MEC autoriza curso de Medicina do Cesumar

Notícias — Escrito por

O Ministério da Educação autorizou a abertura do curso de Medicina do Cesumar , uma conquista para a sociedade e a instituição, que vem se destacando como a melhor instituição privada do Estado, segundo indicadores do MEC.

Foram autorizadas 100 vagas e a instituição irá realizar vestibular para o curso em janeiro (em data a ser definida), para a primeira turma que irá ingressar em 2012. A infraestrutura para o funcionamento do curso está toda instalada.

O reitor Wilson de Matos Silva diz que esta é uma conquista não só para a comunidade de Maringá e região como de todo o Estado, já que há anos não ocorre a autorização pelo MEC de novos cursos no estado e existe uma demanda reprimida pela formação de novos profissionais.

O processo para abertura do curso começou em setembro de 2005, quando a instituição protocolou o projeto junto ao MEC. Desde então foram várias etapas até se chegar à autorização de funcionamento.

A proposta pedagógica do curso atende às Diretrizes Curriculares Nacionais utilizando metodologias ativas de ensino-aprendizagem (Aprendizagem Baseada em Problemas – ABP e problematização), o que favorece o conhecimento da realidade de saúde e a construção do compromisso social do futuro médico.

Projeto pedagógico

O projeto pedagógico voltado a formação de médicos generalistas que atendam ao Sistema Único de Saúde (SUS), bem como toda a infraestrutura já existente na instituição e os projetos de extensão voltados à comunidade foram itens considerados relevantes na aprovação do curso de medicina do Cesumar, na avaliação da diretora de Ciências Biológicas e da Saúde, Solange Lopes.

A instituição tem como proposta aplicar a metodologia ativa de ensino-aprendizagem, que é baseada na vivência e análise de problemas pelos alunos desde o primeiro ano de faculdade. “Isso os torna profissionais mais preparados para a realidade do mercado de trabalho que irão encontrar”, disse a coordenadora pedagógica do curso, Nilce Marzolla Ideriha, doutora em Morfologia pela USP e formada neste método de ensino na Holanda.

O objetivo principal dessa proposta, hoje utilizada nos cursos mais modernos de medicina e aprovada pelo MEC (Ministério da Educação), é desenvolver a autonomia do profissional em coalizão com o coletivo.
Segundo Nilce, o aluno atuará em pequenos grupos, orientados por um professor, analisando e vivenciando casos reais na área de saúde coletiva desde o primeiro ano da faculdade.

Infraestrutura

Em termos de infraestrutura, o Cesumar possui à disposição do curso mais de oitenta laboratórios da área da saúde, além dos específicos exigidos para a formação de médicos, clínicas, uma unidade básica de saúde implantada dentro de campus e convênios com hospitais locais e a rede de serviços públicos de saúde de diversos municípios da região.

O investimento na infraestrutura do curso chega a aproximadamente R$ 7 milhões até o momento, segundo o vice-reitor, Wilson de Matos Filho. O valor inclui também o acervo bibliográfico e as bases de dados que foram adquiridos para atender ao curso.

Para o reitor Wilson Matos, “o curso consolida e fortalece o importante papel social desempenhado pelo Cesumar em seus diversos cursos da área da saúde (Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Serviço Social, Psicologia, Fonoaudiologia, Ciências Biológicas, Odontologia e Educação Física), nas suas mais diferentes clínicas, postos de atendimento à população e projetos envolvendo a comunidade”.

Tags: ,

Comente