O FIES oferece uma oportunidade única de correr atrás daquele curso superior, mesmo que o interessado esteja sem grana para isso no momento.

Quem consegue vaga no programa pode financiar os estudos em condições imperdíveis e só começa a pagar as parcelas depois da formatura.

Mas entrar no FIES exige um certo esforço. É preciso passar por um processo seletivo e superar a concorrência.

Quer saber com quantos pontos no Enem é possível ganhar o financiamento? Saiba, a seguir, tudo sobre as notas de corte do FIES 2021!

Como está a situação do FIES 2021

O ano de 2021 está confuso para quem planeja entrar na faculdade por algum dos programas do governo federal – Sisu, ProUni e FIES.

Por causa da pandemia de covid-19, o Enem 2020 teve de ser adiado para janeiro, o que atrasou também a realização dos processos seletivos que usam a nota do exame, uma vez que os resultados só devem ser divulgados no final de março.

Para minimizar os estragos causados por um adiamento tão grande, o governo resolveu que lançaria três edições do FIES em 2021: duas no primeiro semestre e uma no segundo, em data ainda a ser definida.

A primeira edição acontece em janeiro, entre os dias 26 e 29, com resultados previstos para o dia 2 de fevereiro. Podem participar desta etapa candidatos que fizeram qualquer Enem entre 2010 e 2019.

A segunda edição acontece em abril, alguns dias depois da divulgação oficial dos resultados do Enem 2020. Aqui, pode participar quem fez os exames entre 2010 e 2020.

A terceira edição é a do segundo semestre, sem data definida ainda. Também poderão tentar vaga quem fez qualquer edição do Enem entre 2010 e 2020.

Segundo o governo, cada FIES contará com 93 mil vagas, aproximadamente.

Nota de corte do FIES 2021

A pontuação mínima necessária para entrar no FIES muda de acordo com o curso e a faculdade pretendida.

Algumas podem ser bem altas, acima de 700 pontos, enquanto outras permitem obter o financiamento com apenas a nota mínima exigida (veja detalhes no próximo tópico).

Veja como variam as notas de corte mínima e máxima entre os cursos mais procurados:

  • Administração: de 450 a 685 pontos
  • Agronomia: de 478 a 640 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo: de 481 a 749 pontos
  • Biomedicina: de 457 a 685 pontos
  • Ciências Contábeis: de 450 a 682 pontos
  • Direito: de 460 a 765 pontos
  • Educação Física: de 451 a 670 pontos
  • Enfermagem: de 455 a 670 pontos
  • Engenharia Civil: de 450 a 734 pontos
  • Engenharia de Produção: de 450 a 720 pontos
  • Engenharia Elétrica: de 450 a 699 pontos
  • Engenharia Mecânica: de 462 a 712 pontos
  • Farmácia: de 452 a 700 pontos
  • Fisioterapia: de 460 a 711 pontos
  • Gastronomia: de 452 a 676 pontos
  • Gestão Comercial: de 455 a 605 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos: de 450 a 630 pontos
  • História: de 459 a 689 pontos
  • Jornalismo: de 452 a 725 pontos
  • Letras: de 459 a 677 pontos
  • Marketing: de 450 a 670 pontos
  • Medicina Veterinária: de 535 a 700 pontos
  • Medicina: de 720 a 831 pontos
  • Nutrição: de 450 a 700 pontos
  • Odontologia: de 532 a 760 pontos
  • Pedagogia: de 450 a 670 pontos
  • Psicologia: de 450 a 705 pontos
  • Publicidade e Propaganda: de 450 a 697 pontos
  • Serviço Social: de 455 a 630 pontos
  • Sistemas de Informação: de 455 a 680 pontos

Como participar do FIES 2021

Para participar do FIES é preciso atender a dois requisitos básicos:

  1. Ter feito qualquer Enem a partir da edição de 2010, com pontuação igual ou superior à solicitada no edital daquela edição específica.
  2. Apresentar renda familiar compatível com a solicitada no edital.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo sistema FiesSeleção, somente no período determinado.

Cada participante pode escolher até três opções de curso entre as alternativas disponíveis no sistema.

O processo seletivo é composto de uma chamada única e uma lista de espera automática – o que significa, na prática, duas chances de ser aprovado e obter o financiamento.

O que fazer se não conseguir o FIES 2021?

O FIES não é o último processo seletivo do Enem, nem a última chance de entrar na faculdade.

Lembre-se de que em 2021 teremos três edições do programa.

Portanto, se você não conseguir entrar no primeiro, pode tentar o segundo e o terceiro sem medo.

Se você tiver feito o Enem 2020, ainda haverá duas edições do Sisu 2021, para quem busca vaga em instituição pública; e duas edições do ProUni 2021, para quem quer estudar com bolsa de estudos.

Além desses, o ingresso direto estará a mil por hora. Com ele, é possível entrar na faculdade privada sem ter de fazer vestibular. O candidato só precisa informar as notas obtidas em qualquer Enem a partir de 2010 para garantir a vaga. Uma vez na faculdade, o candidato pode correr atrás de bolsas parciais, oferecidas pela própria faculdade ou por programas parceiros, ou até mesmo tentar a próxima edição do FIES.

As melhores faculdades do FIES 2021

No FIES há faculdades bastante conhecidas e outra nem tanto, mas algo elas têm em comum: precisam, por lei, manter uma boa avaliação junto ao Ministério da Educação (MEC) e oferecer ensino de excelência.

Por isso, mesmo que o curso que você queira esteja numa instituição não tão famosa, pode ficar sossegado: o investimento vai valer a pena.

A seguir, a gente separou algumas faculdades de qualidade que estão sempre presentes no FIES e oferecem cursos em todas as áreas.

Dê uma olhada:

Veja também:

Descubra tudo sobre o resultado do Enem 2020

O que achou das notas de corte do FIES 2021? Conte para a gente nos comentários!