Descubra qual a nota de corte de Engenharia Elétrica no Enem

Enem — Escrito por

Nos últimos anos, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deixou de ser apenas uma forma de medir a qualidade do ensino brasileiro e passou a ser utilizado como forma de ingresso em faculdades públicas e privadas.

Para conseguir uma vaga nesses processos seletivos, no entanto, é necessário ficar atento à nota de corte. Cada programa tem suas particularidades e critérios. Mas uma coisa é certa e vale para todos eles: quanto mais você estudar, mais chances terá de garantir a sua vaga.

A seguir, vamos explicar as notas de corte exigidas nesses processos seletivos para o curso de Engenharia Elétrica. Assim, você terá uma ideia mais exata de quanto deverá tirar no Enem para se dar bem e mergulhar nos estudos! Vamos lá?

Como usar o Enem para entrar em Engenharia Elétrica?

A nota do Enem pode ser utilizada para entrar em Engenharia Elétrica por meio de quatro processos seletivos diferentes:

Sisu: O Sistema de Seleção Unificada é o mais concorrido dos processos seletivos que usam o Enem como critério de classificação, uma vez que oferece vagas em universidades públicas. Para se candidatar, é necessário ter feito a prova do Enem mais recente e não ter zerado a redação.

ProUni: O Programa Universidade para Todos foi criado pelo governo federal para beneficiar estudantes de baixa renda. Sua proposta é conceder bolsas de estudo integrais e parciais (que cobrem 50% do valor da mensalidade) em faculdades particulares.

Para se candidatar ao benefício é preciso ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas da edição mais recente do Enem, sem ter zerado a redação. O candidato deve ainda comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa (no caso das bolsas integrais) ou de até três salários mínimos por pessoa (para pedir as bolsas parciais), além de se enquadrar nos demais critérios de formação.

FIES: O Fundo de Financiamento Estudantil é outro programa do governo criado para auxiliar estudantes de baixa renda. As condições do empréstimo são facilitadas: juros baixíssimos e prazo longo para quitar a dívida, que só começa a ser cobrada depois da formatura.

As exigências para se inscrever são as seguintes: ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer edição do Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação, e comprovar renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Ingresso direto em faculdades particulares: Com o passar dos anos, o Enem foi ampliando seu alcance e deixou de ser exigido somente em processos seletivos ligados ao governo. Muitas instituições de ensino particulares perceberam que a prova é uma maneira eficaz de medir os conhecimentos dos candidatos e passaram a aceitá-la como forma de selecionar seus estudantes, substituindo o vestibular.

Qual a nota de corte de Engenharia Elétrica pelo Sisu?

Engenharia Elétrica é um curso bastante procurado, o que faz com que a nota de corte para o Sisu seja alta. Em edições recentes, a menor pontuação necessária para conseguir uma vaga foi 633. A maior nota de corte foi de (pasme!) 808.

Portanto, nunca é demais lembrar: não há outra fórmula para se dar bem no Sisu além de muita dedicação e estudo. Os melhores colocados se preparam durante anos para conseguir a tão sonhada vaga em uma instituição pública, então a briga é de gente grande!

Qual a nota de corte de Engenharia Elétrica pelo ProUni?

O ProUni é uma ótima alternativa para quem não foi selecionado para uma universidade pública pelo Sisu. No entanto, não pense que é muito mais fácil conseguir uma vaga pelo programa só porque as vagas são para faculdades particulares.

Além de instituições privadas mais tradicionais exigirem notas de corte parecidas com as das universidades públicas, ainda é preciso se enquadrar nos requisitos do programa.

As notas de corte de Engenharia Elétrica para o ProUni variam muito. Além de a pontuação subir ou descer de acordo com a faculdade selecionada, também vai depender do campus escolhido, do turno e até da modalidade de concorrência (cotas ou não).

Em edições recentes do ProUni, a menor nota de corte para Engenharia Elétrica foi próxima a 450, enquanto a maior ficou em torno de 750. Para você ter um parâmetro de uma nota de corte mediana, temos a Faculdade Pitágoras de Belo Horizonte, com 496 pontos na unidade Barreiro, para o turno da noite.

Qual a nota de corte de Engenharia Elétrica pelo FIES?

O FIES é outra opção para quem precisa de ajuda para bancar os estudos. Para concorrer ao benefício, você também deverá se adequar aos critérios do programa.

Vamos às notas de corte para Engenharia Elétrica em edições recentes do FIES:

O Centro Educacional Anhanguera de São Paulo apresentou a menor nota de corte para o curso de Engenharia Elétrica, 452 pontos. A maior nota de corte para o FIES ficou em torno de 695 pontos. Como exemplo de pontuação média, temos a Universidade Estácio de Sá  de Campo dos Goytacazes, com nota de corte de 589 para o turno da noite.

Qual a nota de corte de Engenharia Elétrica para Ingresso Direto nas faculdades particulares?

O país conta atualmente com quase 500 instituições de ensino particulares que oferecem o curso de Engenharia Elétrica. Em conformidade com o destaque e a importância que o Enem vem ganhando nos últimos anos, muitas passaram a aceitar a nota do exame como forma de ingresso, sem que o candidato precise fazer o vestibular.

Como são muitas instituições e cada uma possui suas particularidades, não dá para estabelecer uma nota de corte que funcione para todas. O que podemos falar é que alguns lugares exigem uma pontuação média nas provas (que costuma ser menor do que a exigida pelos programas governamentais), enquanto outros podem exigir uma nota maior na prova de Matemática e suas Tecnologias por se tratar de um curso de Exatas, por exemplo.

O melhor procedimento é informar-se diretamente na secretaria da faculdade de sua escolha. De qualquer forma, o processo costuma ser bem menos estressante do que uma prova de vestibular – basta apresentar as notas do Enem e alguns documentos pessoais. Tudo livre de burocracia e, muitas vezes, sem pagar taxa de inscrição!

Onde estudar Engenharia Elétrica com a nota do Enem?

Engenharia Elétrica é um curso razoavelmente fácil de encontrar em todas as regiões do país. No entanto, é muito importante buscar uma graduação de qualidade. Se conseguir aliar isso a condições facilitadas de pagamento, melhor ainda!

Para lhe dar uma força, preparamos uma lista com várias faculdades que oferecem Engenharia Elétrica, são reconhecidas pelo MEC (o que assegura validade do diploma em todo o território nacional e boa aceitação no mercado de trabalho) e ainda por cima trabalham com descontos, bolsas e financiamentos estudantis privados. Todas elas também participam do ProUni e do FIES. Dê uma olhada:

Veja também:

As melhores faculdades de Engenharia Elétrica

Pretende utilizar sua nota do Enem para cursar Engenharia Elétrica? Qual processo seletivo vai escolher? Conte para a gente nos comentários!

Comente