O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) se tornou em 2009 um dos principais meios de acesso ao ensino superior, se tornando o vestibular mais concorrido do Brasil. Essa prova é composta por 180 questões objetivas, divididas em quatro áreas de estudos com 45 questões cada que abordam todo o conteúdo estudado durante o ensino médio, e uma redação, aplicada em dois dias de provas.

Na última edição o ENEM registrou mais de 5,7 milhões de inscritos, sendo o maior número registrado até hoje. Com a nota alcançada nessa prova pode-se ingressar em uma instituição de ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Programa Universidade para Todos (Prouni), ou conseguir uma bolsa de estudos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). É possível ainda obter o certificado de conclusão do Ensino Médio, desde que atinja a nota determinada no edital.

Existem diversas formas, métodos e estratégias para estudar para o ENEM e aqui listaremos algumas dessas opções para alcançar uma boa nota, confira.

Simulados

Resolver simulados é uma estratégia interessante pois por eles é possível medir periodicamente o nível de estudos e conhecer diferentes tipos de questões que podem aparecer na prova.

Provas anteriores

Resolver as provas anteriores é uma das estratégias mais importantes, por essas provas é que você vai compreender como são expostas as questões e de que maneira aparece a multidisciplinaridade nessas questões. É possível também avaliar o progresso dos estudos, analisar onde é preciso melhorar e estudar mais e aprender com os erros. Além de adquirir mais experiência, que ajuda muito no momento de realizar a prova.

Leitura

Ler muito, essa prática é indispensável para conseguir um bom resultado no ENEM, afinal os textos das perguntas são longos e se você não tiver uma boa leitura pode ficar perdido. É muito importante também estar atento ao noticiário pois no ENEM é comum que as questões apresentem forte ligação com os acontecimentos do Mundo.

Redação

A redação é um dos pontos mais importantes da prova, é por ela que será avaliada sua capacidade de expor as ideias, escrever, desenvolver um raciocínio e demonstrar sua capacidade de escrita. Ele tem grande importância também pois tem o mesmo peso que uma área de conhecimento e por isso influencia diretamente na nota final do ENEM. Por isso é importante treinar semanalmente, pelo menos, a produção de textos do tipo dissertativo-argumentativo, que é o tipo cobrado no exame. Fique atento à proposta de solução apresentada na sua redação em relação aos direitos humanos.

Diferentes fontes

Não se restrinja apenas às apostilas e livros, utilizando de maneira adequada a internet pode ser uma grande aliada. É possível encontrar pela rede diversos vídeos que explicam as matérias abordadas pelo ENEM, além de resoluções das questões anteriores, com comentários e áreas para tirar dúvidas.

Vale ressaltar ainda a importância de se ler o Edital do ENEM. Neste documento estão todas as informações referentes ao processo e aplicação da prova e tudo que pode ou não pode ser feito. Além disso é possível encontrar também o conteúdo programático da prova e como é o processo de avaliação e de cálculo da nota.

Para o dia da prova é interessante também definir uma estratégia, para isso é importante saber quais são suas prioridades, ou seja, quais matérias terão mais peso no momento de ingressar no curso desejado. Com isso você define quais provas devem ser feitas no começo e quais podem ser feitas no fim do dia. Quanto a redação, uma estratégia interessante é desenvolver um rascunho logo no início e depois de terminar as provas, ou uma delas, voltar e terminar a redação.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]