Descubra quais cursos são oferecidos no Sisu 2018

Sisu — Escrito por

O Sisu é o maior processo seletivo do Brasil, com mais de 200 mil vagas em universidades públicas todos os anos. É de se esperar, portanto, que a oferta de cursos siga pelo mesmo caminho.

Para os mais indecisos, pode ser até difícil fazer as duas escolhas, afinal tem opção para todos os gostos: desde cursos mais populares, como Medicina, Direito e Engenharia, até aqueles mais específicos, como Aquicultura, Engenharia de Petróleo e Gás ou Terapia Ocupacional.

Se você está pensando em tentar o Sisu, a gente preparou um listão com alguns dos principais cursos que você vai encontrar por lá nas duas edições de 2018.

Vamos também apresentar algumas alternativas para quem quer entrar na faculdade ainda este ano!

Cursos que são oferecidos pelo Sisu 2018

Prepare-se porque a lista de cursos disponíveis no Sisu 2018 é longa. Eles se espalham por 130 instituições públicas de ensino em todo o território nacional e estão divididos basicamente em três graus de formação:

  • Bacharelados: Com duração média de quatro anos, formam profissionais com um campo de atuação abrangente na área escolhida.
  • Licenciaturas: Formam professores para o ensino fundamental e médio das redes pública e particular. A duração varia de três a quatro anos.
  • Tecnológicos: São cursos mais rápidos, voltados às demandas do mercado de trabalho e que formam profissionais com um campo de atuação mais específico. A duração varia de dois a três anos, em média.

A lista abaixo traz apenas uma ideia do que você vai encontrar no processo seletivo – mas saiba que a relação é muito, muito maior!

Veja alguns:

  • Administração
  • Antropologia
  • Aquicultura
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Artes Cênicas
  • Biblioteconomia
  • Biomedicina
  • Biotecnologia
  • Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • Ciências Biológicas
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Ciências Sociais
  • Cinema
  • Comunicação Social
  • Cosmetologia e Estética
  • Dança
  • Desenho Industrial
  • Design
  • Direito
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Engenharia Civil
  • Engenharia de Alimentos
  • Engenharia de Automação Industrial
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia de Petróleo e Gás
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Naval
  • Enologia
  • Estatística
  • Eventos
  • Farmácia
  • Filosofia
  • Física
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Gastronomia
  • Geografia
  • Geologia
  • Gestão da Qualidade
  • História
  • Jornalismo
  • Lazer e Turismo
  • Letras
  • Linguística
  • Logística
  • Marketing
  • Medicina
  • Medicina Veterinária
  • Meteorologia
  • Moda
  • Música
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Pedagogia
  • Produção Multimídia
  • Psicologia
  • Publicidade e Propaganda
  • Química
  • Rádio e TV
  • Radiologia
  • Relações Internacionais
  • Segurança Pública
  • Sistemas de Informação
  • Teatro
  • Terapia Ocupacional
  • Turismo
  • Zootecnia

Para se inscrever na disputa por uma vaga nesses cursos pelo Sisu em 2018 é preciso ter feito o Enem 2017 e não ter zerado na redação. Dependendo do curso, a concorrência pode ser feroz.

O processo seletivo por uma vaga do Sisu abre duas vezes ao ano. A primeira edição de 2018 aconteceu entre os dias 23 e 26 de janeiro, e a lista de aprovados saiu no dia 29 do mesmo mês.

Uma nova chance deve abrir no início do segundo semestre, entre junho e julho. A data exata deve ser divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) algumas semanas antes da seleção. Fique ligado.

Quem perder a edição do segundo semestre só vai poder concorrer novamente no Sisu em 2019 (se fizer o Enem 2018 e não zerar na redação).

Tem curso a distância no Sisu 2018?

No Sisu você só vai encontrar cursos presenciais. Quem quiser estudar a distância em uma universidade pública terá que pesquisar, junto à instituição desejada, quais são as opções disponíveis e os critérios de seleção – que podem variar bastante de uma para a outra.

O único processo seletivo do governo federal que oferece vaga em cursos a distância é o ProUni – sobre o qual vamos falar a seguir.

Outras formas de entrar na faculdade além do Sisu 2018

O Sisu é super disputado e é fato que nem todo mundo que se inscreve vai conseguir vaga.

Se isso acontecer com você, não desanime. Está cheio de processos seletivos por aí, e muitos deles inclusive usam a nota do Enem como critério para escolher novos alunos.

Veja o que fazer se não rolar vaga pelo Sisu:

  • Tentar uma bolsa de estudos pelo ProUni – O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas parciais e integrais em faculdades particulares de todo o Brasil. Vale para cursos presenciais e a distância. Para concorrer é necessário ter feito o Enem mais recente, não ter zerado na redação e ainda apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas. O programa é voltado para estudantes de baixa renda e que se enquadrem em requisitos de formação escolar exigidos pelo MEC. O ProUni acontece duas vezes por ano. A oferta de cursos aqui também é bem grande, com opções em todas as áreas de conhecimento.
  • Concorrer a um financiamento do FIES – O FIES é o programa do governo federal que permite financiar um curso superior a juros baixos e com prazo longo para quitar a dívida. Para ganhar o benefício é preciso passar em um processo seletivo que, dependendo do curso, pode ser bem disputado. Pode se inscrever quem tiver feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado na redação. O programa também exige que o aluno se enquadre em certos perfis de renda. O FIES está disponível para uma quantidade gigantesca de cursos. A seleção abre duas vezes ao ano.

Quem está em busca de uma diversidade ainda maior de cursos pode tentar vaga em uma das tantas faculdades particulares espalhadas pelo Brasil. Nelas, a oferta é bem superior à das públicas, afinal concentram 82% do total de vagas em todo o país.

Além disso, as particulares contam com alternativas bem mais simples de seleção. Tem, por exemplo, vestibulares próprios, ingresso por transferência, retorno para quem já tem curso superior e vários outros.

Um dos mais conhecidos é o ingresso direto – o sistema que permite ao estudante conseguir vaga usando a nota do Enem. Para isso, basta informar a pontuação obtida em cada uma das provas e aguardar: se tiver o mínimo necessário para passar, garante entrada na hora. Aí é só separar a documentação e fazer a matrícula.

Se você está em busca de um ponto de partida, vamos apresentar algumas sugestões. São faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, com cursos em diversas áreas e modalidades.

Conheça:

 

Veja também:

Como usar a nota do Enem pra entrar na faculdade

 

Em qual curso você vai tentar vaga pelo Sisu 2018? Conte para a gente nos comentários!

Comente