O Enem 2020 vai acontecer no fim do ano, mas quanto antes você se preparar, melhor.

É que os prazos e procedimentos devem ser todos seguidos à risca, caso contrário o participante pode perder benefícios ou ficar de fora do exame.

E ficar de fora do Enem não é uma boa. Sem fazer as provas não dá para disputar a chance de entrar na maioria das universidades públicas e privadas brasileiras.

A seguir, veja o edital do Enem 2020 e prepare-se para encarar as provas!

O edital do Enem 2020

As provas do Enem 2020 vão acontecer em dois fins de semana seguidos do mês de novembro.

Parece que falta muito até lá, mas não se engane: as inscrições começam muito antes, ainda no início do ano.

Por isso é preciso estar atento a tudo, para não perder qualquer etapa – que são muitas!

O edital do Enem 2020 deve ficar disponível a partir de março. Todos os interessados devem acompanhar de perto a divulgação na imprensa.

Enquanto isso, já dá para começar a se programar. Com base nos editais dos anos anteriores, a gente tem uma ideia do que acontece de mais importante antes das provas.

Dê uma olhada:

Março de 2020 – Publicação do edital do Enem 2020 no site oficial do exame.

Abril de 2020 – Início do processo de pedido de isenção da taxa de inscrição do Enem 2020 e justificativa de ausência para quem conseguiu o benefício em 2019 e não foi fazer as provas.

Maio de 2020 – Abertura das inscrições gerais do Enem. O processo dura aproximadamente 10 dias. O prazo para pagamento da taxa de inscrição dura um pouco mais: 15 dias, em média.

Outubro de 2020 – O MEC libera acesso ao cartão de confirmação da inscrição, o documento que revela os locais onde o candidato irá fazer a prova.

Novembro de 2020 – Em um domingo serão aplicadas as provas de Linguagens e Códigos, Redação e Ciências Humanas. No domingo seguinte será a vez de Ciências da Natureza e Matemática. Os gabaritos oficiais são divulgados até três dias depois da última prova.

Janeiro de 2021 – Divulgação dos resultados oficiais do Enem 2020.

Na sequência, abrem os principais processos seletivos que usam a nota do Enem 2020: Sisu, ProUni, FIES e ingresso direto.

Onde usar a nota do Enem 2020

Com a nota do Enem 2020 você pode participar de pelo menos quatro programas de acesso à faculdade:

Sisu 2021 – É o programa ideal para quem quer tentar vaga em universidades públicas por todo o Brasil. Os participantes precisam apenas ter feito o Enem 2020 e tirado nota acima de zero para entrar na disputa. O Sisu é bastante concorrido, o que exige uma pontuação alta para entrar na maioria dos cursos. Haverá duas edições em 2021, no primeiro e no segundo semestre.

ProUni 2021 – O ProUni irá distribuir milhares de bolsas de estudos em faculdades privadas de qualidade. Para entrar na disputa é necessário ter pontuação de pelo menos 450 na média das provas do Enem 2020, sem ter zerado a redação. O programa é destinado a quem tem renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa e fez o ensino médio em escola pública. Na seleção os candidatos encontram cursos presenciais e a distância em diferentes áreas. Também estão previstas duas edições anuais.

FIES 2021 – O FIES é para quem busca uma boa alternativa para financiar os estudos em uma faculdade privada. O programa oferece juros baixos, prazo longo e condições facilitadas a quem for aprovado no processo seletivo. Para participar é imprescindível ter pelo menos 450 pontos na média de qualquer Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação. A renda familiar mensal bruta não pode ultrapassar os cinco salários mínimos por pessoa. Também há duas edições por ano.

Ingresso direto 2021 – O ingresso direto é para quem não tem tempo a perder. Com a nota de qualquer Enem, os candidatos podem rapidamente conquistar uma vaga em faculdade privada sem precisar fazer vestibular. O modelo é adotado por centenas de instituições por todo o Brasil e pode ser usado para entrar em cursos EAD e presenciais.

Onde estudar com a nota do Enem 2020

Pode acreditar: não vão faltar boas faculdades para você estudar com sua nota do Enem 2020.

O Sisu, por exemplo, trabalha com mais de 140 universidades.

Mas esse número é apenas uma fração perto da quantidade de faculdades privadas que estão inscritas no FIES, ProUni e ingresso direto.

É um universo gigantesco de vagas por todo o país.

Para se dar bem, é fundamental garantir entrada nas melhores faculdades – as que têm um ensino de qualidade assegurada pelo MEC e são valorizadas no mercado de trabalho.

Abaixo, conheça algumas que a gente separou para você:

Veja também:

Saiba qual é a nota de corte do Enem 2020 e onde ver a sua

Está se preparando para o Enem 2020? Vai tentar vaga em qual curso e por meio de qual processo seletivo? Conte para a gente!