O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC) que teve início em 1998. De 1998 até o ano de 2008 tal exame tinha o único objetivo de avaliar o nível de conhecimento dos estudantes do ensino médio e contava com apenas 63 questões objetivas. Já no ano de 2009 houve uma grande mudança, passando o exame a contar com 180 questões objetivas e uma prova de redação, sendo aplicada em dois dias.

A partir de 2009 o ENEM assumiu a responsabilidade de ser o maior vestibular do país. A nota obtida nesta prova pode ser utilizada para ingressar no ensino superior público, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU); ingressar no ensino superior privado com bolsas de estudos por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni); conseguir financiamento do governo federal para custear os estudos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies); ou ainda conseguir o Certificado de conclusão do Ensino Médio.

Na sua primeira edição nesse novo modelo de aplicação, o ENEM registrou cerca de 4,5 milhões de inscritos. Já neste ano, em 2013, foram registradas mais de 7 milhões de inscrições. Assim como o número de inscrições, o número de vagas ofertadas em instituições públicas de ensino superior também cresceu, passou de 47 mil vagas em 2010, para mais de 129 mil vagas em 2013.

Aspectos Positivos

Esta centralização teve um impacto positivo muito grande, tanto para as instituições de ensino, como para os estudantes e também para o governo, entenda como:

Para as Universidades

Os principais impactos positivos que o ENEM proporcionou para as instituições de ensino superior, principalmente as públicas, foram:

  • Menor necessidade de realizar muitas provas de vestibular;
  • Menor gasto com os vestibulares e processos de seleção;
  • Mais verbas para melhoria da qualidade do ensino;
  • Possibilidade de utilizar as notas do ENEM para outras finalidades dentro da universidade, como o Ciência sem Fronteiras, por exemplo.

Para os Estudantes

O ENEM também teve impacto positivo junto aos estudantes, como:

  • Democratização no acesso dos estudantes ao ensino superior público;
  • Possibilidade de concorrer a vagas em diferentes instituições sem a necessidade de gastar com viagens;
  • Maior facilidade ao acesso;
  • Possibilidade de participar de programas de Bolsas do governo e financiamentos, com o Prouni e o Fies;
  • Menor gasto com realização de provas.

Para o Governo

E quanto ao governo, também teve alguns impactos que são muito importantes, são eles:

  • Maior registro de dados dos estudantes;
  • Melhor acompanhamento dos estudantes, por meio das notas, podendo avaliar o nível do ensino oferecido Brasil afora;
  • Capacidade de analisar as informações e assim poder determinar qual a necessidade maior de cada região;
  • Maior controle das vagas disponibilizadas e maior percepção das necessidades na implantação de cursos e criação de universidades.

ENEM

O ENEM de 2013 está previsto para acontecer nos dias 26 e 27 de outubro às 13h (horário de Brasília). No primeiro dia são aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias, com duração de 4h e 30min. No segundo dia são aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e a prova de Redação, com duração de 5h e 30 min.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]