Quer descobrir como fazer uma redação para o Enem e garantir uma boa nota? Confira nossas dicas!

Aprender como fazer a redação do Enem é fundamental para quem deseja se sair bem no Exame e entrar em uma faculdade, seja através do Sisu, Prouni, Fies ou ingresso direto em instituições particulares.

Muitos estudantes ficam inseguros, ou mesmo apavorados, ao pensar que terão que escrever um texto cujo tema só será apresentado na hora da prova. Entender como esse texto deve ser construído pode te ajudar a reduzir bastante sua ansiedade!

Neste artigo explicaremos passo a passo como fazer uma redação para o Enem e apresentaremos os principais temas que podem cair na prova em 2018. Acompanhe!

Como fazer uma redação para o Enem

O segredo para entender como fazer a redação do Enem é conhecer bem a estrutura de texto cobrada no Exame.

Conhecendo a estrutura geral, fica muito mais fácil escrever – até mesmo sobre um tema que você não domina tanto.

Sem dúvida, também é importante se manter atualizado sobre questões ligadas à cultura, política e sociedade, pois elas costumam ser aparecer no tema proposto.

Veja a seguir como construir uma redação para o Enem passo a passo.

Redação do Enem passo a passo

Na prova de redação do Enem é pedido que o candidato escreva um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre determinado tema social, político, científico ou cultural, com no máximo 30 linhas.

Daí vem a pergunta: afinal, o que é um texto dissertativo-argumentativo? Basicamente, é aquele no qual você precisa defender uma opinião (tese) sobre o tema apresentado, utilizando argumentos claros e ligando as diferentes partes do texto (coesão e coerência textual).

A redação do Enem também pede que o candidato apresente uma proposta de intervenção social para o tema e que respeite os direitos humanos.

O que isso significa? Que no final da sua redação, você deverá propor medidas que podem ser adotadas para solucionar o problema debatido.

Estrutura básica do texto

O texto dissertativo-argumentativo apresenta a seguinte estrutura básica:

Introdução: apresenta o tema e a tese que será defendida ao longo do texto. Precisa ser bem clara e objetiva.

Desenvolvimento: defesa da tese, através da apresentação de argumentos. Uma dica é desenvolver um argumento por parágrafo, para que o texto fique claro e organizado.

Conclusão: retoma as ideias que foram colocadas na introdução e um resumo dos argumentos apresentados ao longo do texto para confirmar sua tese. E atenção: é aqui que deve estar sua proposta de intervenção social.

Lembre-se de ler atentamente a proposta de redação e os textos de apoio antes de começar a escrever. Utilize a folha de rascunho para fazer uma primeira versão do texto. Na hora de passar para a folha de redação, dê maior atenção à ortografia e gramática.

E não adianta ficar só na teoria, você precisa praticar para se dar bem na hora na prova. Então, pegue propostas de redação de edições anteriores do Enem para treinar e também pratique com os prováveis temas de 2018.

Possíveis temas da redação do Enem

Confira alguns temas que podem cair na redação do Enem 2018 e prepare-se bem para a prova!

  • Fake News (notícias falsas) e os impactos de sua divulgação
  • Demarcação de terras indígenas e a sobrevivência das comunidades
  • A prática de bullyng e ciberbullyng nas escolas do Brasil
  • Obesidade no Brasil e os desafios ao seu combate
  • O aumento de DSTs entre a população jovem no Brasil
  • A automedicação como hábito no Brasil e seus perigos
  • O esporte como ferramenta de inclusão social
  • Doação de órgãos no Brasil e seus desafios
  • A escravidão no mundo contemporâneo e seus efeitos
  • População em situação de rua nas cidades brasileiras
  • O voto obrigatório no sistema eleitoral brasileiro

O que fazer com a nota do Enem

Depois de fazer o Enem e conferir seu resultado, é hora de olhar para o futuro e usar sua nota para entrar no ensino superior.

Existem quatro formas principais de usar sua nota do Enem para entrar na faculdade:

  1. Tentar uma vaga em instituições públicas através do Sisu
  2. Se inscrever no Prouni e tentar uma bolsa integral ou parcial (50%) para estudar em uma universidade privada
  3. Participar do Fies e concorrer a um financiamento das mensalidades em uma instituição particular, para começar a pagar só depois da formatura
  4. Entrar em uma faculdade particular sem fazer vestibular, usando a nota do Enem

Sobre o ingresso direto em faculdades particulares, vale mencionar que você tem a opção de fazer um curso a distância (EAD) ou do tipo tecnológico (curso de tecnólogo), que dura em média dois anos.

A faculdade a distância é uma excelente opção para quem precisa conciliar trabalho e estudos, além de oferecer uma boa redução de custos com transporte e alimentação fora de casa. Sem falar que as mensalidades são mais baratas que as dos cursos presenciais!

Tome o cuidado apenas com a escolha da instituição: verifique se ela é reconhecida pelo MEC, seja para fazer um curso presencial ou a distância. Porque só uma instituição reconhecida pelo órgão federal pode garantir um diploma válido em todo território nacional depois da formatura.

Onde estudar

Pesquisamos para você algumas faculdades reconhecidas pelo MEC e que aceitam a nota do Enem no processo seletivo.

Essas instituições estão presentes em diferentes regiões do Brasil e oferecem uma grande variedade de cursos superiores, presenciais e a distância.

São faculdades que também participam de programas como Prouni e Fies, além de terem seus próprios sistemas de bolsas de estudo, crédito estudantil facilitado e descontos diversos.

Veja também:

Descubra como funciona uma faculdade a distância

Faculdade em 2 anos: diploma em menos tempo

Depois de entender como fazer uma redação para o Enem e saber como usar sua nota para entrar na faculdade, conte para a gente nos comentários: na sua opinião, qual é a prova mais difícil do Enem?