Fui aprovado no Prouni. E agora?

Prouni — Escrito por

O Programa Universidade para Todos (Prouni) recebeu mais de 1 milhão de inscrições em 2014, número recorde de candidatos desde o início da iniciativa, em 2004. No entanto, foram oferecidas apenas 191, 6 mil bolsas de estudo, em 25, 9 mil cursos. Uma grande concorrência!

Quem conseguiu destaque entre esses candidatos, seja na primeira ou segunda chamada, já deve ter entrado em contato com as instituições. Isso porque o prazo para a matrícula foi encerrado.

Quem não obteve aprovação nas duas chamadas ainda tem a oportunidade de manifestar interesse nas vagas remanescentes, por meio da lista de espera. Para quem foi aprovado, mas ainda não sabe o que fazer, confira abaixo todos os trâmites necessários a fim de garantir a vaga. Vale também para quem for tentar o Prouni novamente na segunda oportunidade, já que o Programa conta com uma edição no primeiro e outra no segundo semestre.

Depois de conferir o resultado…

Se ao conferir o resultado no site do Prouni você constatar que foi aprovado, o próximo passo será entrar em contato com a universidade escolhida para efetuar a matrícula. É importante ficar atento aos prazos para não perder a vaga. Não se esqueça ainda de levar todos os documentos necessários. São eles:

  • Documentos de identificação como o RG e carteira de habilitação;

  • Comprovante de residência que pode ser uma conta de água ou luz;

  • Comprovante de rendimento que pode ser, por exemplo, os três últimos contracheques, em caso de renda fixa;

  • Comprovante de conclusão do Ensino Médio;

  • Comprovante de professor da educação básica, quando for o caso;

  • Comprovante de deficiência física como um laudo médico (para quem for deficiente obviamente)

Logo após a entrega dos documentos, a instituição deverá emitir o Protocolo de Recebimento de Documentação do Prouni, que garante a você provar que entregou tudo o que foi solicitado à universidade. Ainda assim, pode ser que ela peça outras informações antes da efetivação de matrícula.

Além desses documentos pode ser que a universidade escolhida ainda faça você realizar um processo seletivo. Nesse caso, a instituição deve comunicar o estudante com antecedência, além de promover um teste com menor rigor em comparação aos vestibulares. Também não pode ser cobrada qualquer taxa para a realização dessa avaliação.

E se não houver formação de turma para o curso escolhido?

Mesmo tendo sido aprovado, você corre o risco de não haver número de alunos suficiente para a formação da turma. Nessa situação os candidatos serão reprovados e só terão o benefício se já estiverem matriculados no curso.

Caso isso tenha acontecido na primeira chamada, o candidato continua concorrendo na lista seguinte. Se não for pré-selecionado, pode ainda participar da lista de espera.

Como o Prouni é realizado duas vezes ao ano, ainda é possível tentar uma vaga na segunda edição anual, que ocorre no segundo semestre. Para isso, você precisará realizar uma nova inscrição para a edição e concorrerá, novamente, com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior, a mesma utilizada no processo seletivo ao qual não conseguiu ingressar por não haver formação de turma.

Agora que você já sabe tudo que precisa fazer após a pré-seleção, lembre-se de estar com toda a documentação em dia e de não omitir qualquer informação que possa te prejudicar na hora de realizar a matrícula. Afinal, pode ser aquela oportunidade que você tanto esperava para fazer um curso universitário! Sucesso em sua carreira.

Tags: , , ,

Comente