Palavra colocada antes do substantivo para determiná-lo, mantendo com ele relação de concordância.

Pode ser classificado em:
• definido: o, a, os, as – determinam o substantivo de modo preciso, específico
• indefinido :um, uma, uns, umas – determinam o substantivo de modo vago, impreciso
Podem aparecer combinados com preposições. (numa, do, à …)

O artigo tem a propriedade de substantivar qualquer palavra precedida por ele. Esse processo chama-se substantivação. (fumar-verbo / O fumar faz mal à saúde)

Observação:
– para se certificar de que uma palavra é artigo, troque o gênero do substantivo posterior. Se o suposto artigo não mudar de gênero, pertence à outra classe.
Emprego

• não se deve usar artigo depois de cujo e suas flexões
• não se usa artigo diante de expressões de tratamento iniciadas por possessivos
• é obrigatório o uso do artigo definido entre o numeral ambos e o substantivo a que se refere (ambos os cônjuges)
• diante do possessivo adjetivo o uso é facultativo; mas se o pronome for substantivo, torna-se obrigatório
• antes de nomes de pessoas, geralmente, não se utiliza o artigo
• não se usa artigo diante das palavras casa (=lar, moradia) e terra (=chão firme) a menos que essas palavras sejam especificadas
• diante de alguns nomes de cidade não se usa artigo, a não ser que venham modificados
• usa-se artigo definido antes dos nomes de estados brasileiros, exceto: AL, GO, MT, MG, PE, SC, SP e SE
• não se combina com preposição o artigo que faz parte de nomes de jornais, revistas e obras literárias (li em Os Lusíadas)
• depois de todo, emprega-se o artigo para conferir idéia de totalidade (Toda a sociedade poderá participar)

Numerais

Palavra que indica quantidade, número de ordem, múltiplo ou fração. Classifica-se como: cardinal (1, 2, 3, …), ordinal (primeiro, segundo, terceiro, …), multiplicativo (dobro, duplo, triplo, …), fracionário (meio, metade, terço)

Valor do Numeral

Podem apresentar valor adjetivo ou substantivo. Se estiverem acompanhando e modificando um substantivo, terão valor adjetivo. Já se estiverem substituindo um substantivo e designando seres, terão valor substantivo.

Ex.: Ele foi o primeiro jogador a chegar. (valor adjetivo)
Ele será o primeiro desta vez. (valor substantivo)

Emprego

• os fracionários têm como forma própria meio, metade e terço, todas as outras representações de divisão correspondem aos ordinais ou aos cardinais seguidos da palavra avos (quarto, décimo, milésimo, quinze avos etc.)
• designando séculos, reis, papas e capítulos, utiliza-se na leitura ordinal até décimo; a partir daí usam-se os cardinais. (Luís XIV – quatorze, Papa Paulo II – segundo)

Observação:
– se o numeral vier antes do substantivo, será obrigatório o ordinal (XX Bienal – vigésima, IV Semana de Cultura – quarta)
• zero e ambos (as) também são numerais cardinais
• dúzia, centena… são chamados numerais coletivos, por designarem um conjunto de seres
um – numeral ou artigo? Nestes casos, a distinção é feita pelo contexto. Numeral indicando quantidade e artigo quando se opõe ao substantivo indicando-o de forma indefinida

Flexão

Variam em gênero e número

gênero
Cardinais: um, dois e os duzentos a novecentos; todos os ordinais; os multiplicativos e fracionários, quando expressam uma idéia adjetiva em relação ao substantivo

número:
Cardinais terminados em -ão; todos os ordinais; os multiplicativos, quando têm função adjetiva; os fracionários, dependendo do cardinal que os antecede
Os cardinais, quando substantivos, vão para o plural se terminarem por som vocálico.

Fonte: apostilas.netsaber.com.br/