Saiba qual é a data-limite e como se inscrever nas provas do Enem em 2020!

As inscrições do Enem começam muito em breve e a pergunta que fazemos é: você já está com tudo pronto?

Quando se trata de Enem, o ideal é ter tudo à mão o quanto antes, para evitar problemas e garantir a participação no exame mais importante do ano!

Você já sabe quando começam as inscrições do Enem? E quanto tempo tem para fazer tudo?

Descubra a seguir até que dia vai a inscrição do Enem 2020!

Até que dia vai a inscrição do Enem 2020

As inscrições do Enem 2020 começam mais ou menos na segunda semana de maio, por volta do dia 11.

Normalmente a organização do Enem deixa o prazo em aberto por dez dias, para dar tempo de todos os milhões de participantes se inscreverem.

É provável que a inscrição se estenda até o dia 20 ou 21 de maio.

As datas oficiais só serão conhecidas depois que o Ministério da Educação (MEC) divulgar o edital oficial do Enem, previsto para meados de março.

Quando abrirem as inscrições, quem quiser participar do Enem só precisa acessar o site oficial e seguir as instruções apresentadas na tela.

Basicamente, será preciso informar:

  • Dados pessoais: CPF, data de nascimento, e-mail, telefone, etc.
  • Opção para a prova de língua estrangeira: inglês ou espanhol.
  • Informações da situação econômica da sua família.
  • Escola onde terminou ou está terminando o ensino médio.
  • Cidade onde quer fazer a prova.

Ao final de tudo, o candidato cria uma senha e o sistema gera, automaticamente, um boleto para pagamento da taxa de inscrição.

Aí vem o próximo passo da inscrição – que você conhece a seguir.

A taxa de inscrição do Enem 2020

O boleto gerado automaticamente durante a inscrição do Enem é referente à taxa de inscrição.

Ainda não se sabe o valor exato para a edição de 2020 (deve sair junto com o edital), mas espera-se que seja por volta de R$ 90.

O pagamento é obrigatório a todos os candidatos não isentos (veja mais detalhes no próximo tópico) e deve ser feito o quanto antes.

A inscrição só será efetivada depois que o boleto for pago e processado pela instituição financeira.

Por isso é essencial que, depois que efetuar o pagamento, o candidato acesse o sistema do Enem nos dias seguintes para se certificar de que está tudo em ordem.

Se houver algum problema e as inscrições ainda estiverem correndo, dá tempo de corrigir e participar do Enem.

Caso contrário, o candidato pode ficar sem fazer as provas!

Lembrando que o boleto é pessoal e intransferível e pode ser pago em qualquer agência bancária, casa lotérica ou correios.

O MEC dá uns dias a mais após o encerramento das inscrições para que os candidatos efetuem o pagamento.

Quem pensa em pedir isenção precisa se programar, já que o processo acontece bem antes das inscrições regulares.

Veja a seguir.

Como pedir isenção da inscrição do Enem 2020

A isenção da taxa de inscrição é um benefício que a organização do Enem concede a alguns grupos de candidatos – no geral, os que mais precisam.

Podem fazer a solicitação os alunos da última série do ensino médio que estejam matriculados em escolas da rede pública.

A isenção também está disponível para que tem Número de Inscrição Social (NIS) e renda familiar mensal total de até três salários (ou até meio salário mínimo por pessoa) ou para quem concluiu o ensino médio em escola pública e tem renda familiar de até 1,5 salário por pessoa.

O processo deve ser feito antecipadamente, em período determinado pelo MEC – normalmente 40 dias antes da abertura das inscrições, no início de abril, mais ou menos.

A solicitação é feita no site oficial do Enem. Todos os que quiserem fazer as provas do Enem, mesmo os que ganharam isenção, devem fazer a inscrição regular, em maio.

Inscreva-se no Enem 2020 e garanta vaga na faculdade

Quem se der bem no Enem 2020 praticamente carimba o passaporte para o ensino superior, seja numa instituição pública ou particular.

É que, todo ano, os candidatos que fazem as provas têm várias oportunidades de disputar vagas em todos os cursos.

Em 2021 teremos, por exemplo, quatro grandes programas:

  1. Sisu, para quem está pensando em entrar em universidades públicas e institutos federais de educação. Os candidatos podem tentar vaga em duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre. Para participar basta ter nota acima de zero na redação do Enem 2020.
  2. ProUni, para quem busca uma bolsa de estudo em faculdade privada. Em 2021 o governo deve distribuir mais de 300 mil delas, parciais e integrais, em cursos de todas as áreas. Para entrar na disputa é necessário ter boa nota no Enem 2020 e atender aos critérios de renda e formação escolar. Também tem duas edições anuais.
  3. FIES, para quem quer ter a possibilidade de financiar os estudos de forma facilitada, com apoio do governo federal. Os juros são baixos e o prazo para pagamento da dívida é bem longo. Para facilitar, o candidato ainda pode usar a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010.
  4. Ingresso automático, para quem fez o Enem (qualquer um a partir de 2010) e quer logo entrar numa faculdade, sem ter de passar por vestibular ou qualquer outro processo seletivo. basta apresentar as notas em cada uma das provas e já correr para fazer a matrícula. Vale para cursos presenciais e a distância.

Abaixo, a gente separou algumas boas faculdade onde você pode entrar por meio do ProUni, do FIES e do ingresso direto.

Dê uma olhada:

Veja também:

Conheça o calendário do Enem 2020 e não perca nenhuma data

Está com tudo pronto para se inscrever no Enem 2020? Conte para a gente!