Ansioso para descobrir o resultado do Enem 2020? Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre o resultado do exame

Aplicado ao longo dos meses de janeiro e fevereiro de 2021, o Exame Nacional do Ensino Médio finalmente terá suas notas liberadas aos participantes. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, o resultado sai hoje, 29 de março, às 18 horas. 

A liberação do boletim de desempenho é o que falta para que os alunos possam se inscrever nos processos seletivos oferecidos pelo Ministério da Educação (MEC). São mais de 2,6 milhões de alunos concorrendo a vagas em faculdades públicas e privadas de todo o Brasil.

Se você faz parte destes alunos, continue lendo este artigo para descobrir como acessar seu resultado do Enem 2020 e começar a estudar ainda este ano.

Como ver o resultado do Enem 2020

O resultado do Enem 2020 estará disponível na página do participante. Para acessar, o aluno deve seguir o passo a passo:

  1. Acessar o Portal do Enem;
  2. Clique no botão “Página do Participante” que está no centro da tela;
  3. Insira seu CPF e senha gov.br cadastrada no momento da criação da conta;
  4. Tudo certo! Agora você pode acessar a Página do Participante, conferir o gabarito e a nota no Enem 2020.

Esse processo também pode ser feito através do celular. Basta baixar o Aplicativo do Enem no Google Play ou na Apple Store,e acessar o resultado.

O que fazer depois de acessar o resultado do Enem 2020

Com o resultado do Enem em mãos, o caminho para a universidade fica um pouco mais curto. Isso porque atualmente o vestibular é a principal forma de ingresso em universidades públicas e privadas.

É verdade que ainda existem instituições que aplicam vestibular interno, mas a grande maioria, inclusive neste ano de pandemia, preferiu aderir ao Exame como método de avaliação. Por isso, após saber o resultado o ideal é ficar de olho nas datas e regras de participação e datas de abertura dos processos seletivos promovidos pelo MEC.

Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

O Sisu é a porta de entrada para quem deseja estudar nas universidades estaduais e federais brasileiras de forma gratuita. Talvez por isso o programa seja o mais disputado pelos estudantes.

Como de costume, o período de inscrições dura menos de uma semana e o aluno pode escolher até duas opções de curso. Além disso, a cada dia pode conferir as notas de corte, sua posição na classificação geral, e trocar de curso caso ache que perceba que sua nota não é suficiente para passar.

Inscrições: de 6 a 9 de abril

Ingresso: 100% gratuito

Quem pode participar:

  • Quem compareceu aos dois dias de provas do Enem 2020;
  • Não zerou a redação;
  • Não fez o Enem como “treineiro” (ainda não terminou o ensino médio)

Programa Universidade para Todos

O Prouni é um ótimo caminho para quem deseja conquistar um diploma superior em universidades particulares. Quem se inscreve no Prouni concorre a bolsas de estudos que podem ser parciais ou integrais.

Assim como no Sisu, o tempo de inscrição é curto. Portanto é preciso estar atento aos comunicados e datas, a fim de não deixar a oportunidade passar.

Inscrições: de 13 a 16 de abril (a confirmar)

Ingresso: bolsas de 100% e 50%

Quem pode participar:

  • Candidatos com nota superior a zero na redação e nota superior a 450 pontos no Enem
  • Quem cursou o ensino médio completo ou parcial em escola pública
  • Alunos com bolsa integral em escolas particulares
  • Pessoas portadoras de deficiência
  • Professores da rede pública 
  • Candidatos com renda per capta de até um salário mínimo e meio por pessoa do grupo familiar (para bolsa de 100%)
  • Candidatos com renda de até três salários mínimos por pessoa do grupo familiar (para bolsa de 50%)

Fundo de Financiamento Estudantil 

Para quem não conseguir uma bolsa integral ou parcial, ainda existe o Fies. O programa oferecido pelo governo viabiliza o acesso ao ensino superior por meio de financiamento estudantil.

Os estudantes selecionados pelo Fies podem financiar as mensalidades do curso a longo prazo, para começar a pagar apenas após a formatura, quando as possibilidades de já estar atuando no mercado de trabalho são maiores.

Inscrições: de 20 a 23 de abril, (a confirmar)

Ingresso: Financiamento com juros baixos ou juros zero

Quem pode participar:

  • Quem teve nota superior a zero na redação e ao menos 450 pontos no Enem
  • Candidatos com renda bruta de 3 a 5 salários mínimos por pessoa no grupo familiar (P-FIES, juros baixos)
  • Candidatos com renda bruta de até 3 salários mínimos por pessoa no grupo familiar (FIES, juros zero)

Ingresso direto

Existe ainda a modalidade Ingresso Direto, que não faz parte de nenhum programa do governo, mas aceita o resultado do Enem como método de entrada do ensino superior.

O Ingresso Direto é uma iniciativa das universidades privadas, portanto cada instituição possui regras bem específicas para aceitar alunos nesta modalidade. Mas em alguns casos é possível conseguir até 70% de desconto no calor do curso, o que é de grande ajuda. 

Onde estudar com resultado do Enem?

Para quem ainda é inexperiente nessa história de procurar uma faculdade, fique sabendo que a escolha da faculdade vai muito além do valor da mensalidade. O mais importante é procurar saber se a instituição é certificada pelo MEC. Isso garante não só um ensino de qualidade, mas a segurança de um diploma bem aceito no mercado de trabalho.

Para facilitar sua busca pela universidade certa, listamos abaixo algumas instituições particulares certificadas pelo MEC e que aceitam tanto o Ingresso Direto, como o Fies e o Prouni. Que tal dar uma olhada nos cursos?

Veja também: 

Qual a nota mínima para passar no Enem?

Descubra qual é a média do Enem 2021

E então, já sabe o curso que pretende fazer com o resultado do Enem 2020? Conte sua escolha pra gente aqui nos comentários!