Nota do Enem também é utilizada para seleção do Ciência sem Fronteiras

Enem — Escrito por

Para participar do programa Ciência sem Fronteiras (CsF), do governo federal, é preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e ter conseguido mais de 600 pontos. Segundo o Ministro da Educação Aloizio Mercadante, essa exigência é necessária pois é preciso ter um critério para selecionar os estudantes.

Ciência sem Fronteiras

O Ciência sem Fronteiras é um programa do governo federal, que procura selecionar os melhores estudantes para ocupar as vagas oferecidas em intercâmbios, com a finalidade de proporcionar uma nova visão e conhecimento aos estudantes.

Conta ainda com convênios com diversas instituições de outros países e também oferece bolsas para que os estudantes financiem a compra de materiais, estadia e alimentação, além das passagens da viagem. Esse programa tem o objetivo de oferecer, em quatro anos, cerca de 101 mil bolsas para alunos de graduação e pós-graduação.

ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi criado em 1998 e tinha como objetivo avaliar a qualidade do ensino médio brasileiro. Com o tempo esse exame ganhou importância e em 2009 foi totalmente reformulado. Nesse ano ele passou a contar com 180 questões de múltipla escolha e uma prova de redação, realizada em dois dias de provas, divididas em quatro áreas de conhecimento.

Com a nota do ENEM é possível ingressar no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), ou no ensino superior privado, com bolsas de estudos parciais e integrais, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni), conseguir financiamento da mensalidade pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), obter o certificado de conclusão do ensino médio e ainda participar do processo de seleção do Ciência sem Fronteiras.

Notas dos alunos do Enem influenciam seleção no CsF

Um dos critérios utilizados para selecionar os estudantes no CsF é a nota alcançada no ENEM. Para ter direito a participar do processo de seleção é preciso que o estudante tenha realizado a prova do ENEM a partir de 2009 e tenha conseguido nota superior ou igual a 600.

Outros requisitos para solicitar

Além da exigência do ENEM, são utilizados como critérios para a seleção: estar regularmente matriculado em um curso superior nas áreas estipuladas em edital; ser brasileiro; ter cursado entre 20% e 90% do curso; ter bom desempenho acadêmico; comprovar proficiência; e ainda não ter usufruído de bolsas pela CAPES ou CNPq, para graduação sanduíche no exterior.

Vagas disponibilizadas

No último edital divulgado foram disponibilizadas, ao todo, 13.480 vagas em nove países. Para realizar a inscrição, é preciso acessar o site do programa, selecionar o país pretendido e ler atentamente o edital referente.

As vagas, divididas pelos países participantes são:

  • Alemanha: 2.000 vagas.
  • Austrália: 2.250 vagas.
  • Canadá: 2.188 vagas.
  • Coreia do Sul: 292 vagas.
  • Estados Unidos: 2.000 vagas.
  • Finlândia: 300 vagas.
  • Hungria: 2.300 vagas.
  • Japão: 150 vagas.
  • Reino Unido: 2.000 vagas.

Totalizando 13.480 vagas ofertadas.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]

Tags: , , ,

Comente