Saiba como ver a lista de espera do Fies

Fies — Escrito por

A lista de espera do FIES, válida para a modalidade de juros zero, é mais uma chance de ser selecionado e conseguir o financiamento para pagar a faculdade!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é a forma como muitos brasileiros conseguem ingressar no ensino superior: arcando com as mensalidades de uma universidade privada.

Após o Sisu e o ProUni, o FIES é a terceira opção em programas do governo federal. Todos foram criados para facilitar o acesso da população de baixa renda a um curso de graduação.

O financiamento oferece juros baixos (inclusive zero) para que estudantes consigam custear suas mensalidades ao longo do curso. O pagamento ocorre somente no final da graduação.

Desde o início do ano letivo, o FIES segue um cronograma, e uma de suas fases é a lista de espera. Saiba o que é e como funciona.

Como ver a lista de espera do FIES 2019

Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do FIES têm ainda outra oportunidade: a lista de espera.

Ela oferece as vagas remanescentes, ou seja, as que não foram ocupadas pelos candidatos convocados na chamada regular.

Os participantes da lista de espera devem acompanhar sua possível pré-seleção por meio do FiesSeleção, na página oficial do Novo FIES. Para que não percam nenhum prazo, devem estar sempre atentos ao cronograma.

A seguir, respondemos outras dúvidas mais frequentes sobre a lista de espera:

É necessário se inscrever na lista de espera?

Não. Os estudantes que não são pré-selecionados na chamada regular vão automaticamente para a lista de espera.

Quem não foi contemplado pelo P-FIES pode participar da lista de espera?

Não. Não há etapa de lista de espera na modalidade P-FIES.

O que fazer se for pré-selecionado na lista de espera?

Quem for pré-selecionado deve complementar a sua inscrição no site do FIES para contratar o financiamento. O prazo é de 5 dias úteis a partir da data da divulgação de sua pré-seleção.

Como ocorre a contratação do FIES

Após completar a inscrição, o candidato deve ir à CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) na sua instituição de ensino, a fim de validar as informações dadas no cadastro.

Após a validação, é hora de ir à instituição bancária para contratar o financiamento. Para isso, você precisa levar os seguintes documentos (original e cópia):

  • Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) emitido pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA)
  • Termo de concessão ou de atualização do usufruto de bolsa parcial do ProUni, quando for o caso
  • Documento de identificação
  • CPF próprio e, se menor de 18 anos de idade não emancipado, do seu representante legal
  • Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge, se for o caso
  • Comprovante de residência.

É preciso que leve também os documentos do fiador (caso tenha optado por fiança convencional ou solidária):

  • Documento de identificação
  • CPF
  • Certidão de casamento
  • CPF e documento de identificação do cônjuge, se for o caso
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de rendimentos, salvo no caso de fiança solidária

Importante: o não comparecimento à CPSA ou à instituição financeira no prazo implica o cancelamento da inscrição.

Fiança convencional x fiança solidária

Na fiança convencional, o candidato deve ter uma ou duas pessoas com renda que, em caso de não pagamento, possam quitar a dívida. A renda bruta mensal dos fiadores deve ser o dobro do valor da mensalidade financiada.

Na fiança solidária, o candidato deve indicar de três a cinco pessoas como fiadores. Nesta modalidade se aplicam as seguintes regras aos fiadores:

  • Não precisa apresentar comprovação de rendimentos
  • Os indicados devem ser estudantes da mesma instituição de ensino que o candidato
  • Os indicados não podem pertencer ao mesmo grupo familiar do candidato

Não conseguiu o FIES? Veja outras alternativas de ingresso no ensino superior

Caso o candidato não se enquadre em nenhum dos perfis para contratação do novo FIES ou não queira participar, há outras possibilidades de ingresso no ensino superior.

Assim como os programas do governo, algumas instituições privadas de ensino superior consideram a pontuação obtida no Enem para conceder acesso direto e até descontos nas mensalidades de seus cursos de graduação.

Essas instituições oferecem bolsas, convênios e até mesmo financiamento próprio. Portanto, se o FIES não é de seu interesse ou se você não foi pré-selecionado, não se preocupe. Você pode estudar nestas universidades:

Estes temas também podem interessar:

Entenda como ingressar em uma faculdade online

Faculdades reconhecidas pelo MEC

Entendeu como funciona  a lista de espera do FIES? Já estava inscrito ou prefere outras opções de ingresso no ensino superior? Conte tudo nos comentários!

Comente