Descubra como funcionam as cotas do Sisu 2019

Sisu — Escrito por

Cotas do Sisu 2019: quais são? Como funcionam? Quem tem direito? Veja aqui as respostas e opções para quem não conseguir passar no Sisu!

As cotas do Sisu 2019 despertam várias dúvidas entre os candidatos. E o melhor é ter as respostas antes de fazer a inscrição, você concorda?

Para facilitar sua vida, preparamos este artigo com tudo que você precisa saber antes de optar ou não pelas cotas na hora de se inscrever no Sisu 2019. Confira!

Quais são as cotas do Sisu 2019 e como funcionam

Ao se inscrever no Sisu 2019, o candidato terá que informar se deseja concorrer a:

  • Vagas de ampla concorrência
  • Vagas reservadas de acordo com a Lei de Cotas
  • Vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições

A opção escolhida pode ser alterada somente durante o período de inscrições do Sisu 2019.

E o que significa cada um desses tipos de vaga?

As vagas de ampla concorrência são aquelas em que qualquer candidato pode se inscrever, sem precisar atender aos requisitos da Lei de Cotas ou políticas afirmativas da instituições.

De acordo com a Lei de Cotas, 50% das vagas oferecidas através do Sisu são reservadas a estudantes que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas. Desse total, metade é reservada a estudantes com renda familiar mensal bruta de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Além disso, a lei estabelece percentuais de vagas que devem ser destinadas a pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência. Tudo dentro daqueles 50% reservados a estudantes egressos do ensino médio público.

O percentual destinado a pretos, pardos indígenas e pessoas com deficiência varia conforme o estado onde a instituição de ensino escolhida se localiza. Trata-se de um percentual estabelecido de acordo com o último censo do IBGE.

Vagas destinadas às demais políticas alternativas das instituições

Se você optar por essa modalidade de concorrência, receberá uma pontuação extra (bônus) na nota do Enem, caso se enquadre nos critérios estabelecidos pela instituição que oferece a vaga. Com a nova nota, você concorrerá na modalidade ampla concorrência.

Vale mencionar que, para a maioria das vagas do Sisu, o candidato terá que escolher somente entre as vagas de ampla concorrência ou reservadas à Lei de Cotas.

Como funciona

Os candidatos de cada modalidade de concorrência disputam apenas entre si, de acordo com a nota do Enem.

Assim, candidatos que optaram pelas cotas concorrem somente com aqueles que fizeram todo o ensino médio na rede pública.

Quem pode concorrer pelas cotas

Todo estudante que fez o ensino médio completo em escola pública pode concorrer às vagas reservadas à Lei de Cotas.

Atendendo a esse critério geral, o candidato também pode concorrer aos percentuais reservados a pretos, pardos, indígenas, pessoas com deficiência e membros de famílias de baixa renda (renda bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa).

É mais fácil conseguir uma vaga pelas cotas?

Nem sempre. Por isso, o candidato precisa acompanhar as notas de corte durante o período de inscrições do Sisu e ver se vale mais a pena optar pelas vagas de ampla concorrência ou reservadas.

Isso porque, nos últimos anos, há casos em que as notas de corte das vagas reservadas às cotas são mais altas que as de ampla concorrência.

Cronograma do Sisu 2019

O MEC já divulgou o calendário oficial do Sisu 2019, fique de olho nas datas:

  • Período de inscrições: de 22 a 25 de janeiro de 2019
  • Resultado (chamada regular): 28 de janeiro
  • Prazo para se inscrever na lista de espera: de 28 de janeiro a 04 de fevereiro
  • Matrícula dos aprovados na chamada regular: de 30 de janeiro a 04 de fevereiro
  • Convocação dos candidatos da lista de espera: a partir de 07 de fevereiro

Opções para quem não passar no Sisu

Optando ou não pelas cotas, muitos candidatos não conseguem uma vaga na faculdade pública pelo Sisu.

A boa notícia é que existem ótimas alternativas para fazer uma faculdade particular de graça ou com mensalidades bem reduzidas. E existe ainda a opção de financiar o curso para começar a pagar só depois da formatura!

ProUni

Quem não conseguir uma vaga na rede pública pelo Sisu pode se inscrever no ProUni e tentar uma bolsa integral ou parcial (50%) em faculdades particulares. É interessante mencionar que o ProUni também vale para cursos a distância (EAD).

Várias instituições particulares bem conceituadas participam do programa, como a Faculdade das Américas (FAM) (em São Paulo), Centro Educacional Anhanguera, Universidade Cruzeiro do Sul e Faculdade Pitágoras (em Minas Gerais).

As inscrições para o ProUni 2019 estarão abertas de 29 de janeiro a 1º de fevereiro de 2019, no site do programa.

Para se inscrever no ProUni é preciso ter obtido pontuação média igual ou maior que 450 no Enem 2018 e nota acima de zero na redação.

É necessário ainda atender aos critérios de concessão das bolsas, que incluem limites de renda familiar.

FIES

O FIES é outro programa do governo federal que oferece financiamentos de cursos superiores presenciais em instituições privadas.

Através do FIES, é possível financiar as mensalidades da graduação a juros baixos, começando a pagar a dívida só depois da formatura.

Para se inscrever no programa, é preciso ter feito o Enem a partir da edição de 2010, com pontuação média igual ou acima de 450 e sem ter zerado na redação.

O MEC ainda não divulgou o calendário do FIES 2019, mas as inscrições costumam abrir logo após a divulgação dos resultados do ProUni.

Ingresso direto com a nota do Enem

A solução mais rápida para quem não conseguiu uma vaga pelo Sisu é entrar em uma faculdade particular com a nota do Enem, sem ter que fazer vestibular.

Desse jeito, o candidato pode começar seus estudos mais rápido e sem enfrentar a burocracia que existe em programas como ProUni e FIES.

Para solicitar o ingresso direto, basta entrar em contato com a instituição de ensino e informar que vai usar a nota do Enem no processo seletivo.

Em muitos casos, a faculdade ainda oferece descontos de acordo com a pontuação obtida no exame.

Bolsas de estudo

Boa parte das faculdades privadas conta com programas próprios de bolsas de estudo. Em alguns casos, é possível ganhar uma bolsa de 100% e estudar de graça!

Um bom exemplo é a UNIFRAN, que oferece bolsa integral aos estudantes que acertam a partir de 75% das questões na prova de seu vestibular tradicional (bolsa por mérito acadêmico).

Existem ainda bolsas oferecidas através de convênios com associações e empresas, entre outras modalidades.

Onde estudar

Segue abaixo uma lista de faculdades particulares reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem acesso direto através da nota do Enem, bolsas de estudo e descontos variados.

Estas instituições também costumam participar do ProUni e do FIES. Clique nos links para se informar sobre o curso desejado e ver quanto você consegue de desconto:

Veja também:

Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Faculdade em dois anos a distância

Depois de entender como funcionam as cotas do Sisu 2019 e conhecer alternativas para entrar na faculdade, chegou a hora de dividir sua opinião com a gente: você vai se inscrever pelas cotas do Sisu? Acha a distribuição de vagas justa? Deixe um comentário!

Comente