Saiba por quanto tempo vale o Enem

Enem — Escrito por

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece todos os anos e já é considerado o maior vestibular do país. Milhões de estudantes de todas as regiões do Brasil fazem o Exame para tentar uma vaga em universidades públicas e privadas, conseguir bolsa de estudo, financiamento estudantil e muito mais.

Quem pretende utilizar a nota do Enem para ter acesso ao ensino superior pode ficar em dúvida sobre sua validade. Por quanto tempo é possível utilizar o resultado do exame? Basta fazer o Enem uma vez? Já fiz o Enem uma vez, vou precisar fazer de novo?

A verdade é que depende da situação! Existem alguns casos em que a nota exigida precisa ser da última edição do Enem. Em outras situações, é possível utilizar a nota obtida alguns anos atrás.

Se você já fez o Enem e quer saber por quanto tempo poderá utilizar sua nota para entrar em uma faculdade, descubra qual a validade do Exame em cada caso.

Quando é preciso utilizar a nota da última edição do Enem

A prova do Enem é realizada todos os anos, geralmente entre as últimas semanas outubro e as primeiras de novembro. O resultado demora alguns meses para ser divulgado e, normalmente, sai em janeiro do ano seguinte.

O desempenho do Enem em um ano pode ser usado para participar de alguns programas de acesso ao ensino superior do ano seguinte. Por exemplo: quem fez a prova do Enem em 2015 poderá utilizar sua nota em determinadas situações em 2016 e quem fizer o Enem 2016 poderá participar desses programas em 2017.

Nesses casos bem específicos não é possível usar a nota do Enem de 2 ou mais anos atrás.

Conheça as situações em que você precisa ter feito a edição mais recente do Enem para participar.

Entrar em uma universidade pública pelo Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) acontece duas vezes ao ano (em janeiro e junho) e oferece vagas em universidades públicas para quem fez o Enem do ano anterior e tirou nota maior do que zero na redação.

A inscrição é gratuita e deve ser feita exclusivamente pela internet. O candidato precisa ter o número de inscrição e senha da última edição Enem para participar.

Conseguir bolsa de estudo pelo ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas de estudo para alunos de baixa renda em universidades particulares.

As bolsas podem ser integrais (100%) ou parciais (50%) e são distribuídas para estudantes da rede pública de ensino que atendam aos critérios de renda (ou sejam professores da rede pública se candidatando a bolsas de licenciatura) e que tenham feito a última edição do Enem.

Para participar é preciso ter atingido um mínimo de 450 pontos na média das provas e nota superior a zero na redação.

Complementar a nota do vestibular

Algumas universidades aceitam a nota do Enem como um complemento da pontuação obtida no vestibular tradicional. As regras para a utilização desta nota e como o cálculo da pontuação final é realizado varia de uma universidade para  outra.

De modo geral, elas aceitam a nota da edição mais recente do Enem.

 

Quando é possível usar a nota do Enem de anos anteriores

Se já faz mais de um ano que você fez o Enem, não se preocupe! Ainda é possível utilizar o resultado obtido em algumas situações.

De modo geral, são aceitas as notas de quem fez o Enem a partir do ano de 2010. Isto porque neste ano a prova do Enem passou por diversas alterações e tomou a forma que conhecemos hoje.

Confira as situações onde é possível utilizar a nota do Enem de anos anteriores (a partir de 2010):

Conseguir um financiamento pelo FIES

Quem fez o FIES a partir de 2010 pode participar do Programa de Financiamento Estudantil (FIES) do Governo Federal. A nota exigida pode ser de qualquer edição do Exame a partir de 2010.

Através do FIES é possível conseguir um financiamento a juros baixos para começar a pagar a faculdade só depois de formado.

O desempenho do Enem precisa ser de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação.

Conseguir uma bolsa remanescente pelo ProUni

Depois que o ProUni encerra o período regular de inscrições, é aberto um novo processo seletivo para distribuir as bolsas remanescentes, aquelas que eventualmente não foram preenchidas.

Neste caso, o programa permite que aqueles que fizeram o Enem a partir 2010 se candidatem a uma bolsa.

Entrar em uma universidade particular sem vestibular

Muitas universidades particulares aceitam a nota do Enem como forma de ingresso automático. Ou seja, quem fez a prova a partir de 2010 pode apresentar sua nota na universidade desejada. Caso tenha a pontuação mínima exigida para o curso em questão, já pode fazer a matrícula sem precisar passar por outro vestibular.

Obter descontos e promoções em universidades particulares

Se você pretende fazer uma faculdade particular, mas não atende aos requisitos necessários para conseguir uma bolsa ou financiamento, saiba que é possível conseguir alguns descontos especiais.

Muitas universidades particulares têm programas próprios de concessão de bolsas e descontos. A nota do Enem (de qualquer edição a partir de 2010) costuma ser um dos critérios utilizados para a concessão destes benefícios.

 

Universidades que aceitam a nota do Enem

É cada vez maior o número de instituições de ensino credenciadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem para admitir novos alunos. Confira algumas delas:

Nas faculdades que listamos, além de pode entrar com a nota do Enem, você vai encontrar vantagens como bolsas de estudos, descontos e financiamento sem burocracia.

Veja também:

Saiba que nota você precisa tirar no Enem para conseguir ProUni

 

Você fez alguma edição do Enem? Conte para a gente como pretende usar sua nota!

Comente