O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) seleciona estudantes que já tenham concluído o Ensino Médio e que tenham realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o preenchimento das vagas em instituições públicas de ensino superior. O critério para seleção é a nota obtida no ENEM realizado no final do ano de 2012.

Este ano o SiSU disponibilizou ao todo mais de 129 mil vagas em cerca de 3,7 mil cursos de 101 instituições públicas de ensino superior e registrou quase dois milhões de inscritos com um total de 3.801.894 inscrições, afinal todo candidato podia escolher até duas opções de curso.

Segundo dados do Ministério da Educação (MEC) dentre os dez cursos com maiores notas de corte, cinco são de Medicina e ocupam as cinco primeiras posições,  dois são da política de cotas, quatro são de Engenharia e completando a relação dos cursos, na décima posição aparece o curso de Comunicação Social.

A maior nota de corte registrada foi na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no curso de Medicina em ampla concorrência, com a nota de 820,76 pontos. A UFRJ ainda aparece na lista com o curso de Medicina na política de cotas com nota de 809,26 pontos e também com o curso de Engenharia Química com 805,12 pontos.

Confira a lista com os dez cursos com maiores notas de corte abaixo.

  • 1º – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Medicina (Ampla Concorrência) – 820,76 pontos;
  • – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – Medicina (Ampla Concorrência) – 817,77 pontos;
  • – Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – Medicina (Ampla Concorrência) – 810,34 pontos;
  • – Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Medicina (Ampla Concorrência) – 810,10 pontos;
  • – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Medicina (Política de Cotas) – 809,26 pontos;
  • – Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia (Ampla Concorrência) – 808,12 pontos;
  • – Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás (IF-Goiás) – Engenharia Civil (Ampla Concorrência) – 807,23 pontos;
  • – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Engenharia Química (Ampla Concorrência) – 807,15 pontos;
  • – Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás (IF-Goiás) – Engenharia Elétrica (Política de Cotas) – 805,95 pontos;
  • 10º – Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Comunicação Social (Ampla Concorrência) – 804,38 pontos;

A surpresa ficou por conta dos cursos de Engenharia Civil e Engenharia Elétrica do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás que não apareceram nos anos anteriores e que neste ano ficaram em sétimo e nona posições, respectivamente.

Já o curso mais procurado no SiSU foi o de Tecnólogo em Gestão Pública do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília, com um total de 12.221inscritos para 45 vagas, resultando em uma concorrência de mais de 271,5 candidatos para cada vaga.

Cotas

A novidade do SiSU neste ano foi a adesão à política de cotas, que reservou 30% das vagas para estudantes oriundos da rede pública de ensino, autodeclarados de baixa renda, ou seja, que comprovam renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo, e os autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. De acordo com a Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, até o ano de 2016 o número de vagas reservadas deverá aumentar gradativamente a cada ano, até atingir 50% do total das vagas disponibilizadas.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]