Veja como funciona a lista de espera do ProUni, como participar e quando se inscrever nessa listagem no primeiro e no segundo semestre.

Todos os anos, o Programa Universidade para Todos (ProUni) concede milhares de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos presenciais e EAD de faculdades privadas.

Para você ter uma ideia da quantidade, o ProUni disponibilizou mais de 243 mil vagas somente em 2019. Essas bolsas ajudaram milhares de pessoas de baixa renda a ingressar no ensino superior.

Todo semestre, o Ministério da Educação (MEC) realiza uma edição do ProUni. As bolsas são concedidas em duas chamadas regulares, mas nem todas as vagas são preenchidas nessas convocações.

Quando isso acontece, as universidades consultam a lista de espera. As instituições de ensino chamam os alunos incluídos nesse documento para ocupar a vaga recebendo uma bolsa integral ou parcial.

Veja como funciona a lista de espera do ProUni, como participar e quando se inscrever nessa listagem no primeiro e no segundo semestre.

Como funciona a lista de espera do ProUni

Para entender melhor a lista de espera, é importante conhecer as 7 etapas do ProUni:

  1. Período de inscrições;
  2. Resultado da 1a chamada;
  3. Comprovação de informações da 1a chamada;
  4. Resultado da 2a chamada;
  5. Comprovação de informações da 2a chamada;
  6. Prazo para participar da lista de espera;
  7. Divulgação da lista de espera.

Como você pode ver, o ProUni realiza duas convocações de inscritos pré-selecionados. Esses participantes devem apresentar uma série de documentos para comprovar que estão aptos a receber a bolsa de estudo.

Mesmo com duas chamadas por semestre, nem todas as vagas são preenchidas. Isso mesmo: podem sobrar bolsas de estudo do ProUni. Isso acontece por diversas razões:

  • Inscritos pré-selecionados desistem da bolsa; 
  • Inscritos perdem o prazo de apresentação dos documentos; 
  • Inscritos são desclassificados por ausência de documento comprobatório do grupo familiar;
  • Inscritos são desclassificados por excederem o limite de renda mensal bruta familiar.

Para que todas as bolsas sejam concedidas e mais pessoas ingressem no ensino superior, o MEC compila e disponibiliza uma lista de espera com os inscritos não pré-selecionados em nenhuma das chamadas regulares. 

As universidades privadas usam esse documento para conceder todas as bolsas restantes. 

Quando acontecem as etapas da lista de espera

No ProUni do 1o semestre, as fases de inscrição na listagem e divulgação do resultado ocorrem em fevereiro e em março.

Já na edição do 2o semestre, essas etapas ocorrem em julho.

Como participar da lista de espera do ProUni

A entrada na lista não é automática. Para ser incluído na listagem da 1a ou da 2a opção de curso, você deve atender aos critérios de inscrição e manifestar interesse no site do ProUni.

Estes são os requisitos para entrar na lista de espera da 1a opção de curso:

  • Candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares;
  • Candidato pré-selecionado na 2a opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Estas são as exigências para a lista de espera da 2a opção de curso:

  • Candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não ter ocorrido formação de turma na 1a opção de curso OU por não haver bolsas disponíveis na 1a opção de curso;
  • Candidato pré-selecionado na 1a opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Você pode participar de uma dessas listagens? Então, deve acessar o site do ProUni (prouniportal.mec.gov.br) durante o período de inscrição na lista de espera. 

Uma vez dentro do sistema, basta clicar no botão de participação da listagem. Uma tela de confirmação deve ser exibida após sua inscrição. 

Agora, é só esperar o MEC divulgar o resultado da lista de espera.

Sendo pré-selecionado na listagem, fique de olho no site do ProUni para acompanhar a convocação dos inscritos e não perder o prazo de apresentação dos documentos na faculdade privada.

Onde estudar com bolsa de estudo de até 100% sem o ProUni

Não foi aprovado nem na lista de espera? Fique tranquilo! Existem alternativas para conseguir uma bolsa de estudo sem o ProUni.

Muitas faculdades privadas criaram programas de concessão de bolsa parcial e integral.

Existe bolsa por nota do Enem, bolsa maturidade, bolsa por mérito acadêmico, bolsa EAD, bolsa segunda graduação e muito mais.

Os programas variam de faculdade para faculdade, mas compartilham uma semelhança: facilidade para conseguir o desconto de até 100%, que é válido até a formatura.

Interessado? Veja algumas faculdades reconhecidas pelo MEC que concedem bolsa de estudo segundo a nota do Enem e ajudam o estudante a entrar no mercado de trabalho rapidamente:

Veja também:

7 dicas rápidas para ganhar bolsa de estudo para graduação

Agora que você já sabe como funciona a lista de espera do ProUni, compartilhe sua escolha: qual curso pretende fazer na faculdade? Deixe seu comentário!