Quem não gostaria de contar com mais de uma chance de entrar na universidade pública?

O Sisu, por mais concorrido que seja, oferece aos participantes duas oportunidades de conseguir a tão sonhada vaga.

A chance, no entanto, não vem de bandeja. É preciso estar bem ligado e pronto para agir na hora certa.

A seguir, saiba como se inscrever na lista de espera do Sisu e assegure sua vaga numa instituição pública de ensino!

Como se inscrever no Sisu

A primeira edição do Sisu começa logo após a divulgação oficial dos resultados do Enem, em janeiro.

A segunda acontece em junho, para quem vai ingressar no segundo semestre.

Podem se inscrever no programa todos os candidatos que fizeram o Enem mais recente e tiraram nota acima de zero na redação. O processo é feito inteiramente pelo site oficial do Sisu.

A seleção dura menos de uma semana e, nesse período, os interessados podem marcar até duas opções de curso em universidades e institutos federais de educação por todo o país.

Leva a vaga quem apresenta a maior nota no Enem – não é à toa que o programa está cada vez mais concorrido.

Os resultados saem alguns dias depois do encerramento da seleção, em chamada única.

Os participantes ficam sabendo se conseguiram ou não a vaga desejada pelo site do Sisu, individualmente (não tem um listão com os nomes dos aprovados).

Quem passa precisa atender ao prazo de entrega da documentação necessária para a matrícula. Quem se perder no cronograma, nos documentos ou desistir do curso, perde também a vaga.

Quando isso acontece, as vagas passam a ser distribuídas por meio da lista de espera. Veja abaixo como se inscrever e como checar os resultados!

Como se inscrever na lista de espera do Sisu

No dia seguinte ao resultado do Sisu, os candidatos já podem começar a se inscrever na lista de espera.

Para isso, basta entrar no site oficial do Sisu e marcar a opção correspondente no sistema.

Só tem um porém: quem tiver passado na primeira ou na segunda opção de curso está impedido de participar.

A lista aproveita as vagas que sobram da chamada principal e é uma boa alternativa para quem não consegue entrar na primeira tentativa.

Esse processo pode ser estender por quase três semanas direto, por isso é recomendável acompanhar tudo de perto.

Como ver o resultado da lista de espera do Sisu

O resultado da lista de espera do Sisu é bastante diferente do processo seletivo regular.

Isso porque o Ministério da Educação (MEC) deixa a convocação a cargo das universidades – não é feita via sistema, como na primeira chamada.

Portanto, o candidato deve fazer uma verificação constante junto à universidade para onde se inscreveu. Caso consiga a vaga, ele terá um prazo relativamente curto para levar a documentação e fazer a matrícula. Se perder o prazo, a vaga segue para o próximo candidato na lista.

Essa verificação pode ser feita por meio de contato direto com a secretaria responsável, acompanhando a divulgação no site oficial das universidades ou pelas listas afixadas em locais de grande circulação.

Esse detalhe é importantíssimo, já que a universidade não irá correr atrás dos candidatos convocados. Por isso, redobre a atenção.

E quem não passar no Sisu? O que fazer?

Se você não conseguir passar no Sisu do início do ano, ainda terá uma segunda edição à sua espera no próximo semestre.

Mas se você tem pressa de entrar na faculdade, poderá participar de outros processos seletivos que usam a nota do Enem.

Logo após o Sisu começa o ProUni, ideal para quem busca uma bolsa de estudos em faculdade privada. O programa é destinado alunos com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e que fizeram todo o ensino médio em escolas da rede pública. Para participar é preciso ter feito o Enem mais recente e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, com nota acima de zero na redação. A seleção segue um modelo muito similar ao do Sisu e também tem lista de espera.

Depois do ProUni, o MEC abre a seleção do FIES, o crédito estudantil para quem quer fazer uma faculdade particular e só começar a pagar os valores referentes às mensalidades depois da formatura, com juros bem baixos e prazo longo.

O programa é voltado a quem tem renda familiar mensal bruta de até cinco salários mínimos por pessoa e fez qualquer Enem a partir de 2010 – desde que tenha a mesma pontuação exigida pelo ProUni. São duas edições por ano, sempre no início do semestre seletivos.

Mesmo antes do ProUni, Sisu ou FIES começarem, o ingresso direto já está valendo. Esse sistema permite entrar automaticamente em centenas de faculdades particulares por todo o Brasil sem fazer vestibular, só com a nota do Enem.

Faculdades que aceitam a nota do Enem

O Sisu é adotado por mais de 140 universidades em todo o país. Já os demais programas (ProUni, FIES, ingresso direto) estão presentes em milhares de faculdades, com muito mais vagas para quem quer entrar de vez no ensino superior.

Conheça a seguir algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC onde você consegue entrar usando sua nota do Enem:

Veja também:

Veja tudo sobre como e onde ver a lista de aprovados do Sisu

Entendeu como funciona lista de espera do Sisu? Conte para gente nos comentários!