlativo
• quando os advérbio terminados em -mente estiverem coordenados, é comum o uso do sufixo só no último
• antes de particípios, bem e mal aparecem nas formas analíticas do comparativo de superioridade (mais bem e mais mal) e não como melhor e pior
• muito e bastante podem aparecer como advérbio (invariável) ou pron. indefinido (variável – determina subst.)
• adjetivos adverbializados mantêm-se invariáveis (terminaram rápido o trabalho)

Palavras denotativas

Série de palavras que se assemelham ao advérbio. A NGB considera-as apenas como palavras denotativas, não pertencendo a nenhuma das 10 classes gramaticais. Classificam-se em função da idéia que expressam:
• adição: ainda, além disso etc. (Comeu tudo e ainda queria mais)
• afastamento: embora (Foi embora daqui)
• afetividade: ainda bem, felizmente, infelizmente (Ainda bem que passei de ano)
• aproximação: quase, lá por, bem, uns, cerca de, por volta de etc. (É quase 1h a pé)
• designação: eis (Eis nosso carro novo)
• exclusão: apesar, somente, só, unicamente, inclusive, exceto, senão, sequer, apenas etc. (Todos saíram, menos ela)
• explicação: isto é, por exemplo, a saber etc. (Li vários livros, a saber, os clássicos)
• inclusão: até, ainda, também, inclusive etc. (Eu também vou)
• limitação: só, somente, unicamente, apenas etc. (Apenas um me respondeu)
• realce: é que, cá, lá, não, mas, é porque etc. (E você lá sabe essa questão?)
• retificação: aliás, isto é, ou melhor, ou antes etc. (Somos três, ou melhor, quatro)
• situação: então, mas, se, agora, afinal etc. (Afinal, quem perguntaria a ele?)

Fonte: apostilas.netsaber.com.br/