O governo paulista anunciou nesta última quinta-feira (20) que o Programa de Inclusão com Mérito no Ensino Superior Público (Pimesp) será iniciado a partir de 2014. A proposta será feita de forma gradual em três anos e começará com 35% em 2014, 43% em 2015 até chegar a 50% em 2016.

O programa será implementado nas seguintes instituições Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade de Campinas (Unicamp), Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) e também nas faculdade de Medicina de Marília e de Rio Preto.

Serão duas mil vagas no Instituto Comunitário de Ensino Superior (Ices) para estudantes das escolas públicas. A seleção dos alunos será feita por meio do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Os cursos no Ices garantem a entrada na Faculdade de Tecnologia do Estado (FATEC) e nas universidades e faculdades estaduais aos alunos que obtiverem aproveitamento de 70% ai final do primeiro ano de curso. Os candidatos que obtiverem as melhores notas no instituto terá prioridade na escolha dos cursos de graduação oferecidos nas universidades.

O governo paulista também criará um Fundo Especial para Apoio à Inclusão Social, será uma forma  de garantir a permanência dos alunos nas universidades. De acordo com o governador do estado, Geraldo Alckmin, a bolsa concedida será no valor de R$311,00 (meio salário mínimo)  e será concedida aos estudantes que tiverem uma renda familiar inferior a 1,5 salário mínimo. Esta bolsa irá custear gastos como transporte e alimentação. Os estudantes que receberem a bolsa serão avaliados mensalmente em relação à participação nas atividades escolares.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]