A gente tem uma dica pra você que pode fazer toda a diferença: quem estudar a Cartilha do Enem de cabo a rabo, com bastante atenção, muito provavelmente irá se dar bem em uma das provas mais difíceis do exame.

O documento, que está disponível na internet, traz um “roteiro” com tudo o que a organização espera dos participantes e como o conhecimento será avaliado.

É praticamente um mapa da mina!

Para ajudar você a desvendar o caminho para chegar nesse tesouro, a gente produziu um guia com tudo sobre a Cartilha do Enem: o que é, para que serve, e onde encontrá-la!

Veja a seguir!

O que é a Cartilha do Enem?

A Cartilha do Enem também atende por outro nome: Cartilha do Participante.

Trata-se de um documento que é reformulado a cada ano e fica disponível gratuitamente para download no site oficial do participante Enem – qualquer pessoa pode acessar, não precisa de senha nem estar inscrito no exame.

A cartilha está disponível em formato PDF e em vídeo, na Língua Brasileiras de Sinais (Libras).

Nela há dicas fundamentais para quem quer se dar bem em uma das provas mais complexas do Enem – aquela que tira o sono de muita gente.

Quer saber qual prova é essa? Então confira o próximo tópico, logo a seguir.

Para que serve a Cartilha do Enem?

A Cartilha do Participante do Enem tem o objetivo de tornar mais clara a estrutura pedida na redação do Enem – que, para muita gente, ainda é bastante complexa.

Também traz o que se espera do participante em cada competência exigida, além de valiosos exemplos comentados de redações nota 1.000 para facilitar o entendimento do modelo como um todo.

Como você já deve estar por dentro, a redação do Enem pede que o candidato desenvolva um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, a respeito de um determinado tema (que só será conhecido no dia da prova).

Com base nesse tema, ele terá que elaborar um ponto de vista sustentado em argumentos consistentes, seguindo uma estrutura lógica de pensamento e que respeite as regras formais da língua portuguesa.

Ao final, terá ainda que propor uma solução para a problemática apresentada que, de preferência, respeite a questão dos direitos humanos.

Um dos grandes trunfos da cartilha é trazer, ao final, uma extensa lista de redações nota 1.000 que foram destaque na edição anterior – todas comentadas ponto a ponto por especialistas.

Isso ajuda o candidato a ter uma ideia mais concreta do tipo de texto que ele deve produzir.

É ou não é um verdadeiro tesouro?

Por que é tão importante estudar a Cartilha do Enem com atenção?

É importante redobrar a atenção ao ler essa cartilha por um motivo muito simples: você vai precisar de uma excelente nota na redação para se dar bem nos processos seletivos que usam a pontuação do Enem.

Essa pode ser seu grande trunfo para entrar com tudo na disputa por uma vaga em uma universidade pública pelo Sisu, ganhar uma bolsa de estudos pelo ProUni ou conseguir financiar os estudos a juros baixos pelo FIES.

Quem tirar zero na redação do Enem está completamente impedido de participar de quaisquer desses processos seletivos, mesmo que tenha pontuações excepcionais nas outras provas.

Além disso, a redação é o primeiro critério de desempate caso dois estudantes que disputam a mesma vaga tenham notas idênticas – nesse caso, entra quem tiver a maior pontuação no texto.

A Cartilha do Enem e os critérios de avaliação

Outra informação que a Cartilha do Enem traz e que muito candidato costuma ignorar são as competências exigidas na prova de redação.

Embora, à primeira lida, essas competências pareçam um tanto abstratas, na prática cada uma delas vai valer 200 pontos na sua nota da redação.

Sabia disso?

Quando você entende as competências pelas quais o seu texto será avaliado, pode chegar no dia da prova com uma estrutura muito mais organizada na cabeça.

Conheça os cinco critérios de avaliação da redação do Enem, retirados da Cartilha do Participante:

  • Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
  • Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
  • Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  • Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
  • Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Faculdades que aceitam o Enem

O Enem é aceito como forma de ingresso em milhares de faculdades pelo Brasil.

Entre elas, menos de 150 pertencem à rede pública.

Quando falamos em faculdades particulares, o universo é gigantesco. Por isso é bom já começar a fazer aquela pesquisa de possíveis locais para tentar uma bolsa de estudos, fazer um financiamento estudantil ou conseguir a vaga direto, sem burocracia, só apresentando a nota obtida no Enem.

A gente tem algumas sugestões para você de faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que estão presentes em quase todo o país.

Dê uma olhada:

Veja também:

Entenda como fazer uma redação nota mil para ir bem no Enem

E aí, já consultou a Cartilha do Enem? O que achou? Conte para a gente aqui nos comentários!