Descubra quais são as notas de corte do SISU 2018

Sisu — Escrito por

Atenção, enemzeiros! Chegou a hora de encarar o Sisu 2018! No final de janeiro abrem as inscrições para o maior processo seletivo do país!

Este ano teremos mais de 240 mil vagas em instituições públicas de ensino por todo o Brasil. E isso só no primeiro semestre!

São cursos em tudo quanto é área de conhecimento: Medicina, Direito, Sociologia, Pedagogia, Engenharia, Química, Biologia, Gestão de Recursos Humanos e muito, muito mais.

O desafio maior para quem se inscreve no Sisu é conseguir superar as notas de corte. Em alguns cursos, elas ultrapassam facilmente os 800 pontos.

E quem faz o Enem sabe: alcançar uma pontuação assim não é nada fácil. Ainda bem que existem alternativas interessantes para todo mundo!

Vamos conhecer a seguir quais são as notas de corte do Sisu 2018 e todos os caminhos e processos seletivos que ainda estão por vir.

Notas de corte do Sisu 2018

Na prática a gente só vai conhecer a nota de corte do Sisu 2018 depois que sair o resultado. No primeiro semestre a divulgação da primeira chamada está prevista para o dia 29 de janeiro. Até lá, a gente só consegue estabelecer um parâmetro do desempenho necessário para passar em cada curso.

Para isso, vamos tomar como base algumas pontuações registradas nos anos anteriores. Podemos esperar algo similar em 2018.

Vamos ver alguns exemplos:

  • Administração – 730 pontos
  • Agronomia – 650 pontos
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas – 600 pontos
  • Antropologia – 700 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo – 740 pontos
  • Artes Cênicas – 700 pontos
  • Artes Visuais – 655 pontos
  • Biblioteconomia – 650 pontos
  • Biomedicina – 720 pontos
  • Ciência da Computação – 760 pontos
  • Ciências Atuariais – 690 pontos
  • Ciências Biológicas – 690 pontos
  • Ciências Contábeis – 739 pontos
  • Ciências Econômicas – 710 pontos
  • Ciências Sociais – 648 pontos
  • Comunicação Social – 770 pontos
  • Design – 680 pontos
  • Direito – 790 pontos
  • Educação Física – 695 pontos
  • Enfermagem – 720 pontos
  • Engenharia Aeroespacial – 780 pontos
  • Engenharia Agrícola – 675 pontos
  • Engenharia Ambiental – 735 pontos
  • Engenharia Civil – 780 pontos
  • Engenharia de Alimentos – 690 pontos
  • Engenharia de Controle e Automação – 750 pontos
  • Engenharia de Petróleo e Gás – 750 pontos
  • Engenharia de Produção – 750 pontos
  • Engenharia Elétrica – 770 pontos
  • Engenharia Florestal – 675 pontos
  • Engenharia Química – 778 pontos
  • Estatística – 709 pontos
  • Farmácia – 724 pontos
  • Filosofia – 650 pontos
  • Física – 630 pontos
  • Fisioterapia – 730 pontos
  • Fonoaudiologia – 660 pontos
  • Gastronomia – 755 pontos
  • Geografia – 638 pontos
  • Gestão Pública – 707 pontos
  • História – 671 pontos
  • Jornalismo – 730 pontos
  • Letras (várias habilitações) – 710 pontos
  • Matemática – 640 pontos
  • Medicina – 860 pontos
  • Medicina Veterinária – 740 pontos
  • Nutrição – 730 pontos
  • Odontologia – 800 pontos
  • Pedagogia – 690 pontos
  • Psicologia – 750 pontos
  • Publicidade e Propaganda – 740 pontos
  • Química – 690 pontos
  • Relações Internacionais – 760 pontos
  • Relações Públicas – 720 pontos
  • Serviço Social – 708 pontos
  • Sistemas de Informação – 700 pontos
  • Turismo – 680 pontos
  • Zootecnia – 660 pontos

As pontuações que listamos acima são apenas médias. A nota de corte para 2018 pode ser bem acima ou bem abaixo desses valores. Tudo vai depender da instituição, do turno, do curso, da cidade e até do tipo de concorrência que você escolher entrar (se por ampla concorrência ou por cotas).

Mas o fato é que está cada vez mais difícil conseguir vaga pelo Sisu com menos de 700 pontos no Enem. Se tiver pontuação acima de 800, as chances já são bem maiores. E se tiver acima de 850 consegue entrar até em Medicina em algumas faculdades.

Durante o período de inscrições, as notas de corte vão variar todos os dias. Quem ficar atento a essas flutuações pode ir mudando a escolha de curso até o último dia do processo seletivo. Essa é a forma mais inteligente de garantir sua vaga.

Quando acontece o Sisu 2018 e quem pode participar

O Sisu do primeiro semestre de 2018 abre inscrições do dia 23 de janeiro e o sistema fecha às 23h59 do dia 26 do mesmo mês.

Os resultados saem no dia 29 de janeiro.

Pode entrar na disputa quem fez o Enem 2017 (não valem edições anteriores) e não tirou zero na redação. Quem se inscreveu no Enem como treineiro não pode participar.

O Sisu tem outra edição em 2018, menor, que acontece no início do segundo semestre. É mais uma chance de entrar na faculdade pública. As datas ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Educação (MEC).

As notas de corte do Sisu estão altas demais? Conheça algumas alternativas

Se a sua pontuação no Enem 2017 não foi das melhores, não entre em pânico ainda. Existem algumas alternativas para tentar vaga no ensino superior neste semestre.

Veja algumas:

  • ProUni 2018 – O Programa Universidade para Todos concede bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior. Para participar do processo seletivo de 2018 é preciso ter feito o Enem 2017 e atender a determinados critérios de formação escolar e renda familiar. A pontuação mínima para entrar na disputa é de 450 na média das provas e acima de zero na redação. As inscrições abrem logo após o encerramento do Sisu. Também há uma edição no segundo semestre.
  • FIES – O Fundo de Financiamento Estudantil permite financiar um curso superior a juros baixos e prazo longo para pagamento da dívida. O benefício é direcionado a estudantes que se enquadram em determinados perfis de renda e tenham feito qualquer edição do Enem a partir de 2010. Para participar, a pontuação mínima exigida é de 450 na média das provas, sem ter zerado na redação. O FIES também acontece duas vezes ao ano.
  • Ingresso direto – Essa é a opção mais rápida e prática para quem não quer passar por um processo seletivo concorridíssimo. Com o ingresso direto, adotado por faculdades de todo o Brasil, o candidato só tem que apresentar a pontuação que obteve no Enem e, se tiver o mínimo exigido, já garantir a matrícula. É um processo seletivo super simples e, na maioria das vezes, não custa nada.

Existem inúmeras faculdades de qualidade que aceitam os processos seletivos que listamos acima. Além disso, todas oferecem vantagens financeiras como bolsas de estudos, convênios, descontos e parcelamento das mensalidades. Aí está uma alternativa interessante para quem não conseguir superar a concorrência do Sisu!

São instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC e que muito provavelmente têm o curso que você procura.

Conheça algumas:

Veja também:

Pode usar nota do ENEM do ano passado? Descubra

O que achou das notas de corte do Sisu 2018? Vai conseguir encarar a concorrência? Conte para a gente!

Comente