O que é Enem?

Enem — Escrito por

É difícil encontrar um estudante a partir de 15 anos que não tenha ouvido falar do Enem. Considerada a maior prova do Brasil, envolve todo ano milhões de participantes em todo o País.

Mas afinal, o que é o Enem?

Conheça mais sobre esse Exame e entenda por que ele é tão importante!

 

1. O Enem é uma prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como o próprio nome indica, é uma prova. Ela foi criada originalmente para avaliar a qualidade do ensino médio brasileiro.

Com o passar dos anos, essa prova foi ganhando importância e atualmente é fundamental para quem quer conseguir um financiamento estudantil para pagar a faculdade particular, concorrer a uma bolsa de estudos em universidades privadas e disputar uma vaga em instituições públicas de ensino superior sem precisar fazer o vestibular.

 

2. O Enem dura dois dias

O Enem acontece uma vez por ano, normalmente entre o final de outubro e o começo de novembro e os participantes fazem a prova ao mesmo tempo, em milhares de localidades em todas as regiões brasileiras.
São duas tardes de prova: sábado e domingo.

No primeiro dia do Enem (sábado), os participantes têm 4 horas e 30 minutos para resolver 90 questões das seguintes matérias, ou “áreas de conhecimento”:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: 45 questões
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 45 questões

No segundo dia do Enem (domingo), os participantes têm 5 horas e 30 minutos para elaborar uma redação dentro do tema proposto e resolver mais 90 questões objetivas de:

  • Matemática e suas Tecnologias: 45 questões
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: 45 questões

 

3. As inscrições do Enem são feitas pela Internet

A participação no Enem não é automática. Ou seja, os estudantes que estiverem no terceiro ano do ensino médio e demais interessados precisam se inscrever para fazer o Exame.
As inscrições normalmente abrem em maio e devem ser feitas somente na página oficial do Enem http://enem.inep.gov.br. Em seguida, é necessário pagar a taxa de inscrição, ou pedir “isenção da taxa” (para alunos de baixa renda). Estudantes de escolas públicas estão automaticamente isentos e não precisam pagar a taxa de inscrição do Enem.

 

4. Qualquer pessoa pode fazer o Enem

O Enem não tem limite de idade ou de condições financeiras, qualquer pessoa pode participar. Além dos estudantes do terceiro ano do ensino médio, a prova do Enem pode ser feita por pessoas de várias condições, que podem solicitar atendimento especial:

  • Gestantes
  • Lactantes (mães que estejam amamentando)
  • Idosos
  • Deficientes
  • Sabatistas (pessoas que resguardam o sábado por motivos religiosos)

Presos também podem fazer o Enem. Nesse caso, as regras são publicadas em um edital específico do Enem para “pessoas privadas de liberdade”.

 

5. O resultado do Enem sai alguns meses depois

Muitos estudantes ficam ansiosos com o resultado do Enem, mas é preciso esperar alguns meses.

Embora o gabarito oficial das provas do Enem seja divulgado assim que as provas terminam, não é possível saber a nota do Exame apenas somando a quantidade de respostas certas.

Isso porque o Enem usa um cálculo específico para corrigir as provas objetivas. É a Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração a dificuldade das questões analisando o desempenho de todos os candidatos. Questões que quase ninguém acerta são consideradas mais difíceis e valem mais pontos.

A correção da prova de redação é feita manualmente, por avaliadores especializados. São milhões de redações e, embora o número de avaliadores seja grande, o processo leva um tempo.

O resultado final do Enem costuma sair em janeiro do ano seguinte.

 

6. A nota do Enem vale para entrar na faculdade sem vestibular e muito mais

Um dos motivos da grande popularidade e importância do Enem é o fato do resultado do Exame ser usado como critério para a participação em pelo menos três grandes programas do Governo Federal que facilitam a entrada e a permanência em uma universidade. São eles:

  • Sisu: usa a nota do Enem para classificar candidatos a uma vaga em universidade pública sem precisar fazer o vestibular.
  • ProUni: usa a nota do Enem para classificar candidatos a uma bolsa em faculdade particular.
  • FIES: quem concluiu o ensino médio a partir de 2010 precisa ter feito o Enem para pedir um financiamento estudantil do FIES.

 

Veja também:

Como usar a nota do Enem para ingressar na faculdade

Comente