Veja a nota de corte de Direito no Enem

Enem — Escrito por

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é chamado por muitos de “o maior vestibular do país”. De fato, todo ano essa prova reúne milhões de participantes com o objetivo de entrar no ensino superior.

No entanto, é importante lembrar que o Enem não é um processo seletivo. Sozinho, o Exame não aprova ou reprova ninguém.

O que acontece é que com a nota do Enem é possível se inscrever em diversos programas do Governo Federal para conseguir vaga em universidades públicas, bolsas de estudo e até entrar na faculdade particular sem fazer vestibular!

Quanto maior for sua pontuação no Enem, maiores são as chances de conseguir estes benefícios. A nota de corte para ser aprovado depende muito do processo seletivo, curso e universidade em que o candidato está inscrito.

Quem pensa em fazer uma faculdade de Direito, por exemplo, encontra diversas instituições de ensino oferecendo este curso. Mas qual será a nota mínima para conseguir uma vaga?

Veja a seguir como usar a nota do Enem para entrar na faculdade de Direito e qual a pontuação exigida em cada caso.

 

Como usar a nota do Enem para entrar em Direito

O resultado do Enem costuma ser divulgado no mês de janeiro. É quando os participantes têm acesso ao seu boletim de desempenho individual e descobrem as notas que tiraram em cada uma das provas.

Com esta nota é possível se inscrever nos processos seletivos que vão surgir ao longo do ano. Conheça os principais:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – classifica candidatos para universidades públicas de todas as regiões do País.
  • Programa Universidade para Todos (ProUni) – distribui bolsas de estudo a pessoas de baixa renda.
  • Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) – concede financiamentos estudantis para ajudar a pagar faculdades particulares.
  • Ingresso direto em universidades particulares, sem precisar fazer vestibular.

 

Como funciona a nota de corte do Enem para Direito

A nota de corte é a nota mínima que um candidato deve ter para ser aprovado em um processo seletivo. Ela varia de um ano para outro e de uma universidade para outra.

São diversos fatores que influenciam no cálculo desta nota. Conheça alguns:

  • A reputação da universidade – instituições de ensino renomadas costumam atrair muitos estudantes dedicados. Isso eleva o nível da disputa e as notas de corte tendem a ser mais altas.
  • O turno – o curso de Direito é oferecido nos turnos matutino e noturno. Se em determinada universidade um dos turnos é mais procurado, isso pode fazer com que a nota de corte seja mais alta.
  • A modalidade de concorrência – nestes processos seletivos é comum ter vagas reservadas a ações afirmativas (ou cotas). Quem se inscreve pelas cotas não disputa vaga com quem optou pela ampla concorrência. As notas de corte destas duas modalidades normalmente são diferentes.
  • O desempenho dos outros candidatos – se os candidatos que estão inscritos para uma mesma vaga (na mesma universidade, cidade, turno e modalidade de concorrência) tiverem notas muito altas no Enem, então a nota de corte será elevada. Agora, se a maioria dos candidatos foi mal na prova, então a nota de corte será mais baixa.

Em qualquer destes processos seletivos, só é possível saber exatamente qual será a nota de corte depois que o período de inscrição é encerrado.

Porém, conseguimos ter uma boa ideia da pontuação mínima para ser aprovado observando as edições anteriores do Sisu e do ProUni. Veja a seguir as notas de corte de Direito dos últimos anos.

 

Notas de corte de Direito para passar no Sisu

O Sisu abre inscrições duas vezes ao ano e a disputa por uma vaga é bastante acirrada. Para entrar em algumas faculdades de Direito é preciso tirar uma nota acima de 800 pontos.

Confira exemplos de notas de corte recentes para o curso de Direito:

Universidades com notas de corte acima de 800 pontos:

  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA)

 

Universidades com notas de corte entre 750 e 800 pontos:

  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade de Brasília (UNB)

 

Universidades com notas de corte entre 700 e 750 pontos:

  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

 

Universidades com notas de corte até 700 pontos:

  • Universidade Federal do Acre (UFAC)
  • Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)
  • Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT)
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
  • Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS)

 

Notas de corte de Direito para passar no ProUni

Para se inscrever no ProUni o estudante deve ter atingido no mínimo 450 pontos na média das provas do Enem e nota maior que zero na redação. É preciso também atender a alguns requisitos de escolaridade e renda.

Em algumas universidades é possível ser aprovado com uma pontuação pouco acima do mínimo exigido. Em outras, a nota de corte pode ficar acima dos 700 pontos.

Veja alguns exemplos de notas de corte de Direito dos últimos anos:

Universidades com notas de corte acima de 600 pontos:

  • Faculdade Paraíso do Ceará (FAPCE)
  • Faculdade Evangélica de Goianésia (FACEG)
  • Faculdade Baiana de Direito e Gestão (FACULDADE BAIANA DE DIREITO)
  • Centro de Ensino Superior de Valença (CESVA)
  • Faculdade Raízes (SER)
  • Christus Faculdade do Piauí (CHRISFAPI)
  • Faculdade Metodista Granbery (FMG)
  • Faculdade La Salle (LA SALLE)

 

Universidades com notas de corte entre 500 e 600 pontos:

  • Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE)
  • Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • Universidade Braz Cubas (BRAZ CUBAS)
  • Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE)
  • Centro Universitário Uninovafapi (UNINOVAFAPI)

 

Universidades com notas de corte até 500 pontos:

  • Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA)
  • Centro Universitário Central Paulista (UNICEP)

 

Notas de corte de Direito para passar no FIES

Para concorrer a um financiamento pelo FIES é obrigatório ter participado de alguma edição do Enem a partir de 2010 e atingido no mínimo 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação. Além disso, os interessados devem atender aos critérios de renda exigidos pelo programa.

Está cada vez mais difícil conseguir uma vaga pelo FIES e as regras mudam a cada semestre. Uma das novidades mais recentes diz respeito à nota de corte parcial.

Durante o período de inscrição, o FIES calcula a nota de corte parcial de cada uma das vagas, considerando os candidatos inscritos até o momento. Esta nota é atualizada diariamente e os interessados podem verificar suas reais chances de serem aprovados.

Acompanhe o site do FIES durante o período de inscrições para saber mais.

 

Ingresso direto em universidades particulares

Muitas universidades particulares aceitam novos estudantes sem precisar fazer o vestibular. Basta apresentar a nota obtida no Enem e fazer a matrícula.

A quantidade de vagas e a nota mínima exigida varia muito de uma universidade para outra. Para ter mais informações procure a instituição de seu interesse.

Conheça algumas universidades reconhecidas pelo MEC que aceitam a nota do Enem e oferecem o curso de Direito:

 

Veja também:

O que é a nota de corte?

 

Vai tentar uma vaga para Direito? Conte para a gente em qual universidade pretende estudar!

Comente