É consenso entre os estudantes que depois da véspera da aplicação da prova a data de divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a que causa mais ansiedade e nervosismo. Afinal, é neste dia que finalmente os concorrentes saberão se foram bem no exame para o qual tanto estudaram.

Atualmente o Enem é a principal porta de entrada para o ensino superior e devido à pandemia de Covid-19, o exame foi adiado e consequentemente seu resultado também. As notas que antes costumavam ser divulgadas em janeiro ainda levarão um tempinho para chegar nas mãos dos candidatos.

Mesmo com o caderno de respostas e o gabarito em mãos é preciso aguardar a liberação das notas oficiais, pois apenas assim é possível começar a busca pela tão sonhada faculdade.

E você, ainda não sabe quando sai o resultado do Enem 2020? Continue lendo e fique por dentro de todas as datas importantes!

Qual a data de divulgação do resultado do Enem 2020?

Como as provas foram transferidas de outubro e novembro de 2020 para janeiro e fevereiro de 2021, segundo o cronograma divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o resultado do Enem sairá cerca de dois meses após a realização das provas. No caso, no dia 29 de março de 2021.

Para acessar o resultado, os concorrentes deverão acessar o site oficial do exame com CPF e a senha criada no dia da inscrição.

Como de costume, as notas tendem a ser liberadas no período da manhã e por isso, é comum que o portal fique lento e apresente instabilidades, devido ao grande número de acessos. Mas não se espante! No fim das contas todo mundo consegue acessar a Página do Participante e visualizar o Boletim de Desempenho.

Mas afinal, o que é o Boletim de Desempenho?

O Boletim nada mais é que o resultado do Enem 2020. Muitos alunos pensam que o Inep divulga a média do exame, mas não. As notas são apresentadas individualmente de acordo com as provas realizadas. Veja a seguir:

  • Redação;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Ao lado de cada matéria você encontrará a nota correspondente às 45 questões de cada área – 180 no total – e também da redação. Vale lembrar que os resultados podem ir de zero a mil e é a partir deles que as universidades participantes dos processos seletivos vão extrair a sua média final.

Como funciona o sistema de correção do Enem?

Muita gente não sabe, mas questões do exame não possuem valor fixo. Sua pontuação pode variar de acordo com o grau de dificuldade da questão, demonstração de conhecimento do candidato e aleatoriedade (possibilidade de chute).

Isso mesmo! O critério de avaliação do Enem, conhecido como Teoria de Resposta ao Item, o TRI, é capaz de identificar quando um aluno realizou um chute. Isto ocorre com base no desempenho do aluno nas demais questões, principalmente as mais simples. Para o TRI, o aluno que erra inúmeras questões fáceis, mas acerta uma difícil, mostra ao sistema que pontuou por sorte e não por conhecimento teórico.

Outro aspecto importante do TRI é que as questões são consideradas fáceis ou difíceis de acordo com o percentual geral de acertos dos candidatos. Desta forma, as questões acertadas por todos são classificadas como simples e valem menos, enquanto as com maior índice de respostas erradas passam a valer mais pelo alto grau de dificuldade.

É por conta da complexidade do método avaliativo que o resultado do Enem tende a demorar um pouco, gerando ansiedade nos concorrentes, e é pelo mesmo motivo que simplesmente anotar os acertos no caderno de respostas não nos dá uma visão clara da pontuação.

Vale ressaltar que o TRI não é utilizado na redação, mas de igual forma, o texto dissertativo argumentativo é avaliado por pares, o que aumenta o tempo do processo, mas também garante uma correção justa e sem falhas.

Como usar a nota do Enem 2020 para entrar na faculdade?

Em um ano com tantas mudanças no calendário é de se esperar que os processos seletivos também tenham se adaptado. Veja a seguir as mudanças decorrentes do coronavírus:

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada não sofreu grandes mudanças além da data. Por conta do calendário alterado, o Sisu abrirá as inscrições do primeiro semestre em abril de 2021, para que os alunos utilizem o resultado do Enem 2020. E posteriormente realizará a abertura para o segundo semestre no mês de julho.

Prouni e Fies

Com o início das aulas das faculdades particulares previsto para fevereiro, o Programa Universidade Para Todos (Prouni) foi o que mais sofreu mudanças. Para o primeiro semestre de 2021, o ProUni apenas aceitará o resultado do Enem 2019. Isto ocorre pois o resultado do Enem 2020 só será liberado em março, após o início das aulas.

Já para o Fies, o aluno poderá utilizar qualquer resultado dos exames anteriores, desde que sejam a partir da edição de 2010.

O Ministério da Educação (MEC) informou que existe a possibilidade de abrir uma segunda edição dos processos ainda no primeiro semestre de 2021 para que os alunos possam utilizar o resultado do Enem 2020.

Ingresso sem vestibular

Quanto ao ingresso direto (sem fazer vestibular), por ter critérios diferentes em cada universidade, caberá ao aluno descobrir se a instituição esperará pela nota do Enem 2020 ou aceitará o resultado dos anos anteriores.

Essa informação pode ser facilmente encontrada entrando em contato com a instituição que você deseja ingressar. Que tal conhecer algumas enquanto o resultado do Enem 2020 não sai?

Quais faculdades aceitam o resultado do Enem?

Atualmente, o Enem é aceito por quase todas as universidades do Brasil. Muitas delas, inclusive, aceitam o ingresso sem vestibular, apenas apresentando as notas do Boletim de Desempenho.

Mas antes de tentar a sorte em alguma universidade, é preciso conferir se ela é certificada pelo MEC. Esta atitude pode te proteger de entrar em algumas ciladas como conseguir um diploma que não é válido no mercado de trabalho.

Para facilitar este processo, nós do Enem Virtual listamos algumas instituições que têm o reconhecimento do MEC e cursos nas mais diversas áreas para você escolher.

Veja a seguir:

Veja também: Descubra que nota você precisa tirar no Enem pra ganhar bolsa

E você? Já decidiu que área e curso pretende ingressar com o resultado do Enem 2020? Conte aqui nos comentários!