Dos 5,3 milhões de candidatos que farão este ano o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 60,5 mil pediram, ao fazer a inscrição, atendimento especial nos dias de prova.

Os 33.328 inscritos no Enem que guardam o sábado devem chegar aos locais das provas no mesmo horário dos demais candidatos — entre 12 e 13 horas (de Brasília). Eles serão encaminhados, pelos aplicadores, a salas separadas, nas quais vão aguardar o início das provas. Não poderão levar nem consultar livros, apostilas, computadores, telefones celulares ou qualquer material de estudo.

Para os sabatistas, a prova de sábado, 22, começa após o por do sol, que de acordo com algumas religiões é o horário que encerra a guarda desse dia. A partir desse horário, o candidato terá o mesmo prazo de 4h30 dos demais. No domingo, 23, os sabatistas farão as provas no mesmo horário dos outros candidatos.

Imprevistos — Em casos ocorridos depois do período de inscrição, tais como acidente que resulte em fratura de mão ou braço, descoberta de doença contagiosa ou problema de visão, entre outros, o candidato deve comparecer ao local de prova com o cartão do estudante, procurar o coordenador de aplicação do estabelecimento e informar o ocorrido. O coordenador estará preparado para dar solução ao caso. Se for doença contagiosa, o candidato fará a prova em sala separada.

Horário — As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão aplicadas, tanto no sábado quanto no domingo, às 13 horas (de Brasília). A abertura dos portões ocorrerá às 12 horas e o fechamento, às 13. O Ministério da Educação recomenda a todos os participantes que cheguem ao local de realização das provas até as 12 horas (de Brasília).

Provas — No primeiro dia, serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias. O candidato terá 4h30 para concluí-las. No segundo dia, o exame abrangerá linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com tempo de 5h30 para conclusão.