O FIES 2020 está bem perto de começar. Em duas edições, o programa permitirá que milhares de estudantes tenham acesso ao ensino superior sem se preocupar com as mensalidades.

É uma oportunidade de ouro para quem não quer mais adiar o sonho de ter uma formação de alto nível, que amplie as chances de sucesso no mercado de trabalho.

Para se dar bem é preciso triplicar a atenção. O FIES passa rápido, e quem perder terá de esperar seis meses pela próxima edição.

A seguir, saiba como fazer a inscrição no para o FIES 2020 e tente sua vaga!

Como fazer a inscrição para o FIES 2020

O FIES tem duas edições em 2020.

A primeira acontece em fevereiro, para quem quer financiar cursos ainda no primeiro semestre; e a segunda, em julho, para quem quer financiar a faculdade no segundo semestre.

A primeira edição é a que tem o maior número de vagas.

As inscrições abrem no dia 5 de fevereiro e encerram no dia 12 de fevereiro. O resultado sai no dia 26 do mesmo mês. Quem optar pela modalidade de contrato FIES tem ainda a possibilidade de entrar pela lista de espera automática, que começa a convocar os selecionados a partir de 28 de fevereiro. O processo pode se estender até o dia 31 de março.

A grande vantagem do FIES é oferecer crédito estudantil a juros baixos (ou zero, em alguns casos) e um prazo longo para pagamento da dívida, que só começa a ser cobrada depois da formatura.

Quando as inscrições estiverem abertas, o interessado em um financiamento do FIES deve:

  • Acessar o site oficial do FIES Seleção.
  • Informar o número do CPF, para que o sistema do MEC identifique as edições do Enem já feitas pelo candidato.
  • Se estiver tudo certo, antes de se inscrever o candidato terá de prestar informações de caráter socioeconômico solicitadas pelo FIES.

Só depois disso é que será possível fazer a pesquisa pelas vagas disponíveis. Dá para procurar por estado, município, cursos e faculdade onde gostaria de estudar.

O candidato pode fazer até três opções de curso entre os disponíveis no sistema.

Depois disso, é hora de encarar o processo seletivo – o que vai exigir uma boa dose de atenção dos participantes.

Veja como!

Como é a seleção do FIES 2020

Dependendo do curso, a seleção do FIES pode ser bem concorrida.

O MEC seleciona os candidatos com base no desempenho apresentado no Enem. Quem chega com notas mais altas tem mais chances de entrar.

A seleção dura quatro dias. Nesse período os interessados precisam se inscrever, apontar os cursos desejados e acompanhar a evolução da nota de corte para cada uma das suas escolhas.

Quanto mais gente inscrita, mais altas as notas de corte serão.

Se a nota subir demais, dá para mudar de opção de curso ou faculdade quantas vezes for necessário, até um minuto antes do encerramento geral.

O resultado é divulgado dois dias após o fim do processo seletivo.

O FIES oferece duas chances de conseguir o financiamento:

  1. Na primeira chamada, quando são convocados os primeiros escolhidos no processo seletivo.
  2. Pela lista de espera, que é aberta poucos dias depois da primeira chamada (apenas para o modelo de contrato FIES).

Os candidatos que passarem na primeira chamada vão saber se foram escolhidos no próprio site do FIES Seleção.

Quem for selecionado pela lista de espera terá que entrar em contato com a faculdade de interesse.

Quem pode participar do FIES 2020

Para tentar o financiamento do FIES é preciso, primeiramente, ter feito qualquer Enem a partir da edição de 2010 e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

O próprio sistema do FIES identifica se você tem a pontuação necessária para participar, e escolhe sempre a maior (caso tenha feito mais de uma).

A renda familiar mensal bruta exigida é de até três salários mínimos por pessoa, para quem busca financiamento a juro zero.

A renda familiar pode ser de até cinco salários mínimos por pessoa para quem quer financiar o curso a juros variáveis – mas ainda baixos em relação aos cobrados por outros financiamentos.

Cursos que estarão no FIES 2020

Todos os semestres o FIES conta com uma oferta impressionante de cursos de bacharelado, licenciatura e superiores de tecnologia.

Portanto, para 2020 você pode esperar opções em todas as áreas do conhecimento. Vai ter até em Medicina, Odontologia e Engenharia, que estão entre os cursos mais caros do país.

As listas variam de acordo com a sua região, a faculdade, o turno, etc.

Só vai dá para conhecer a relação exata quando o FIES abrir seleção.

Onde estudar com o FIES 2020

O FIES está disponível apenas em faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

Essa é uma segurança e tanto de que seu investimento será feito em uma instituição de qualidade e o diploma obtido terá boa aceitação no mercado de trabalho.

Se a faculdade que você quer fazer não aceita o FIES, pesquise se há modelos alternativos de financiamento. Algumas oferecem a possibilidade de parcelar metade do valor do curso a juro zero, sem burocracia e sem processo seletivo.

Abaixo, a gente selecionou algumas faculdades que aceitam o FIES e outras formas de financiamento estudantil sem burocracia.

Confira:

Veja também:

Saiba que nota precisa tirar no Enem pra conseguir FIES 2020

Está se preparando para o FIES 2020? Conte para a gente qual curso você gostaria de financiar!