Saiba tudo sobre o Fies que acontece no segundo semestre

Fies — Escrito por

O meio do ano reserva surpresas interessantes para quem pensa em iniciar um curso superior.

Por exemplo: o governo dá uma segunda chance para quem quer entrar na universidade pública pelo Sisu, para quem quer tentar bolsa de estudos pelo ProUni e, naturalmente, para quem busca o crédito estudantil facilitado do FIES.

O FIES oferece a possibilidade de financiar cursos em diferentes áreas do conhecimento, por faculdades particulares de todo o país.

Se você quer garantir o seu, aproveite que já está aqui para saber tudo sobre o FIES que acontece no segundo semestre: quando começa a seleção, quem pode participar, os resultados e as faculdades participantes!

O FIES que acontece no segundo semestre

O FIES tem duas edições anuais: uma no começo e outra no meio do ano.

Assim como os demais programas do governo federal, a edição do começo do ano é a que oferece o maior número de vagas. Só que, embora seja menor, ainda assim a segunda edição oferece milhares de opções por todo o Brasil.

Não existem datas fixas para realização do processo seletivo. Normalmente o FIES do meio do ano ocorre entre o final de junho e o início de julho, mas é preciso ficar de olho no cronograma divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). O FIES começa depois do encerramento do Sisu e do ProUni.

A seleção dura normalmente quatro dias – de terça a sexta-feira – e os resultados saem logo na segunda-feira seguinte.

Caso você perca a data das inscrições, só poderá tentar novamente no próximo semestre.

Com o programa é possível financiar cursos superiores presenciais a juros baixos, com longo prazo para pagamento da dívida. O estudante ainda tem a facilidade de só começar a pagar as parcelas depois da formatura.

Quem pode se inscrever no FIES do segundo semestre

Para participar do FIES é preciso atender a alguns requisitos exigidos pelo governo federal.

Primeiramente, o candidato precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 e apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter tirado zero na redação.

O programa é voltado para pessoas que têm renda familiar mensal bruta de até cinco salários mínimos por pessoa.

A aplicação dos juros varia de acordo com o perfil socioeconômico do candidato. Quem tem renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa pode financiar os estudos a juro zero.

Quem tem entre três e cinco salários mínimos pagará juros variáveis.

Como é a seleção do FIES do segundo semestre

Conseguir o financiamento exige encarar uma seleção razoavelmente disputada.

Para se inscrever, o candidato precisa acessar o site oficial do FIES durante o período determinado, informar dados pessoais (como nome, CPF, endereço, e-mail, etc.), preencher formulários socioeconômicos (com questões sobre raça, formação escolar, deficiência), informar a renda mensal bruta de cada pessoa que compõe seu grupo familiar e, por fim, escolher três cursos dentre os disponíveis no sistema.

A classificação é automática e escolhe os candidatos com as maiores notas no Enem. Como forma de garantir a vaga, os candidatos podem ir mudando de opções conforme as notas mínimas para entrar vão variando ao longo da seleção. Isso pode ser feito quantas vezes for necessário até o último dia de seleção.

Os resultados são divulgados em duas etapas: uma primeira chamada, com o nome dos aprovados, e uma lista de espera automática. Ou seja: são duas chances de conseguir o financiamento. Portanto, se o seu nome não aparecer na lista dos primeiros escolhidos, fique ligado para ver se consegue entrar mais adiante.

Depois da aprovação, o candidato precisa levar toda a documentação exigida à faculdade onde conseguiu financiamento e, depois, se dirigir ao banco para fechar o contrato.

Faculdades que estão no FIES que acontece no segundo semestre

O FIES tem uma vantagem muito interessante: todas as faculdades participantes precisam ter avaliação positiva junto ao MEC.

Essa é a garantia de que o estudante não fará um investimento em vão: ele vai terminar o curso com um diploma muito bem visto no mercado de trabalho.

Mas como toda grande seleção, o FIES conta com centenas e centenas de faculdades participantes. Para se dar bem é preciso entrar na disputa com foco, conhecer bem aquelas onde você vai investir tanto tempo de estudo.

Pensando nisso, a gente separou algumas instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que participam do programa e que também têm iniciativas próprias de financiamento sem burocracia:

 

Veja também:

Descubra quantos pontos você precisa ter tirado no Enem para obter o FIES

 

E aí, vai participar do FIES do segundo semestre? Conte para a gente nos comentários!

Comente