Saiba como fazer a inscrição do ProUni no segundo semestre

Enem — Escrito por

Quem quer uma bolsa de estudos para fazer um curso superior pode tentar a sorte pelo ProUni duas vezes ao ano.

O programa concede bolsas integrais e parciais em faculdades particulares de todo o país, em cursos de diferentes áreas.

Para conseguir o benefício, o candidato precisa estar bem preparado, com um bom desempenho no Enem e atenção total às regras e prazos.

Se você quer saber como fazer a inscrição do ProUni no segundo semestre, veio ao lugar certo: a gente dá todo o passo a passo a seguir.

Confira!

Como fazer a inscrição do ProUni no segundo semestre

O ProUni tem duas edições anuais, uma para quem vai começar a estudar no primeiro semestre e outra para quem quer iniciar seus estudos no segundo semestre.

As inscrições não têm fixa para acontecer, por isso é fundamental ficar de olho nos cronogramas divulgados pelo Ministério da Educação (MEC). Só se sabe que normalmente a primeira edição ocorre entre o final de janeiro e o início de fevereiro e a segunda, a partir do final de junho.

Inscrever-se no programa é bem fácil, basta:

  1. Acessar o site oficial do ProUni enquanto o período de inscrições estiver aberto.
  2. Informar o número de inscrição do Enem e a senha cadastrada (a mesma que você usou para ver os resultados do Enem – se tiver esquecido, dá para recuperar facilmente).
  3. Verificar os dados pessoais que vão aparecer na tela seguinte.
  4. Responder ao questionário socioeconômico, que traz perguntas sobre raça/cor, deficiência, formação de ensino médio, etc.
  5. Informar a renda mensal bruta do seu grupo familiar. Esse campo pode ser um pouco mais complicado que os demais, portanto atenção redobrada. Será preciso ter em mãos o nome completo, o CPF, a data de nascimento e a renda de cada uma das pessoas que moram na mesma casa que você.
  6. Escolher duas opções de curso. Você pode fazer a busca por município, por instituição ou pelo nome do curso.

Candidatos com deficiência ou aqueles autodeclarados pretos, pardos ou indígenas poderão concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas (as famosas cotas).

Existem dois tipos de bolsa no ProUni: a integral e a parcial.

A integral paga o valor total das mensalidades – e o aluno não precisa se preocupar com nada.

A parcial paga apenas metade.

Para concorrer à bolsa integral é preciso ter renda familiar mensal bruta de até 1,5 salário mínimo por pessoa. A parcial pede que a renda seja de até três salários por pessoa.

Muito cuidado na hora de preencher as informações durante a inscrição no ProUni. Mais adiante, caso seja aprovado, o candidato terá de comprovar tudo o que informou ali. Erros ou tentativas de fraude resultam no cancelamento imediato do benefício.

Quem pode participar do ProUni no segundo semestre

Para participar das duas edições anuais do ProUni, é necessário:

  • Ter feito o Enem mais recente.
  • Apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.
  • Ter feito o ensino médio em escola da rede pública, ou na particular como bolsista integral.

O programa é aberto também a pessoas com deficiência e a professores da rede pública de ensino.

Como é a seleção do ProUni do segundo semestre

A seleção do ProUni do segundo semestre tem uma escala menor que a do primeiro. São menos vagas, mas ainda assim tem muitas oportunidades – cerca de 50 mil bolsas por todo o país, mais ou menos.

As inscrições ficam abertas por quatro dias no período determinado – de terça a sexta. Os resultados são divulgados na segunda-feira seguinte.

O modelo de escolha dos futuros bolsistas é o mesmo para ambas as edições: são selecionados os candidatos que tiverem as maiores notas no Enem.

Ao longo da seleção, as notas mínimas para entrar em cada curso podem ir mudando ao longo da semana. Se subir muito, o candidato pode mudar de opções quantas vezes quiser, até encontrar uma faculdade que comporte sua pontuação.

Esse processo pode ser feito até o último minuto da seleção.

Quem fizer o ProUni do segundo semestre terá três chances de conseguir bolsa, por meio da primeira chamada (aprovados logo de cara), a segunda chamada e a lista de espera.

O resultado é divulgado no site oficial e nas faculdades. É de inteira responsabilidade do participante ir atrás dessas informações.

Por fim, o aprovado terá de levar toda a documentação comprobatória à faculdade onde conseguiu bolsa. Algumas podem exigir que o futuro bolsista passe por um outro processo seletivo.

Faculdades que estão presentes no ProUni do segundo semestre

Um ponto muito positivo do ProUni é que todas as faculdades participantes precisam ser bem avaliadas pelo MEC.

Isso significa que os aprovados irão entrar em boas faculdades e vão terminar os estudos com um diploma valorizado no mercado.

Mas tanto na primeira quanto na segunda edição do ProUni, há um número enorme de instituições participantes.

Para quem quer se dar bem na seleção, foco é fundamental: saber onde estão as melhores faculdades, com cursos presenciais e a distância que se encaixam nos seus objetivos.

Pensando nisso, a gente separou algumas faculdades para você incluir aí na sua lista. Além de participarem do ProUni, todas elas contam com programas próprios de bolsas e financiamento estudantil sem burocracia:

 

Veja também:

Descubra tudo sobre as bolsas de estudo da Anhanguera

 

O que achou da inscrição do ProUni no segundo semestre? Tá tranquilo? Conte para a gente nos comentários!

Comente