Descubra o que costuma cair em Física no ENEM

Enem — Escrito por

No Enem, Física aparece na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, a área do conhecimento que envolve também Biologia e Química.

É uma das provas que mais exigem preparo por parte dos participantes do Exame. Fazer uma pontuação legal requer conhecimento apurado e capacidade de relacionar fenômenos da área com o nosso dia a dia. Aqui a decoreba não tem vez!

No edital do Enem a lista de conteúdos para estudar é longa e pode provocar desânimo logo de cara. Mas nós temos alguns segredos que vão facilitar os seus estudos e ajudar a tirar uma boa nota no Exame. Confira!

O que o Enem avalia na prova de Física

O Enem quer saber se você é capaz de usar seus conhecimentos de Física em situações do cotidiano, bem como em sua aplicação científica e tecnológica.

Em outras palavras, o Exame vai avaliar sua capacidade de:

  • Identificar causas ou efeitos dos movimentos de partículas, substâncias, objetos e corpos celestes.
  • Utilizar leis das Física para interpretar processos naturais e tecnológicos, especialmente em termodinâmica e eletromagnetismo.
  • Avaliar possibilidades de geração, uso ou transformação de energia levando em conta questões éticas, ambientais, sociais e econômicas.
  • Aplicar conhecimentos sobre fenômenos ondulatórios e oscilatórios.
  • Identificar e confrontar falsas interpretações científicas.
  • Dimensionar circuitos e dispositivos elétricos de uso cotidiano – principalmente os domésticos.
  • Demonstrar que conhece sistemas tecnológicos de uso comum.
  • Relacionar informações em textos, gráficos e tabelas.
  • Avaliar processos que contribuam para identificar ou solucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental.

 

O que é preciso estudar para se dar bem em Física no Enem

A lista de conteúdos de Física pedidos no Enem é extensa e vai exigir muita dedicação e planejamento por parte do estudante que quiser chegar às provas dominando todos os assuntos.

Veja um resumo do que pode cair:

Conhecimentos básicos e fundamentais

  • Noções de ordem de grandeza
  • Sistema Internacional de Unidades
  • Interpretação física do mundo
  • Gráficos e vetores

 

Movimento, equilíbrio e leis da Física

  • Mecânica: tempo, espaço, velocidade e aceleração
  • Inércia
  • Dinâmica de massa
  • Força e variação
  • Leis de Newton
  • Equilíbrio estático
  • Hidrostática

 

Energia, trabalho e potência

  • Energia potencial e energia cinética
  • Energia mecânica e dissipação de energia
  • Trabalho da força gravitacional
  • Forças conservativas e dissipativas

 

A mecânica e o funcionamento do universo

  • Força peso
  • Aceleração gravitacional
  • Lei da Gravitação Universal
  • Leis de Kepler
  • Movimentos de corpos celestes
  • Concepções históricas sobre a origem do universo e sua evolução

 

Fenômenos elétricos e magnéticos

  • Carga elétrica e corrente elétrica
  • Lei de Coulomb
  • Campo elétrico e potencial elétrico
  • Lei de Ohm
  • Resistência elétrica e resistividade
  • Relações entre grandezas elétricas: tensão, corrente, potência e energia
  • Circuitos elétricos simples
  • Correntes contínua e alternada
  • Medidores elétricos
  • Representação gráfica de circuitos
  • Potência e consumo de energia em dispositivos elétricos
  • Campo magnético
  • Imãs permanentes

 

Oscilações, ondas, óptica e radiação

  • Reflexão e refração
  • Óptica geométrica
  • Formação de imagens
  • Fenômenos ondulatórios
  • Propagação

 

O calor e os fenômenos térmicos

  • Conceitos de calor e de temperatura
  • Transferência de calor e equilíbrio térmico
  • Dilatação térmica
  • Mudanças de estado físico e calor latente de transformação
  • Comportamento de gases ideais
  • Máquinas térmicas
  • Leis da Termodinâmica
  • Aplicações e fenômenos térmicos de uso cotidiano
  • Compreensão de fenômenos climáticos relacionados ao ciclo da água

 

Achou que a quantidade de assuntos é exagerada? Continue com a gente, pois temos uma boa notícia para você!

 

Matérias de Física que costumam cair com mais frequência no Enem

Se bateu aquele desespero por causa da quantidade de conteúdos a estudar, saiba que, de toda essa lista que a gente publicou acima, alguns assuntos costumam aparecer com mais frequência no Enem.

Isso significa que dedicar um tempo extra ao estudo deles pode render um desempenho bem interessante.

Veja quais são:

  • Mecânica
  • Leis de Newton
  • Energia
  • Eletricidade
  • Correntes e potência elétrica
  • Termofísica
  • Fenômenos ondulatórios
  • Óptica

Mas fique ligado: para acertar o maior número de questões na prova de Física não basta estudar apenas os temas mais frequentes. É preciso dedicar atenção a todos os conteúdos apresentados no edital. É muito material, a gente sabe, mas não tem outro jeito.

O Enem é imprevisível, nunca se sabe o que virá no próximo ano. Embora o formato seja o mesmo, pode acontecer de cair um ou outro assunto menos frequente na edição que você for fazer.

 

Dicas para se dar bem na prova de Física

É comum, quando a gente começa a estudar Física, bater o desespero de decorar aquele amontoado de fórmulas. Isso talvez tenha sido útil nas provas do colégio, mas no Enem a decoreba não tem vez.

O Exame está mais interessado em medir seu conhecimento fundamental e a capacidade de resolver problemas envolvendo elementos da Física.

Basta, portanto, concentrar-se nas essenciais. Com elas você consegue resolver a maioria dos problemas apresentados. Assim ninguém queima neurônio tentando decorar fórmulas imensas e que, ao final, nem sequer vão aparecer na prova.

Vale mais a pena investir em treinar interpretação de gráficos e tabelas – recursos que recheiam as questões de todas as provas do Enem.

Além disso, existem outros macetes que você pode adotar para tornar seu estudo mais eficiente. Anote aí:

  • Para dar conta de tanta matéria, é preciso traçar uma estratégia de estudos com a maior antecedência possível.
  • A melhor forma de treinar o que você aprendeu é resolvendo as provas anteriores do Enem (a partir de 2010). Além de assimilar o conteúdo, você fica por dentro do formato do Exame e do grau de dificuldade das questões.
  • Depois de conferir o gabarito, faça uma tabela com o que você acertou e o que errou. Divida os assuntos que identifica como fáceis, médios e difíceis e reforce os estudos nesses dois últimos.
  • Não se esqueça de medir o tempo que você leva para resolver cada prova – isso é importante para ajudar a criar ritmo para o Enem. No dia da prova de Ciências da Natureza você terá quatro horas e meia para resolver 45 questões e ainda dar conta de outras 45 de Ciências Humanas.
  • Fique ligado nas principais inovações tecnológicas da Física, especialmente as que tiverem algum impacto social e econômico.

Veja também:

Como usar a nota do Enem pra entrar na faculdade

 

Qual seu grau de conhecimento em Física? Manja bem ou tem dificuldades? Conte para a gente nos comentários!

Comente