1 – Fatorar é dividir números em fatores mais elementares, especialmente em números primos. Também é transformar equações em produtos com dois ou mais fatores.

2 – Sistemas de Equações ajudam a encontrar pistas para resolver duas ou mais equações que usem as mesmas variáveis. Podem ser resolvidos por substituição, isolando uma variável, ou por adição, zerando uma variável.

3 – Progressão Aritmética é um tipo de sequência em que a diferença entre um termo e seu sucessor é sempre a mesma. Progressão Geométrica é a sequência em que a razão entre um termo e o seu sucessor é sempre o mesmo quociente.

4 – Discrepância é a diferença entre um dado específico e a média. Desvio Médio é a média da soma das discrepâncias. Variância é a média da soma dos quadrados das discrepâncias. Desvio-Padrão é a raiz quadrada da variância.

5 – Fatorial é a técnica usada para contar as possibilidades que se excluem. Análise combinatória é uma das técnicas surgidas para calcular as formas de organização de elementos dentro de um grupo, atendidas determinadas condições. São 3 as formas principais de análise: arranjos, combinações e permutações.

6 – Probabilidade é a chance de alguma coisa acontecer. Se o fato é conhecido, podemos verificar quantas vezes dentro do todo ele acontece. É calculada dividindo-se os resultados favoráveis pelos resultados possíveis. Probabilidade está sempre entre 0 e 1.

As questões de Matemática e suas tecnologias, no ENEM, com freqüência abordam Porcentagem, Gráficos setoriais, Gráficos de barra, Regra de Três e Conversão de medidas e cambio.

8 – No ENEM, os conteúdos das questões de Matemática e suas tecnologias envolvem toda a extensão do Ensino Fundamental e do Ensino Médio com grau de dificuldade bastante acentuado. Quem não levar a Matemática muito a sério, mas muito mesmo, fatalmente terá desempenho abaixo do esperado.

9 – Em qualquer prova ou exame, mas principalmente no ENEM que costuma apresentar questões com textos longos, o comportamento adequado frente às questões de Matemática é dedicar tempo apenas às questões que tratam de assuntos bem conhecidos do aluno. Ficar lutando contra uma questão de conteúdo pouco dominado ou que se mostra muito estafante é ficar sem tempo para sequer ler outras que poderiam garantir acertos e nota melhor.

10 – Tomar cuidado com a unidade do sistema de medidas que envolve o texto da questão e a unidade de medida que aparece na pergunta ou nas possíveis respostas. Este cuidado vale também para as questões de ciências da natureza.

11 – As provas do ENEM são submetidas a o “TRI” na correção e atribuição de pontuação ao aluno. Saiba bem o que é o “TRI”, mas não tenha medo de escolher a alternativa que melhor representa o que você sabe ou pensa sobre o assunto e muito menos deixe de marcar alternativas em todas as questões da prova, sejam de Matemática ou não.

12 – Pode uma questão de matemática remeter a um assunto de sociologia ou de outra disciplina que você não conheça bem. Não se assuste. Tome conhecimento da pergunta antes de descartar a questão. Quase sempre, se a questão é de matemática, é possível identificar o cálculo que a questão pede e acertá-la.

Por: Curso Universitário