O que é a Bolsa-formação do Pronatec?

Carreiras — Escrito por

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) é uma iniciativa do governo para oferecer mais cursos de educação profissional e tecnológica no país, de forma totalmente gratuita. Este programa engloba várias oportunidades para estudantes e trabalhadores, sendo a Bolsa-Formação o principal incentivo para que todos possam construir sua carreira profissional.

A bolsa disponibiliza cursos em escolas públicas federais e estaduais, além de nas integrantes do Sistema S – SENAC, SENAI, SENAR e SENAT. Instituições privadas também podem participar do programa, desde que preencham alguns requisitos. E não só os cursos oferecidos são de graça, como o estudante também ganha o material didático e auxílio para transporte e alimentação.

Quem pode participar?

O programa foi criado especialmente para atender às classes em situação de fragilidade socioeconômica. Afinal, estas pessoas têm mais dificuldade de investir em sua formação, enquanto que isso é muito importante para que elas possam se inserir no mercado de trabalho. Desse modo, o público-alvo do Pronatec são principalmente:

  • Estudantes de ensino médio da rede pública, incluindo educação de jovens e adultos (EJA) ou que tenham cursado o ensino médio completo em instituição privada como bolsista integral;
  • Beneficiários dos programas federais de transferência de renda ou que estejam cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico);
  • Trabalhadores, incluindo agricultores familiares, silvicultores, aquicultores, extrativistas e pescadores;
  • Povos indígenas e comunidades quilombolas;
  • pessoas desempregadas.

Se você se enquadra no público-alvo do Pronatec, então você pode participar do Bolsa-Formação em uma das duas modalidades oferecidas. Estas são:

Bolsa-Formação Estudante

Voltada para estudantes das redes públicas, a Bolsa-Formação Estudante oferece cursos técnicos com duração de, pelo menos, 800 horas-aula.

Bolsa-Formação Trabalhador

É voltada para trabalhadores que recebem seguro-desemprego ou que participam de programas de inclusão produtiva do governo. Os cursos oferecidos para essas pessoas são de formação inicial e continuada, ou qualificação profissional, com duração de 160 horas-aula ou mais.

Como funciona o programa

Se você se encaixa nas modalidades oferecidas da bolsa, é muito fácil se inscrever. Primeiro, consulte o site do Pronatec, pois lá você pode ver todos os cursos disponíveis em cada instituição. É possível inclusive fazer pesquisas de cursos por estado, município e grau de escolaridade.

Quando encontrar um curso de seu interesse, você pode fazer a inscrição pelo próprio site, informando seus dados pessoais. Não há data de inscrição fixa, de forma que você pode consultar cursos e se inscrever a qualquer momento. No entanto, isso não significa que você já esteja matriculado. Para que isso aconteça, você precisa entrar em contato com a unidade de ensino que oferece o curso e verificar os procedimentos, já que cada unidade de ensino tem uma forma específica de seleção e de matrícula.

Caso você queira fazer um curso que não tenha vagas em aberto, é possível indicar até 3 cursos que sejam do seu interesse. Assim, você será notificado quando novas vagas estiverem disponíveis e poderá se inscrever.

Desde 2011, quando o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego foi criado, milhares de brasileiros já se inscreveram para a Bolsa-Formação. E, à medida que o interesse da população cresce, surgem cada vez mais escolas técnicas no país, disponibilizando mais cursos.

Por isso, se você se encaixa no perfil da Bolsa-Formação, aproveite seus benefícios e invista de forma totalmente gratuita na sua carreira. Garantir espaço no mercado de trabalho hoje em dia não está fácil, portanto valorize essa oportunidade e busque se qualificar sempre mais na sua profissão.

Ficou alguma dúvida? Não se esqueça de compartilhá-la conosco através dos comentários!

Tags: , ,

Comente