Descubra como funciona a segunda chamada do Sisu

Sisu — Escrito por

A educação no Brasil está sendo cada vem mais democratizada e, um dos grandes responsáveis pelo acesso de jovens e adultos ao Ensino Superior no país certamente é o Sisu – Sistema de Seleção Unificada.

O Sisu é um sistema informatizado do MEC, pelo qual universidades públicas oferecem inúmeras vagas a candidatos que fizeram o Enem. Vale destacar que os candidatos que não são selecionados na primeira chamada ainda tem uma segunda chance. Confira como funciona!

Como se inscrever no Sisu

Para se inscrever no Sisu é preciso ter conquistado nota superior a zero na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente, além de informar a senha e número de inscrição utilizados na última edição do Enem.

Por dentro do Sisu

Para participar do Sisu não é necessário pagar nenhuma taxa de inscrição. Além disso, para cumprir a lei de cotas, as universidades federais reservam vagas para candidatos que cursaram o nível médio na rede pública de ensino. Alguns cursos estabelecem uma nota mínima no Enem ou atribuem pesos diferentes às disciplinas, como critério de escolha dos candidatos.

Concluída a fase de inscrições, o sistema seleciona de forma automática os candidatos com melhores classificações em cada curso, segundo as notas obtidas no Enem.

Como é o processo de segunda chamada do Sisu

O Sisu não tem segunda chamada, mas sim uma lista de espera.

Depois do período exclusivo de matrícula para aprovados na primeira chamada, o MEC abre a possibilidade de entrar na lista de espera e disputar as vagas que não foram preenchidas na chamada regular.

É importante ressaltar que os classificados devem procurar diretamente as universidades para consultar os documentos necessários e  os horários de matrícula.

O processo de convocação dos candidatos em lista de espera pode se estender por cerca de dois meses.

Quem pode participar da lista de espera do Sisu

Pode entrar na lista de espera quem participou daquela edição do Sisu e não foi selecionado em nenhuma das opções na chamada regular e quem foi selecionado na segunda opção, independentemente de ter efetuado a matrícula.

Ao entrar na lista de espera o candidato só concorre a uma vaga em sua primeira opção de curso.

As regras podem mudar a cada edição do Sisu.

E se eu não for aprovado na lista de espera?

O Sisu é um meio importante de ingresso no ensino superior, mas há várias outras opções, inclusive para quem está com o orçamento apertado.

Logo após sair o resultado do Sisu, abrem as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni), que distribui bolsas de estudos em faculdades privadas. Para concorrer a uma bolsa do ProUni é preciso se encaixar nos requisitos de desempenho no Enem mais recente, renda familiar e escolaridade.

Alguns dias após o resultado do ProUni, o governo federal abre as inscrições do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa que ajuda a pagar a mensalidade da faculdade particular a juros baixos e prazo longo para quitar a dívida. O FIES também exige que o candidato cumpra requisitos de renda familiar e desempenho no Enem para concorrer ao benefício.

Fora dos programas nacionais, é possível encontrar bolsas, descontos e formas de ingresso sem burocracia em inúmeras faculdades.

Selecionamos algumas das melhores para você:

Veja também:

Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu?

Vai participar da lista de espera do Sisu? Conte para a gente aqui nos comentários!

Tags: , , , , ,

Comente