Descubra quais são os cursos menos concorridos no Sisu

Sisu — Escrito por

A gente sabe que o Sisu, o processo seletivo do Governo Federal que distribui vagas em universidades públicas, tem a concorrência lá nas alturas. Mas isso não é motivo para desanimar.

Com um pouco de pesquisa e atenção, dá para conseguir vaga em uma instituição de tradição e fazer todo o ensino superior sem pagar nada.

Um dos segredos para se dar bem é justamente identificar quais são os cursos menos concorridos – sim, por incrível que pareça eles existem e não são poucos!

Quer saber quais são? A gente revela a seguir e ainda traz um bônus: algumas ótimas faculdades onde você pode entrar com ainda mais facilidade!

Como identificar os cursos menos concorridos no Sisu

Antes de conhecer quais são os cursos menos concorridos do Sisu, é importante entender a lógica por trás desse processo seletivo. Aqui tudo é um pouco diferente do modelo utilizado em vestibulares tradicionais.

Primeiro de tudo, o Sisu não tem um número fixo de candidatos por vaga, o que torna mais difícil fazer uma listagem dos mais e dos menos concorridos.

Nesse sistema, é possível escolher qualquer curso disponível e mudar de opção sempre que quiser (enquanto durarem as inscrições) – e isso torna o processo mais imprevisível a cada edição.

O que dá para chamar aqui de “menos concorridos” são aqueles cursos que têm uma nota de corte mais baixa.

A nota de corte você já deve saber: é a pontuação mínima obtida no Enem para conseguir determinada vaga.

Como base nisso, a gente pode dizer que existem, sim, cursos que são mais fáceis de entrar pelo Sisu.

Mas é importante saber que, além da nota de corte, a concorrência pode variar de acordo com outros fatores, tipo:

  • A universidade onde o curso é oferecido
  • A cidade onde a universidade está localizada
  • O número geral de vagas disponíveis
  • O número de vagas destinado a políticas afirmativas (ou cotas)
  • O nível de desempenho dos concorrentes no Enem
  • A popularidade do curso

De todos esses fatores, dois são mais importantes:

  • A popularidade do curso – que está relacionada diretamente à procura.
  • A quantidade de vagas disponíveis– que faz com que, muitas vezes, cursos com um número grande de vagas, como Direito e Administração, possam vez ou outra aparecer entre alguns dos mais fáceis de entrar do Sisu.

Vamos conhecer quais cursos são esses!

Os cursos menos concorridos do Sisu

No geral, podemos dizer que os cursos menos concorridos do Sisu são principalmente os de licenciatura e os superiores de tecnologia (estes últimos se encontram mais facilmente nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia).

Confira uma lista que a gente elaborou com as graduações com nota de corte abaixo da média nas últimas edições do Sisu:

  • Administração Hospitalar
  • Agronegócio
  • Agronomia
  • Alimentos
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Artes Visuais
  • Biblioteconomia
  • Ciência e Tecnologia
  • Ciências Biológicas
  • Ciências da Natureza
  • Ciências Exatas
  • Educação Física
  • Empreendedorismo
  • Engenharia de Aquicultura
  • Filosofia
  • Física
  • Geografia
  • Gestão Ambiental
  • Gestão Hospitalar
  • História
  • Hotelaria
  • Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia
  • Laticínios
  • Letras
  • Matemática
  • Meteorologia
  • Pedagogia
  • Química
  • Redes de Computadores
  • Saneamento Ambiental
  • Sistemas de Informação
  • Sistemas Elétricos
  • Sociologia
  • Tradução e Interpretação em Libras/ Português
  • Turismo
  • Zootecnia

Notas necessárias para entrar nos cursos menos concorridos do Sisu

Para participar do Sisu é necessário ter feito a edição mais recente do Enem e não ter tirado zero na redação. Isso quer dizer que, com qualquer pontuação, você já pode se inscrever no processo seletivo.

Conseguir vaga na maioria dos cursos, no entanto, demanda uma boa pontuação. A média que garante entrada em boa parte das graduações é de 680 pontos.

Os cursos menos concorridos pedem notas mais tranquilas, abaixo da média geral.

Para isso é necessário ter pelo menos 550 pontos. Menos do que isso já fica bem difícil passar.

E para se dar bem é necessário muita procura e muita atenção. Durante o processo seletivo, verifique e acompanhe as notas de corte dos cursos oferecidos pelas faculdades em que você gostaria de estudar. Faça isso todos os dias enquanto durar a seleção, já que as notas podem mudar a qualquer momento!

Quer entrar na faculdade sem dor de cabeça? Saiba como!

O jeito mais fácil de entrar no ensino superior sem ter que passar pelo perrengue de um processo seletivo pesado como o do Sisu é optando pelo ingresso direto.

Esse sistema, adotado por faculdades particulares de todo país, permite que o candidato que fez o Enem consiga vaga quase que instantaneamente, sem ter que fazer vestibular.

Funciona assim: basta acessar o site da faculdade do seu interesse, procurar o curso que você quer fazer e ver se há opção de participar com a nota do Enem.

Se sim, é só informar as notas obtidas em cada uma das provas do Enem (Linguagens e Códigos, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Redação) e torcer. Se a sua pontuação for suficiente, já garante, na hora, o direito à matrícula.

Depois, basta ir à faculdade com a documentação solicitada em mãos, fazer todo o processo e esperar o início das aulas.

Geralmente são aceitas as notas de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

O bom é que, aqui, até aqueles cursos mais disputados nas universidades públicas são mais fáceis de entrar.

Quer conhecer algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC para começar seus estudos o quanto antes? A gente tem algumas sugestões. Em todas elas é possível encontrar bolsas de estudos, financiamento facilitado, convênios e descontos nas mensalidades. Confira:

Veja também:

Descubra se você pode usar as notas antigas do Enem

O curso que você procura está entre os menos concorridos do Sisu? Conte para a gente nos comentários!

Comente