Se interessa pelo curso de Economia? Então vem saber mais sobre ele conosco!

Com o cenário econômico que o Brasil vive, os profissionais de economia são necessários para mostrar novas alternativas para conseguir equilibrar o desenvolvimento e qualidade de vida da população.

O curso de Economia não se baseia apenas em disciplinas da área de Exatas, ao contrário do que muitos pensam, o estudante precisa ler muito e estar antenado a tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Sobre a faculdade de Economia

O curso de Economia está disponível em duas modalidades: a distância e presencial. Ele tem a duração de quatro anos e neste período o estudante se aprofunda na história da Economia e em assuntos atuais.

O estudante verá também disciplinas de Exatas, como Matemática, isso equilibra a carga horária do curso, que se divide em leituras e cálculos.

Essas são algumas disciplinas que sempre estão na grade curricular do curso:

  • Administração de Materiais e Logística
  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Cálculo Diferencial e Integral
  • Contabilidade Comercial
  • Contabilidade Geral
  • Contabilidade Social
  • Desenvolvimento Econômico
  • Direito Empresarial e Tributário
  • Direitos Humanos
  • Econometria
  • Economia Brasileira Contemporânea
  • Economia do Setor Público
  • Economia Industrial
  • Economia Internacional
  • Economia Monetária e Mercados Financeiros
  • Economia Política
  • Economia Rural
  • Estatística Econômica
  • Estrutura e Análise das Demonstrações Financeiras
  • Filosofia e Ética Geral e Profissional
  • Formação Econômica no Brasil
  • História do Pensamento Econômico
  • História Econômica Geral
  • Macroeconomia e Contabilidade Geral
  • Matemática Aplicada
  • Matemática Financeira
  • Metodologia e Técnicas de Pesquisa em Economia
  • Microeconomia
  • Processos Administrativos
  • Sociologia e Antropologia em Economia
  • Técnicas de Negociação
  • Teoria da Contabilidade
  • Teorias da Administração

Ao finalizar o curso, o aluno deve elaborar e apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e em algumas faculdades é exigido o estágio supervisionado.

Ao receber o diploma, o estudante e já economista terá conhecimento sobre os seguintes assuntos:

  • Macroeconomia
  • Microeconomia
  • Economia do Setor Público
  • Economia Internacional
  • Economia Política
  • Análise de Demonstrações Financeiras
  • Técnicas de Negociação

Mercado de trabalho

O economista, já formado, deve procurar o Conselho Regional de Economia (Corecon) do estado que deseja atuar, junto com seus documentos pessoais e o diploma, para solicitar a autorização e começar a atuar na área.

O economista pode atuar nos seguintes locais:

  • Setor Privado: apesar de ser competitivo, nos grandes centros, ainda encontra-se vagas disponíveis para profissionais desta área.
  • Setor Público: neste setor o economista deve se dedicar muito para realizar o concurso e conseguir uma vaga, pois geralmente os concursos para bancos públicos, como o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) e Banco Central, são bem concorridos. E para garantir uma vaga é necessário muito conhecimento.

Vamos lembrar de que o diploma deve ser de uma instituição reconhecida pelo MEC, então antes de se matricular verifique.

Onde estudar Economia

Então, se caso você já decidiu fazer Economia, que bom, pois nós trouxemos uma lista de faculdades que são reconhecidas pelo MEC e oferecem esse curso.

Essas instituições também oferecem bolsas no ProUni e aceitam o financiamento pelo FIES, ambos programas do governo federal e além disso oferecem descontos e bolsas próprias:

Essas instituições acima, além de fazerem parte dos programas do governo federal, oferecem bolsas e descontos para seus alunos e possuem um ótimo custo-benefício. Consulte os valores de acordo com a sua região!

Veja também:

Curso de Economia a distância

Ciências Contábeis ou Economia: qual a melhor opção?

Já decidiu onde vai realizar o seu curso? Então, conte-nos!