O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é o processo pelo qual os estudantes, que tenham concluído o ensino médio até o fim do ano de 2012 e realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2012, alcançando nota superior a zero na redação, podem se inscrever para ocupar uma vaga em institutos federais de educação superior.

Neste ano, cerca de 30% das vagas totais disponibilizadas pelo Ministério da Educação (MEC) são exclusivas para estudantes cotistas. As cotas são destinadas aos estudantes que tenham concluído o ensino médio em escolas públicas, sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que possuam renda familiar mensal de 1,5 salário mínimo per capita, ou que simplesmente se autodeclaram pretos, pardos ou indígenas. Até o ano de 2016 o número de vagas deverá corresponder a 50% da totalidade das vagas.

Como o número de vagas para cotista é inferior ao de ampla concorrência, em alguns casos a nota de corte está superior a opção em ampla concorrência, gerando dúvidas aos estudantes que pretendem optar pelas ações afirmativas.

Com isso surge mais uma preocupação, optar por se inscrever em ampla concorrência ou confiar nas ações afirmativas. Para decidir é aconselhável que o candidato veja sua pontuação, a nota de corte atual do curso escolhido, tanto para cotas como em ampla concorrência, o número de inscritos a sua frente e também o número de vagas disponíveis para cada opção. Após essa análise, o candidato deve optar pela alternativa que ele julgue mais interessante.

As inscrições para o SiSU seguem até o dia 11 de janeiro e até lá os candidatos podem modificar suas opções quantas vezes acharem necessário. O resultado está previsto para o dia 14 de janeiro.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]