Como calcular a renda mensal bruta per capita para programas federais de ensino?

Enem — Escrito por

Além de ter que lidar com a grande concorrência por vagas limitadas nas instituições de ensino superior de qualidade, o estudante brasileiro passa muitas vezes por um dilema financeiro. Com a alta nos preços das universidades particulares, muitos jovens acabam perdendo grandes oportunidades e deixando de ingressar em cursos de graduação, fundamentais para o seu crescimento e realização profissional.

Pensando nisso, o governo federal vem criando nos últimos anos diversas leis e programas de incentivo, a fim de que todos tenham por direito o acesso à educação. Um dos programas de maior sucesso é o SISU – Sistema de Seleção Unificada – que consiste em um sistema informatizado do Ministério da Educação, por meio do qual, instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos e participantes do ENEM, outro programa que contribui para a avaliação do nível de educação do ensino superior.

Para ampliar ainda mais o projeto e auxiliar mais pessoas, existe também o SISUTEC – Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica – para estudantes que desejam realizar cursos técnicos profissionalizantes. Os dois programas são direcionados para estudantes que cursaram ensino fundamental e médio em escolas públicas ou particulares, desde que como bolsista integral. Outros programas, como o Pronatec, o FIES e o Poruni , por exemplo, também integram esta lista.

Em comum a todos eles, além de terem realizado o Enem, é o quesito de renda mensal bruta per capita, levado em consideração no processos seletivo devido ao critério de propiciar maior acesso à educação às pessoas de baixa renda. Este cálculo deve ser realizado de acordo com a Portaria Normativa nº 18/2012. É bem simples! Para que você consiga verificar se pode ou não participar dos programas conforme este requisito, basta seguir alguns passos:

1 – Calcule a soma dos rendimentos brutos recebidos por todos os integrantes da família

Considerando pelo menos os três meses anteriores à data de inscrição ao processo seletivo, o estudante deve reunir dados e valores de todos os rendimentos, sejam eles eventuais ou regulares de todos os integrantes de sua “família” – todas as pessoas que moram em seu domicílio e têm suas despesas atendidas ou contribuem para o rendimento deste.

Neste cálculo, a renda proveniente da locação ou de arrendamento de bens móveis e imóveis também deverá ser incluída. Não entram na soma dos valores os programas de transferência condicionada de renda governo, como Programa Bolsa Família, Pró-Jovem, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, entre outros. Também não devem ser computados qualquer tipo de auxílio emergencial financeiro, indenizações recebidas através de ordem judicial e estorno ou reembolso de seguro ou despesas profissionais.

2 – Calcule a média mensal dos rendimentos brutos recebidos

Com os valores individuais de cada integrante da família somados, é necessário que se faça um cálculo para encontrar a média entre os meses considerados. Para isso, deve-se dividir o valor total pelo número de meses considerados na soma. Por exemplo: Em uma situação hipotética, onde o valor total de rendimentos brutos durante 4 meses é de R$6000,00. A conta deve ser 6000 dividido por 4 (meses). Resultando R$1500,00 .

Importante reforçar que devem ser considerados, no mínimo, os três meses anteriores ao processo seletivo para a realização do cálculo.

3 – Divida a média mensal pelo número de pessoas da família

Para chegar ao valor final, deve-se executar o último passo desse processo. Tão simples quanto o cálculo anterior. Dessa vez, basta dividir o resultado no último cálculo pela quantidade de membros de sua família.

Seguindo o exemplo anterior: considerando uma renda mensal média de R$1500,00 para 3 integrantes na família. O calculo deve ser: 1500 dividido por 3. Resultando R$500,00 per capita.

Agora que você já aprendeu como calcular a renda mensal bruta per capita para avaliar o seu enquadramento nos programas federais, faça já as contas e atente-se aos prazos de inscrição! Não perca a oportunidade de direcionar a sua carreira rumo ao sucesso. Caso ainda tenha dúvidas, aproveite os comentários abaixo!

 

 

Tags: , , , ,

Comente