FIES, Sisu e ProUni: qual a diferença entre eles?

Enem — Escrito por

Cursar uma universidade é um sonho comum à maioria dos jovens brasileiros e a meta de quase todos que se formam no segundo grau. Porém, um curso superior costuma ser extremamente dispendioso e nem todos podem pagar por isso, além da alta concorrência para conseguir ingressar em uma universidade.

Pensando nisso, o Governo Federal criou vários programas de ampliação do acesso ao ensino superior.

Mas você conhece quais são esses programas? Sabe qual é a diferença entre FIES, ProUni e Sisu? Confira o guia que preparamos pra você:

Entenda o que é o FIES

O  Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que ajuda a pagar a faculdade particular.

Voltado a estudantes de baixa renda, o FIES tem juros mais baixos do que os créditos estudantis privados do mercado e oferece outras vantagens: a dívida começa a ser paga só depois da formatura e pode ser diluída em vários anos.

Para participar é necessário comprovar renda familiar bruta mensal de no máximo 2,5 salários mínimos por pessoa e ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação.

As inscrições para o processo seletivo do FIES acontecem duas vezes por ano: no primeiro e no segundo semestre.

Sisu: como funciona

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um programa do Ministério da Educação que oferece vagas em universidades públicas de todo o Brasil. O Sisu classifica os candidatos com base no desempenho que tiveram na edição mais recente do Enem.

Não há requisito de renda para participar, basta ter feito o Enem mais recente e não ter zerado na redação. As inscrições são gratuitas e acontecem todo semestre.

E o ProUni?

O Programa Universidade para Todos oferece bolsas de estudo, cobrindo integral ou parcialmente os valores das mensalidades, para estudantes de baixa renda. O processo de seleção também utiliza o desempenho na edição mais recente do Enem como critério. Além disso, para estar apto a participar, o candidato terá que comprovar ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola particular. A renda bruta familiar não deverá ultrapassar a quantia de 1,5 salário mínimo por pessoa para bolsa integral e 3 salários mínimos para bolsa parcial.

Para participar é obrigatório cumprir os requisitos de escolaridade e renda, além de ter participado da edição mais recente do Enem, com desempenho mínimo de 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação. As inscrições para o ProUni são gratuitas e acontecem duas vezes por ano.

Confira algumas universidades que participam do ProUni:

Veja também:

Descubra que nota você precisa ter pra passar no Enem

Vai participar do Sisu, do ProUni ou do FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!

Tags: , , ,

Comente