O FIES é um programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece uma linha de crédito estudantil para quem não tem condições de arcar com todos os custos de uma faculdade particular.

Quem consegue o FIES recebe um empréstimo do Governo Federal a juros baixos e só começa a pagar a dívida depois da formatura, em prestações a perder de vista.

É uma ótima oportunidade para aqueles que não conseguiram vaga em universidades públicas ou bolsas de estudo em instituições privadas.

Mas atenção! O FIES passou por uma reestruturação e agora o número de vagas é limitado. Para conseguir o financiamento é preciso participar de um processo seletivo que usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de classificação.

Se você pretende tentar o FIES usando a nota do Enem 2016, saiba qual a pontuação mínima exigida e como funciona a seleção dos candidatos.

Como usar a nota do Enem 2016 para conseguir o FIES

Uma coisa é certa: quanto maior for sua pontuação na prova do Enem, maiores serão suas chances de conseguir o FIES.

Agora que a quantidade de financiamentos é limitada, não basta cumprir os requisitos mínimos do programa. É preciso ter uma boa nota no Enem para vencer a concorrência!

Quem pode se inscrever no FIES?

Para se inscrever no FIES é obrigatório ter feito a prova do Enem. A boa notícia é que não precisa ser a edição mais recente, são aceitas as notas de qualquer ano a partir de 2010.

Ou seja, caso a regra não mude, com a nota do Enem 2016 será possível se inscrever no FIES em 2017 e também nos anos seguintes.

Independentemente da edição do Enem que você tenha feito, só poderá se candidatar ao FIES se atingir a seguinte pontuação mínima:

  • 450 pontos na média de todas as provas.
  • Nota maior que zero na redação.

Além disso, é obrigatório ter renda familiar bruta mensal de no máximo 2,5 salários mínimos por pessoa.

Quem já obteve o benefício do FIES anteriormente ou tem dívidas com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC) fica de fora da disputa.

Quando acontecem as inscrições para o FIES?

O FIES acontece duas vezes ao ano, sempre no início de cada semestre. Normalmente o período de inscrição é aberto logo após encerrarem os processos seletivos do Sisu e do ProUni.

Como se inscrever no FIES?

As inscrições do FIES são realizadas exclusivamente pela internet. Os interessados devem acessar o site do Sistema de Seleção do FIES, preencher informações pessoais e escolher o curso para o qual desejam o financiamento.

Quem for selecionado nesta etapa deve concluir sua inscrição no site do SisFIES e comparecer a uma agência do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal para assinar o contrato do financiamento.

Que nota devo ter no Enem para passar no FIES?

A pontuação mínima exigida pelo FIES dá direito a concorrer a uma vaga. Mas, para ser selecionado neste processo, muitas vezes é preciso atingir uma nota bem mais alta.

A nota mínima para ser aprovado (ou nota de corte) depende muito da vaga escolhida. Os participantes só disputam o FIES com os candidatos que estão inscritos na mesma vaga (para o mesmo curso, turno, universidade e campus).

Cursos que historicamente são mais concorridos, como Medicina e Engenharia, costumam ter notas de corte bem altas. As universidades mais renomadas normalmente atraem estudantes mais dedicados e isso também pode elevar a nota de corte. Já para os cursos menos procurados é possível conseguir a vaga com uma pontuação bem próxima ao mínimo exigido.

Somente após encerrado o período de inscrição é que se sabe com exatidão qual será a nota de corte em cada caso.

Uma boa dica para saber se você tem chances de ser aprovado é acompanhar a divulgação da nota de corte parcial. Enquanto as inscrições estiverem abertas o sistema do FIES calcula diariamente uma nota de corte parcial com base nos candidatos inscritos até aquele momento.

Quais cursos podem ser financiados pelo FIES?

O FIES abre vaga para os mais variados cursos, desde que a graduação tenha recebido conceitos positivos nas avaliações realizadas pelo MEC. A cada nova edição do programa, a lista de cursos e universidades participantes pode sofrer alterações.

Existem algumas áreas do conhecimento que são prioritárias para o Governo Federal. Isto faz com que cerca de 60% das vagas sejam destinadas a cursos nas áreas da Saúde, Formação de Professores e Engenharia.

Que percentual dos custos pode ser financiado pelo FIES?

O valor a ser financiado pelo FIES depende dos encargos estudantis cobrados pela instituição de ensino e, principalmente, do comprometimento da renda familiar do estudante com esses encargos.

No site do FIES é possível fazer uma simulação dos valores a serem pagos durante todo o período do financiamento.

Universidades que participam do FIES

Conheça algumas universidades credenciadas pelo MEC que costumam participar do FIES:

Veja também:

Saiba tudo sobre o Enem 2016

Para qual curso você vai tentar o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!