O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado para avaliar a qualidade da educação no Brasil, mas sua importância cresceu tanto que hoje é possível ingressar na faculdade através do Enem por meio de programas como ProUni, Sisu e Fies. Mas que nota é preciso tirar para passar no Enem?

Cada um dos programas citados acima exige notas mínimas diferentes na prova do Enem para conquistar uma vaga no ensino superior. A pontuação necessária irá depender também do curso e instituições de ensino escolhidos. A nota mínima varia de acordo com a concorrência.

Vale lembrar que o Enem é uma prova que pode ser usada para participar de vários processos seletivos. Porém, somente fazer o Enem não garante “passar” em nenhum deles.

É necessário cumprir alguns requisitos, que podem ser de renda e escolaridade, por exemplo, fazer a inscrição no momento correto e ter a nota exigida no Enem para poder participar.

Veja, a seguir, qual a nota do Enem necessária para passar nos principais programas que utilizam o desempenho no Exame para selecionar estudantes!

Nota mínima do Enem para passar no ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) usa a nota do Enem para selecionar candidatos a uma bolsa de estudos em faculdade particular. O ProUni exige nota mínima em dois casos: inscrição e processo seletivo. Entenda como funciona:

  • Inscrição: para se inscrever no ProUni o candidato precisa ter feito a prova mais recente do Enem (resultado no Enem de dois ou mais anos atrás não é aceito), com pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação.
  • Processo seletivo: uma vez inscrito, o candidato concorre com outros estudantes que também fizeram o Enem e disputam a mesma vaga, no mesmo curso, faculdade, turno e modalidade de concorrência (cotas ou ampla concorrência).

A menor nota para conseguir passar no ProUni é chamada de “nota de corte”. As notas de corte variam de acordo com o nível dos candidatos e a procura por aquele curso. Para conseguir uma bolsa do ProUni em Medicina, por exemplo, normalmente o candidato precisa ter pelo menos 800 pontos. Já cursos menos concorridos em faculdades pouco procuradas podem aceitar candidatos com apenas 450 pontos nas provas do Enem.

Vale lembrar que as bolsas do ProUni são destinadas a estudantes com renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa e quem já tem um diploma universitário não pode se candidatar ao programa.

Confira as notas necessárias para passar nos principais cursos pelo Prouni. Lembre-se que a pontuação necessária varia de acordo com a instituição de ensino escolhida:

  • Direito: 661 pontos a 703 pontos
  • Medicina: 708 pontos a 815 pontos
  • Psicologia: 465 pontos a 733 pontos
  • Administração: 611 pontos a 675 pontos
  • Enfermagem: 564 pontos a 708 pontos
  • Educação Física: 595 pontos a 607 pontos
  • Fisioterapia: 559 pontos a 753 pontos
  • Nutrição: 460 pontos a 715 pontos
  • Farmácia: 567 pontos a 766 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos (RH): 457 pontos a 666 pontos
  • Odontologia: 519 pontos a 744 pontos
  • Medicina Veterinária: 661 pontos a 703 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo: 612 pontos a 730 pontos
  • Pedagogia: 477 pontos a 653 pontos
  • Letras – Português: 462 pontos a 663 pontos
  • Gastronomia: 605 pontos a 635 pontos
  • Economia: 678 pontos a 729 pontos
  • Marketing: 453 pontos a 640 pontos
  • Música: 674 pontos a 675 pontos
  • Design de moda: 547 pontos a 668 pontos

Nota mínima no Enem para conseguir o FIES

O FIES é o financiamento estudantil do Governo Federal. Para participar é preciso se enquadrar nos requisitos de renda familiar – os critérios podem mudar a cada semestre, por isso é melhor conferir o edital.

É preciso ter participado do Enem a partir de 2010, com pelo menos 450 pontos na média geral das provas e nota maior do que zero na redação.

Os candidatos passam por um processo seletivo para conseguir uma vaga.

Confira as médias das notas necessárias para os cursos mais procurados do FIES:

  • Administração: de 450 a 685 pontos
  • Agronomia: de 478 a 640 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo: de 481 a 749 pontos
  • Biomedicina: de 457 a 685 pontos
  • Ciências Contábeis: de 450 a 682 pontos
  • Direito: de 460 a 765 pontos
  • Educação Física: de 451 a 670 pontos
  • Enfermagem: de 455 a 670 pontos
  • Engenharia Civil: de 450 a 734 pontos
  • Engenharia de Produção: de 450 a 720 pontos
  • Engenharia Elétrica: de 450 a 699 pontos
  • Engenharia Mecânica: de 462 a 712 pontos
  • Farmácia: de 452 a 700 pontos
  • Fisioterapia: de 460 a 711 pontos
  • Gastronomia: de 452 a 676 pontos
  • Gestão Comercial: de 455 a 605 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos: de 450 a 630 pontos
  • História: de 459 a 689 pontos
  • Jornalismo: de 452 a 725 pontos
  • Letras: de 459 a 677 pontos
  • Marketing: de 450 a 670 pontos
  • Medicina Veterinária: de 535 a 700 pontos
  • Medicina: de 720 a 831 pontos
  • Nutrição: de 450 a 700 pontos
  • Odontologia: de 532 a 760 pontos
  • Pedagogia: de 450 a 670 pontos
  • Psicologia: de 450 a 705 pontos
  • Publicidade e Propaganda: de 450 a 697 pontos
  • Serviço Social: de 455 a 630 pontos
  • Sistemas de Informação: de 455 a 680 pontos

Nota mínima no Enem para passar no Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) usa a nota do Enem para classificar candidatos a uma vaga em universidade pública sem precisar fazer o vestibular. O Sisu exige que o candidato tenha participado da edição mais recente do Enem e que não tenha zerado na redação.

Apesar de não exigir uma pontuação mínima para participar, o Sisu seleciona os melhores candidatos. Por isso, quanto maior a sua nota do Enem, maiores as chances de conseguir entrar na universidade pública sem fazer o vestibular.

No Sisu, para passar em cursos como Medicina, Engenharia e Direito, por exemplo, você precisa ter entre 700 e 800 pontos no Enem, pelo menos. Já nos cursos menos procurados, essa pontuação baixa para 550 a 600 pontos, em média.

Para participar do Sisu, não é preciso cumprir requisitos de renda.

Confira uma média de notas mínimas necessárias para passar em alguns cursos pelo Sisu. Lembre-se que a nota varia de acordo com a instituição de ensino:

  • Administração – 550 a 770 pontos
  • Agronomia – 565 a 755 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo – 690 a 800 pontos
  • Biomedicina – 694 a 790 pontos
  • Ciências Biológicas – 527 a 760 pontos
  • Ciências Contábeis – 580 a 770 pontos
  • Ciências Sociais – 537 a 744 pontos
  • Design – 635 a 750 pontos
  • Direito – 680 a 867 pontos
  • Educação Física – 560 a 740 pontos
  • Enfermagem – 650 a 765 pontos
  • Engenharia Aeroespacial – 765 a 783 pontos
  • Engenharia Civil – 650 a 884 pontos
  • Engenharia de Produção – 617 a 820 pontos
  • Engenharia Elétrica – 630 a 807 pontos
  • Engenharia Mecânica – 637 a 857 pontos
  • Engenharia Química – 670 a 819 pontos
  • Farmácia – 660 a 747 pontos
  • Física – 518 a 827 pontos
  • Fisioterapia – 670 a 780 pontos
  • Fonoaudiologia – 653 a 754 pontos
  • Gastronomia – 618 a 742 pontos
  • Gestão Ambiental – 530 a 777 pontos
  • História – 550 a 735 pontos
  • Jornalismo – 630 a 800 pontos
  • Letras – Português/Inglês – 530 a 760 pontos
  • Marketing – 630 a 788 pontos
  • Matemática – 515 a 785 pontos
  • Medicina – 770 a 900 pontos
  • Medicina Veterinária – 670 a 805 pontos
  • Nutrição – 670 a 777 pontos
  • Odontologia – 720 a 800 pontos
  • Psicologia – 680 a 840 pontos
  • Relações Internacionais – 680 a 810 pontos
  • Relações Públicas – 620 a 800 pontos
  • Serviço Social – 570 a 747 pontos
  • Turismo – 570 a 790 pontos

Nota mínima no Enem para entrar na faculdade particular sem fazer vestibular

Diversas universidades privadas usam a nota do Enem como forma de ingresso direto. O aluno interessado só precisa apresentar desempenho no Exame e, caso atinja a pontuação necessária, fazer a matrícula.  As regras, o peso de cada prova e a nota mínima variam de faculdade para faculdade. Consulte o edital do processo seletivo da faculdade de seu interesse para ver se você cumpre os requisitos necessários.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos superiores que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso:

As instituições da lista acima participam de programas como ProUni e FIES, além de trabalharem com diversas possibilidades de bolsas de estudos, parcelamentos, convênios e descontos.

Veja também:

O que posso fazer com a nota do Enem?

Vai fazer o Enem para entrar na faculdade? Conte para a gente aqui  nos comentários!