Cerca de 7 milhões de estudantes fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015. Inicialmente, este exame foi criado com o objetivo de avaliar a qualidade do ensino médio no País. Hoje, é a principal porta de entrada para o ensino superior!

Quem faz o Enem pode conseguir uma vaga em universidades públicas e privadas sem precisar fazer vestibular. Mesmo para os cursos mais concorridos, como Medicina, Direito e Engenharias, é possível entrar usando apenas a nota do Exame.

Além de conseguir uma vaga na faculdade, a nota do Enem possibilita ainda que o aluno obtenha o certificado de conclusão do ensino médio, consiga uma vaga em curso técnico, uma bolsa em faculdades privadas ou financiar seus estudos.

Se você fez a prova do Enem em 2015, conheça as diversas maneiras de utilizar sua nota!

Maneiras de utilizar a nota do Enem 2015

1. Entrar em uma universidade pública pelo Sisu 2016

Através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é possível concorrer a uma vaga em universidades públicas de todas as regiões brasileiras. O Sisu é um processo seletivo totalmente informatizado e somente quem fez o Enem em 2015 pode concorrer às vagas ofertadas em 2016.

O Sisu acontece duas vezes ao ano. A primeira edição de 2016 tem inscrições abertas de 11 a 14 de janeiro e a segunda ocorrerá em junho.

As inscrições do Sisu são realizadas pela internet de forma gratuita. O candidato deve usar o mesmo número de inscrição e senha do Enem 2015. Ao acessar o site do Sisu, é possível visualizar todas as vagas disponíveis e escolher qual curso fazer, em qual universidade, período e modalidade de concorrência – se pretende disputar vaga em alguma política afirmativa (cota) ou como ampla concorrência.

As vagas são preenchidas pelos candidatos que obtiveram as maiores notas no Enem.

2. Conseguir uma vaga em curso técnico através do Sisutec 2016

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é muito parecido com o Sisu. A diferença é que o Sisutec seleciona candidatos para cursos técnicos gratuitos.

Para participar do Sisutec 2016 é preciso ter feito o Enem em 2015. Este processo seletivo é gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) e seleciona os alunos que obtiveram as melhores notas no Enem.

3. Complementar a nota do vestibular

Algumas universidades aceitam a nota do Enem como complemento do vestibular. Com isto, os candidatos têm a chance de melhorar seu desempenho e ganhar um pouco de vantagem na acirrada disputa por uma vaga na universidade.

Cada instituição de ensino define as regras para a utilização da nota do Enem em seus vestibulares. Portanto, para verificar qual o peso atribuído à nota do Enem e como é feito o cálculo da nota final, consulte o edital do vestibular da faculdade em que você deseja estudar.

4. Conseguir uma bolsa de estudos pelo ProUni 2016

Se você pretende fazer uma faculdade particular mas não tem condições de arcar com os custos das mensalidades, é possível conseguir uma bolsa de estudos através do Programa Universidade para Todos (ProUni).

O ProUni abre inscrições duas vezes ao ano (no início de cada semestre) e concede bolsas de estudos integrais (que cobrem 100% dos custos com mensalidades) e parciais (que cobrem 50% dos custos) a estudantes de baixa renda.

Os candidatos são selecionados a partir da nota que obtiveram no Enem do ano anterior. Ou seja, para participar do ProUni em 2016 o candidato precisa ter feito a prova do Enem em 2015. Além disso, ele precisa ter atingido um mínimo de 450 pontos na média das provas e nota superior a zero na redação.

5. Conseguir um financiamento estudantil pelo FIES

O Governo Federal criou o Programa de Financiamento Estudantil (FIES), que permite a estudantes de baixa renda financiar um curso superior em uma faculdade particular a juros baixos.

Para conseguir um financiamento é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter participado de alguma edição do Enem a partir de 2010 e ter obtido nota mínima de 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.
  • Ter renda familiar mensal bruta de até dois salários mínimos e meio por pessoa.

6. Ingressar automaticamente em universidades particulares

Em algumas universidades particulares é possível conseguir uma vaga apenas apresentando a nota do Enem, sem precisar fazer vestibular. Se você atingir a pontuação mínima exigida para o curso desejado é só fazer a matrícula.

Cada universidade define qual pontuação mínima será exigida por curso. Em alguns casos são atribuídos pesos diferentes para as quatro áreas de conhecimento cobradas no Enem (Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza); em outros, a única exigência é não ter zerado na redação.

Para saber quais as regras de utilização da nota do Enem, consulte o edital do processo seletivo da faculdade que pretende estudar.

Conheça algumas universidades reconhecidas pelo MEC que permitem ingresso pela nota do Enem:

7. Obter o certificado de conclusão do Ensino Médio

Quem tem mais de 18 anos pode conseguir o certificado de conclusão do ensino médio através do Enem. Para isto, o candidato precisa indicar no momento da inscrição do Enem que pretende utilizar o resultado da prova para este fim.

O certificado só será emitido a quem obter uma pontuação mínima de 450 pontos em cada uma das áreas do conhecimento do Enem e pelo menos 500 pontos na redação.

Veja também:

Como usar a nota do Enem para entrar em uma universidade pública

Você fez o Enem em 2015? O que vai fazer com a sua nota? Conte para a gente aqui nos comentários!