Morte e Vida Severina é a mais conhecida obra do escritor brasileiro João Cabral de Melo Neto. A obra é um poema dramático e se trata de um auto de natal do folclore pernabucano. Morte e Vida Severina foi escrito entre 1954 e 1955, por encomenda de Maria Clara Machado,  diretora do grupo O Tablado. O livro é hoje uma das obras mais pedidas em vestibulares de todo país.

O título do livro é uma referência ao sofrimento enfrentado pela personagem principal, uma imigrante nordestina em busca de uma vida melhor.

Além deste material poético misturando a antiga poesia ibérica e o folclore pernambucano, o Regionalismo de 1930 é outra importante influência na concepção do livro  As preocupações com a dura realidade sertaneja encontram-se sintetizadas poeticamente nesta obra de João Cabral de Melo Neto.

Veja abaixo uma animação sobre o livro Morte e Vida Severina

Morte e Vida Severina